Arquivos área comercial - Auvo - Plataforma de Gestão de Equipes Externas
Produtividade no trabalho: como aumentar as vendas?

Produtividade no trabalho: como aumentar as vendas?

Se fosse para explicar o que é produtividade no trabalho em uma frase, essa frase seria: produzir ao máximo com o mínimo de tempo e recursos.

Mas não é tão simples assim. Não basta produzir muito, mas com baixa qualidade! É preciso equilibrar a quantidade de tempo gasta, com os recursos usados e também com a qualidade do produto.

Parece uma tarefa bem difícil, não é? Fique tranquilo! Continue lendo esse post porque ele vai te ajudar.

3 passos para ter mais produtividade no trabalho

Listei 3 passos simples para ajudá-lo a ser mais produtivo no trabalho e depois aplicar esses passos nas vendas da sua empresa! Vamos lá?

#1 Ser organizado

É muito importante que você se organize para não perder tempo. Aconselho que você organize suas tarefas por assunto.

Não fique pulando de tarefa em tarefa que tenham contextos completamente diferentes.

Foque naquelas que possuem o mesmo assunto e aí sim, trabalhe em conjunto para resolvê-las.

Para ter o dia a dia ainda mais organizado, é interessante que você anote suas tarefas.

Tem gente que prefere o bom e velho bloco de anotações, mas você também pode ter ajuda da tecnologia para isso.

Existem muitas plataformas on-line que organizam tarefas de forma prática e certeira, como o Trello, o Asana e o Evernote. São muitas opções! Escolha a que mais faz o seu estilo e organize suas tarefas do dia.

#2 Gerenciar o tempo

Para gerenciar o tempo é preciso fazer escolhas. Você pode escolher trabalhar com tarefas que são prioridade ou desperdiçar o seu tempo.

É importante se educar para manter o foco durante o trabalho. Olhar o seus e-mails de 10 em 10 segundos ou se distrair olhando o celular é fatal para sua produtividade.

Para que você tenha noção do tempo que gasta, existem aplicativos que contam quanto tempo você fica nas redes sociais, ou seja, quanto tempo perdido durante o horário de trabalho.

Você verá o quanto desperdiçamos tempo e nem percebemos!

Para que você tenha ainda mais controle do tempo no trabalho, é possível contar o tempo que é gasto em cada tarefa com ferramentas de time tracking.

Essas ferramentas ajudam a ter foco no cumprimento das tarefas, pois dão relatórios detalhados das horas investidas em cada tarefa, com qual cliente ou colaborador.

Alguns exemplos de ferramentas de time tracking: Toggl, 5pm, Hours e Teamwork.

Viu como é possível ter um pouco mais de cuidado e controle com o tempo? O que não dá é deixar o tempo passar e não ter foco, certo?

Tome a decisão de ser mais produtivo, evite distrações e vamos ao trabalho!

#3 Descansar (sim!)

Uma boa noite de sono te faz ser muito produtivo, sabia?

É muito importante que você descanse e esteja com seu sono em dia para conseguir ter mais concentração.

Manter uma rotina saudável, comer na hora certa e praticar exercícios físicos também contribuem para a sua produtividade no trabalho.

Além disso, fazer pausas também pode ser benéfico! Mas não vale aquela pausa para olhar as redes sociais, afinal, não queremos perder o foco, certo?

Faça uma pequena pausa de 15 minutos para esticar as pernas e volte às suas tarefas.

Essas 3 dicas são simples e podem ser aplicadas a qualquer departamento de uma empresa, afinal, ser produtivo é o desejo de todos que pensam no seu futuro profissional.

Agora, vou te mostrar como aplicar essas dicas no seu departamento de vendas, pois uma equipe produtiva significa aumento nas vendas e, consequentemente, mais lucro.

Aplicando a produtividade no trabalho em vendas

O objetivo principal de todo profissional de vendas é fechar negociações e conquistar clientes.

Muitos profissionais perdem chances valiosas de alcançar o seu objetivo por causa da falta de produtividade e organização.

Por isso, aqui estão as dicas para você aplicar os princípios da produtividade na sua equipe de vendas. Confira:

Faça um bom planejamento

A ideia é não perder tempo, por isso tenha um bom planejamento. Caso já tenha elaborado um, revise o quanto antes!

Temos um modelo de planilha de vendas que você pode utilizar, faça o download gratuito aqui!

Ao verificar os problemas que existem nas estratégias de vendas é possível corrigir e pensar em um melhor plano de ação.

Nessa etapa é importante também definir um processo de vendas para que cada colaborador saiba por onde começar, quais serão os seus objetivos e metas, de forma clara e objetiva.

Isso facilita, inclusive, a mensuração de resultados, pois tudo será documentado e predefinido pelo gestor.

Entenda que é preciso certa sintonia entre a gestão e a equipe de vendas para que os resultados da produtividade comecem a aparecer, afinal, problemas são gerados por baixa produtividade.

Treine sua equipe

É primordial capacitar e treinar os colaboradores.

Tire um tempo na agenda para dar treinamentos de novas técnicas para a equipe de vendas, e deixe que eles apliquem o que aprenderam no dia a dia.

Caso você não possa, contrate alguém para dar o treinamento e fique sempre atento aos resultados, pois ao capacitar sua equipe, certamente eles virão.

Mas treinar o quê?

É muito comum não saber no que a sua equipe está com dificuldades, por isso, mantenha o diálogo, pergunte aos seus colaboradores o que eles gostariam de aprender ou se aprofundar.

Pergunte ao seu departamento de RH se existe alguma questão importante que deve ser levantada no treinamento, e pesquise os temas.

Após ter o tema decidido, é momento de pensar na logística: como será o curso? Presencial ou a distância? Quais materiais serão utilizados? Quantas pessoas da equipe farão o curso?

Tenha certeza que ao capacitar sua equipe quem ganha é o seu negócio!

Incentive sua equipe

Para que a produtividade no trabalho seja efetiva é preciso incentivar o trabalho dos seus colaboradores.

Incentive um ambiente leve na empresa, ninguém é produtivo quando é apenas cobrado o tempo todo. É preciso motivar e engajar os seus colaboradores.

Para isso, seja um líder e não um chefe! Você sabe a diferença?

O líder está junto com equipe, ajudando e apoiando nas adversidades, enquanto o chefe está de longe mandando e desmandando. Construa uma relação de confiança com seus colaboradores!

Defina metas semanais, mensais e anuais. Dê feedback e mostre os resultados!

Além disso, promova happy hours e confraternizações para que a equipe seja integrada e o ambiente saudável.

É preciso que os colaboradores tenham espaço para dar sua opinião e ter liberdade para criar, e tudo isso colabora para uma empresa mais produtiva e engajada.

Não esqueça de monitorar

Se organizou fazendo um bom planejamento? Gerenciou o tempo para poder treinar sua equipe? Todo mundo descansado e motivado?

O trabalho ainda não acabou! Chegou o momento de monitorar.

Muitos gestores depois de perceberem certo avanço nos números de vendas deixam o monitoramento de lado e isso é um grande erro!

Ao monitorar você tem noção do que pode estar errando e acertando, e assim, fazer ajustes para que o crescimento seja sempre constante!

Imagina se existisse uma ferramenta para calcular a produtividade da sua equipe e deixar o monitoramento ainda mais fácil?

Existe sim! Produzimos uma calculadora de produtividade exclusiva e você pode acessá-la clicando aqui.

Coloque em prática essas dicas para aumentar as vendas e a produtividade no trabalho e os resultados certamente serão positivos! Sabe de alguma outra dica? Compartilhe com a gente!

Lorrayne é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos que ajudem os gestores a formar uma equipe externa de alta performance.

Como ser um supervisor de vendas externas de sucesso?

Como ser um supervisor de vendas externas de sucesso?

Se você conseguiu chegar ao cargo de supervisor de vendas externas, saiba que a sua capacidade de enxergar oportunidades, ser produtivo e de ajudar os clientes, foi essencial para que isso acontecesse.

Mas não é apenas isso que mantém um bom supervisor de vendas externas à frente da equipe, tampouco o que faz de você um supervisor de sucessos.

Independente se você é um vendedor recém promovido a supervisor de vendas externas, ou se você já é um supervisor de vendas e quer saber como melhorar a sua atuação, esse artigo é para você.

Pensando nisso, depois de muita pesquisa, separei as melhores dicas para que você se torne um supervisor de vendas externas de sucesso. Vamos lá?

O que realmente faz um supervisor de vendas externas ter sucesso?

O seu papel, a partir de agora, é a liderança. E a sua principal missão é saber lidar com o seu time para administrá-lo da melhor forma possível.

Isso mesmo, você deve oferecer aos seus colaboradores as melhores condições de trabalho para que eles consigam alcançar as metas.

Trabalhar para que a produtividade aumente e para que os custos diminuam não é uma tarefa fácil. Mas também não é impossível.

Quanto mais você der o seu melhor e se concentrar apenas em ajudar a sua equipe, mais fácil essa tarefa ficará e melhor será o seu resultado.

Além disso, é muito importante lembrar que o seu time possui uma meta a ser alcançada e é a sua gestão que vai ajudar para que isso aconteça.

Ufa, é muita coisa não é? Por isso, estou aqui para te ajudar.

O que fazer para que isso aconteça

Vamos agora as dicas para ajudar a sua equipe de vendas externas a bater as metas e para que você seja um supervisor de vendas externas de sucesso.

1- Foque em ser um líder

Mais do que ser apenas um supervisor de vendas externas, foque em ser um líder de sucesso!

Isso significa: identificar os pontos fortes para investir neles, e os fracos também, para mudá-los. Seja da sua equipe ou de cada colaborador específico.

Você precisa ser um líder estratégico e se esforçar para entender a sua equipe como um todo e assim poder investir em mudanças.

Além do mais, é extremamente necessário entender que ter um papel de gestão de equipes não significa que você deve liderar a sua equipe como gostaria de ser liderado.

A realidade está muito longe disso.

Grandes supervisores de vendas externas sabem que cada pessoa da equipe é diferente e, portanto, a liderança acontece de acordo com as necessidades e com o potencial de cada um.

Obs: Quando se tratar da equipe, a liderança deve ser feita em comum com todos os colaboradores. Evitando, assim, algum desentendimento.

2- Saiba, antes de tudo, ouvir

Uma das grandes características de um supervisor de vendas externas de sucesso, é saber ouvir os seus colaboradores.

Mantenha sempre uma boa comunicação com a sua equipe e dê apoio sempre que eles tiverem uma dúvida ou uma sugestão.

Ser um supervisor de vendas externas de sucessos está bem além de apenas gerir. Se trata de ser uma pessoa com quem todos possam confiar.

É sempre bom lembrar que ninguém chega ao topo sozinho. No início da sua carreira, certamente você teve alguém para ajudar e ouvir você.

Não seja diferente agora que é você quem está nessa posição! 🙂

Plano de Aquisição de Clientes

3- Se baseie sempre em processos

Quanto mais objetivo você for, melhor será a capacidade de realizar bem a sua gestão.

Por isso, tenha sempre um processo de vendas bem estruturado. Isso ajuda a sua equipe saber o que deve ser feito e te ajuda a analisar os dados obtidos.

Distribua as atividades de acordo com cada colaborador ou equipe. E para que isso aconteça, separe as características dos vendedores no que faz deles grandes, médios e fracos profissionais.

Em seguida, você consegue montar as atividades certas para cada um e definir as metas a serem batidas.

E, como você já deve saber, quando se fala em vendas, também se fala em processos como base.

Você não conseguirá ser um supervisor de vendas externas de sucesso se não entender como o processo funciona e o que cada vendedor precisa fazer para melhorar o seu desempenho.

4- Inspire a sua equipe

É justamente esse tipo de líder que a sua equipe de vendas externas precisa. Alguém que ouça, ajude e inspire, todos os dias, a bater as metas e chegar aos resultados esperados.

A maioria dos supervisores de vendas externas são selecionados para esse cargo por serem altamente produtivos e rentáveis, no caso de terem sido vendedores antes.

E essa é uma das maneiras de moldar a equipe de vendas externas à imagem de um ótimo vendedor e transformá-los em ótimos vendedores também.

Lembre-se que, mesmo que você seja um supervisor, buscar conhecimento, orientação e treinamentos é de extrema importância.

Quanto mais conhecimento você tiver, mais pode oferecer a sua equipe. Além de contribuir para a melhoria dos processos.

5- Um supervisor de sucesso, possui uma equipe de sucesso

Quando você possui uma equipe de sucesso, a sua supervisão fica mais fácil e você tem mais possibilidades em obter sucesso no que faz.

Por isso, separei algumas dicas preciosas para você, vamos lá?

–  Monte uma equipe com pessoas que possuem experiências diferentes, mas objetivos iguais. Assim, cada colaborador contribui para algo diferente, com o objetivo final de efetuar a venda e bater as metas;

– Desenvolva um processo de vendas eficaz que atenda as expectativas da sua equipe e forneça dados para que decisões precisas sejam tomadas;

– Dê a sua equipe as ferramentas necessárias e adequadas para ajudar os seus clientes na tomada de decisões, como por exemplo, tecnologias que permitam aumentar a produtividade da sua equipe e diminuir os custos da empresa;

– Sempre que possível, invista em treinamentos que irão agregar conhecimento a mais para a sua equipe;

– Planeje com antecedência as atividades da sua equipe e certifique-se que sejam cumpridas no prazo.

E, por fim, entenda que um supervisor de vendas forte sempre busca uma equipe forte para encarar os desafios de vendas que vêm pela frente.

6- Aplique o que você aprendeu

Agora que você já sabe como ser um supervisor de vendas externas de sucesso, basta colocar tudo o que você aprendeu em prática.

Afinal, você tem a oportunidade de transformar a sua equipe em profissionais melhores, contribuindo para o alcance de metas e melhora nos resultados.

Assim nascem líderes de sucesso! 🙂

Agora que você já sabe como ser um supervisor de vendas externas de sucesso, o que acha de deixar algumas sugestões de conteúdo que você gostaria de ver aqui no blog?

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Agenda de visitas: 7 passos para um trabalho brilhante

Agenda de visitas: 7 passos para um trabalho brilhante

Sabe qual a parte mais importante, e que infelizmente é menos compreendida no gerenciamento de uma equipe de vendas? A parte de agenda de visitas.

Atribuir o funcionário correto ao trabalho certo, no momento certo, é crucial para o sucesso do negócio, especialmente para empresas com uma força de trabalho móvel.

Então, por que o gestor não disponibiliza mais atenção para esse ponto?

Pode ser porque ele se recusa a abandonar a ferramentas “primitivas”, como calendários, planilhas, papéis, entre outras, que já não compensam mais. Perdendo a oportunidade de investir em tecnologia.

Ou, a tarefa de lidar com horários de trabalho e licenças não é vista como uma prioridade ou é dada a alguém que não entende totalmente as demandas da empresa ou os méritos relativos dos membros individuais da equipe.

Acertar, resume-se em conhecer sua equipe e seu conhecimento prático.

O que você verá neste artigo:

  • Conhecer antes de ligar
  • Seja breve
  • Dê opções
  • Determine um período
  • Fale com a pessoa certa
  • Confie e otimize
  • Invista na tecnologia certa

1. Conhecer antes de ligar

Antes de ligar para um cliente, tenha conhecimento dele. Informe-se sobre a empresa e quaisquer notícias que se relacionem com o que está vendendo.

Ao ligar para o cliente demonstrando conhecer a empresa, torna-se mais provável o agendamento de uma visita.

2. Seja breve

Muitos vendedores cometem o erro de tentar vender o produto ou serviço por telefone, dando os detalhes do mesmo, até mesmo, passando as formas de pagamento.

Quando na verdade, não se pode fazer isto, já que o objetivo é acrescentá-lo na sua agenda de vistas, entendendo previamente que o cliente é um potencial de compra do seu produto/serviço.

O sucesso do agendamento baseia-se em passar os detalhes do agendamento pessoalmente, olho no olho.

Portanto, por telefone, é importante vender a entrevista, ou seja, a necessidade do cliente atender você. Não passe valores do seu produto ou qualquer característica do produto que possa atrapalhar o objetivo da ligação: agenda de visitas.

3. Dê opções

A sua agenda de visitas está cada vez mais lotada de compromissos, portanto, se você der duas opções para o possível cliente, suas chances de data ou hora para visita, aumentarão muito.

Por exemplo: “O Sr. prefere marcar nossa reunião rápida  às 10h45 ou às 14h40?” Neste caso, em qualquer dos horários você conseguirá o seu primeiro objetivo, agendar a reunião.

Assim você mostra interesse, e flexibilidade no horário dedicado ao cliente.

4. Determine um período

Quando se fala em agenda de visitas, é importante que você determine um período para suas ligações, escolhendo um horário em que você se mostra mais produtivo.

Por exemplo, se você tem o costume de reduzir o pique de trabalho por volta das 14h, marque suas ligações para um período mais cedo.

Ps: Uma sugestão seria o primeiro horário da manhã.

Use isso para na sua agenda de visitas, para que haja mais empolgação nas visitas.

Seja qual for o horário que escolher, certifique-se de que terá tempo suficiente para voltar a ligar para todos os clientes que você não conseguiu localizar na primeira tentativa.

5. Fale com a pessoa certa

Ressalto que em alguns casos você deve conversar com um funcionário da base, que no caso é um formador de opinião, mas o certo seria sempre procurar falar com o dono, diretor, presidente ou com o gerente responsável pela tomada de decisão!

Para conseguir falar com o tomador de decisão, descubra quem são as peças-chave na empresa. Essas informações podem ser obtidas por meio de ligações ou e-mails.

Se algum funcionário da organização lhe der o nome dessa pessoa, quando ligar para ela, não se esqueça de mencionar o nome do funcionário que fez a indicação.

Saiba o nome do primeiro contato

Pergunte sempre o nome das pessoas com quem você tiver o primeiro contato, chame-as pelo nome e de forma amistosa.

Quando pedir para falar com o tomador de decisão, use o primeiro nome dele (a) para apresentar-se. Mencione também apenas seu primeiro nome.

Essa é uma boa forma de demonstrar familiaridade com o futuro cliente e mantê-lo na sua agenda de visitas.

6. Confie e otimize

Envie um e-mail ou faça uma ligação de acompanhamento agradecendo ao cliente por seu tempo ao telefone, e confirmando o dia e horário que esteja na agenda de visitas.

Teste e apure continuamente os resultados de sua prospecção pelo telefone, tomando notas do que produz mais resultados.

Isso também vai manter a sua agenda de visitas sempre cheia e . Além do mais, essa é uma tarefa muito fácil.

7. Invista na tecnologia certa

O software de gerenciamento de que tenha agenda de visitas, como o Auvo , permite que todos na empresa vejam o que está acontecendo com cada trabalho, cada cliente e cada membro da equipe em tempo real.

Quando o inevitável acontece, e visitas são canceladas ou adiadas, o gerente pode alertar todos os vendedores sobre as alterações diretamente em seus dispositivos móveis, com os dados do cliente disponíveis imediatamente.

Sistemas modernos e confiáveis ​​baseados em nuvem ajudam muito a minimizar erros comerciais e sérios equívocos com funcionários e clientes.

Agora que você já sabe como fazer para manter a sua agenda de visitas sempre ativa e da melhor maneira, o que acha de deixar algumas sugestões de conteúdo que você gostaria de ver aqui no blog?

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Metas de vendas: 14 métricas que todo vendedor externo deve estar atento

Metas de vendas: 14 métricas que todo vendedor externo deve estar atento

Sabe quando vai chegando o fim do mês e você não sabe se a sua equipe vai bater as metas de vendas e nem como fazer a sua medir os seus indicadores de desempenho? Então esse artigo é para você. Vem comigo!

Metas de vendas bem definidas são totalmente relevantes para a sua empresa, o que significa que você pode melhorar os seus resultados de vendas e agir com base em informações verdadeiras e atualizadas.

Escolher as métricas corretas para cada membro da sua equipe é uma decisão importante.

Assim, o segredo é identificar quais métricas são relevantes para a sua empresa e para os seus objetivos comerciais.

Para evitar que você perca tempo pensando muito nisso, eu separei 14 métricas, não só para ajudar os seus colaboradores a se manterem no caminho certo, mas também para ajudá-las a melhorar as vendas todos os dias:

1. Numero de vendas individuais

Uma boa lista sobre metas vendas não estaria completa sem saber o número de vendas individuais dos seus colaboradores.

Quando você sabe o quanto cada membro da sua equipe está vendendo em cada vista é muito importante para que se possa fazer comparações de produtividade e agilidade.

Essa métrica pode ser usada como uma maneira fácil de criar uma concorrência saudável entre os seus colaboradores.

Afinal, eles conseguirão saber como anda o número de vendas e se esforçarem para melhorar, cada vez mais, em seres vendedores externos!

2. Taxas de novo contato

Se você quer ter a certeza que o seu colaborador está, realmente, contribuindo para o crescimento do seu negócio, essa métrica é fundamental.

A taxa de novos contatos prospectados te dará informações sobre quais dos seus colaboradores, e qual porcentagem da sua equipe, está atingindo as metas de vendas.

Se a taxa de contato for baixa, você já sabe o que isso significa, né?

Isso mesmo, que pode haver algum problemas nos seus objetivos ou que alguns dos seus colaboradores podem estar com a produtividade baixa e gastando mais tempo em uma visita do que deveria. Por isso, fique sempre atento!

3. Número de novas oportunidades

Quando você vê um aumento significativo em novas oportunidades, esse é um bom sinal de que o time está se empenhando para crescer e contribuindo, também, para o crescimento da sua equipe.

Atingir maiores números de oportunidades coloca os seus serviços na frente da concorrência e aumenta, cada vez mais, o seu lucro. Muito bom, não é mesmo?

4. Oportunidade de ganhar novos clientes

Okay, os seus colaboradores estão prospectando clientes, mas quantos desses colaboradores estão transformando as visitas de prospecção em novos clientes.

Se esse número está um pouco baixo, pode ser que algum dos seus colaboradores são ótimos em conseguir novas visitas, mas que precise de uma mãozinha quando se trata do fechamento de negociações.

Quando você olha esses detalhes individualmente, você conseguirá saber quem está conseguindo alcançar as suas metas de vendas e quem pode estar ficando para trás.

Por isso, fique de olho. 😉

5. Importância de cada negócio fechado

Quando se trata de negócios, a importância de um bom negócio fechado é grande a partir do momento que em que você compara a média de negócios fechados por cada colaborador.  

Você quer certeza de que o seu time sabe mesmo administrar o tempo eficientemente? Saiba que isso também te ajuda em reconhecer se o colaborador está mesmo fechando negócios importantes.

Com essa métrica você também consegue saber se o seu time está apenas correndo atrás de negócios pequenos e fáceis ou se estão se arriscando em negócios mais complicados, porém maiores.

Por isso, é muito importante reconhecer que para bater as suas metas de vendas. também é necessário fechar negócios mais difíceis, mas com um lucro maior.

Não tenha medo, arrisque-se!

6. Taxa de ocorrência

Essa métrica é muito importante para fazer com que o seu vendedor externo bata as metas de vendas designadas a ele.

Ela detalha quantas chamadas ou compromissos seu representante agendou e se ele, realmente, os realizou.

A partir daqui, você pode acompanhar se as visitas foram mais bem sucedidas pelo seu colaborador e, caso necessário, mudar o foco, com base no que está funcionando.

7. Taxa de rejeição ou cancelamentos

Quando se fala em taxa de rejeição ou cancelamentos é muito importante ter bastante atenção, pois eles desestruturam todo o foco do seu vendedor em bater as metas de vendas.

Afinal, quando você acompanha de perto as razões pelos quais os seus clientes estão querendo cancelar, ou ir para a concorrência, pode saber em qual área deve se concentrar mais.

Essa métrica te ajuda com a fidelização do seu cliente, e como isso é essencial, ela se torna importantíssima.

8. Mantenha o seu compromisso

Você sabe que um bom relacionamento com o cliente é o seu maior tesouro.

E manter sempre um bom relacionamento com os seus clientes existentes é importante quando se deseja construir confiança a longo prazo.

Quando os seus colaboradores estão, regularmente, em contato com os seus clientes, eles estarão mais dispostos a compartilhar as suas preocupações.

Afinal, a confiança que foi construída fará com que eles se sintam confortáveis e convictos de que a sua empresa vai ajudá-los.

9. Preço dos concorrentes

Embora não seja a sua maior preocupação, acompanhar tudo aquilo que o seu concorrente está fazendo não ajuda os seus vendedores a bater as suas metas de vendas.

Mas quando você está ciente dos preços dos seus concorrentes, pode criar estratégias competitivas muito boas!

Caso os preços não se diferenciam muito, você pode considerar uma estratégia oferecer preços mais baixos, mas que fará você aumentar as suas vendas e passar na frente de seus concorrentes!

10. Net Promoter Score (NPS)

O NPS nada mais é do que uma métrica em que você consegue medir a probabilidade dos clientes recomendam o seu produto.

Essa pesquisa é bem simples.

Apenas pede para os seus clientes classificarem de 0 a 10 a probabilidade de recomendação. Ela é dividida em 3 categorias:

  • Clientes Detratores: Aqueles que deram notas entre 0 e 6 e não acham que o seu serviço trouxe melhorias para eles e, muitas vezes, criticam o seu serviço.
  • Clientes Neutros: Com notas entre 7 e 8. São aqueles que estão utilizando o seu serviço apenas em momentos de precisão.
  • Clientes Promotores: Aqui as notas vão de 9 a 10. Esses clientes acreditam que a sua empresa proporciona mudanças e melhorias em suas vidas. Fazem elogios e dão sugestão, são os seus clientes leais!

Após a análise das informações para entender por que você obteve esses resultados, determine como você pode melhorar o desempenho da sua equipe para que eles batam as suas metas de vendas.

11. Taxa de contato

Quantas vezes os seus vendedores insistem em um cliente? uma, duas, diversas vezes?

Como obter um “sim” dos seus clientes não é algo tão comum e, muitas vezes, necessita persistência, a maioria das vendas são encerradas logo em uma conversa de acompanhamento.

Porém, com essa métrica você consegue descobrir quantas vezes cada vendedor está entrando em contato com os clientes prospectados ao longo do tempo.

Afinal, quanto mais interação após o contato inicial, melhor!  

12. Objetivos vs. Resultados

Essa métrica identifica se os seus vendedores estão conseguindo os resultados esperados de acordo com as seus objetivos.

Isso pode te dar uma ideia de quanto os seus objetivos foram atingidos, mensais ou anuais.

Você também pode usar esses dados para identificar se os seus colaboradores necessitam de treinamento adicional para atingir as metas de vendas.

É primordial!

13. Uso de mídia social

Esse pode ser um dos pontos mais difíceis de se avaliar, mas, geralmente, você precisa garantir que os seus vendedores também estejam ativos nas redes sociais.

Você sabia que os principais vendedores, e mais consagrados, estão no LinkedIn e que há uma relação direta entre eles e o resultado das suas metas de vendas?

Por isso, essa métrica te ajuda a entender quais contatos estão realmente fazendo a diferença e te ajudar a ter um primeiro conhecimento dos seus clientes.

Reúna todos os comentários de forma regular e procure solucionar as preocupações e insatisfações e procure resolvê-las o mais rápido possível.

Lembre-se: clientes felizes significam negócios saudáveis!

14. Satisfação do funcionário

Trabalhar com vendas requer persistência e, às vezes, o seu vendedor pode ficar sem energia.

Portanto, um dos seus maiores desafios é garantir que seus colaboradores estejam motivados e aproveitem seu trabalho.

Como você mantém sua equipe de vendas sincronizada? Eles se sentem parte de um time? Eles concordam com os métodos de vendas que você implementou?

Esse tipo de feedback é fundamental, afinal, o seu vendedor pode sentir que você também se preocupa com ele, aumentando a sua satisfação e o encorajando com os resultados de suas metas de vendas!

E agora? Ação para bater as suas metas!

Embora você possa estar tentando a mudar as suas métricas na medida que os seus negócios vão mudando e aumentando, tente resistir.

O segredo é focar nos dados obtidos através de um conjunto de métricas ao longo do tempo. As vezes, faz mais sentido adicionar uma dessas métricas às já existentes do que recomeçar tudo do começo.

E se você tem um vendendor externo que não esteja batendo as metas de vendas, procure, sempre, entender o que está acontecendo.

Mas se precisar, pode voltar nessa dica de 14 métricas que te dei e avaliar se está tudo o ocorrendo corretamente! 😉

Agora que você já tem em mãos 14 métricas para te ajudar a bater as suas metas de vendas, que tal compartilhar conosco as suas dúvidas e experiências? Estamos aqui para te ouvir!

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Vantagens da fidelização de clientes com estratégias de customer success

Vantagens da fidelização de clientes com estratégias de customer success

A fidelização de clientes requer muita paciência dos gestores e colaboradores. Não é um processo rápido e é necessário que a sua empresa ou o lugar onde trabalha sigam alguns requisitos para fazer isso acontecer.

Você deve ir um pouco além de simplesmente atrair e vender para os seus possíveis clientes. No processo de fidelização você tentará conquistar a confiança das pessoas. Após conseguir fazer isso, mostre que seu trabalho de pós-venda é ainda melhor do que o de vendas. Mostre que se preocupa e oferece um suporte que qualquer cliente deve receber.

E a fidelização de clientes vai muito além de ter cartões de fidelidade e pequenos descontos. Você deve criar um vínculo com o cliente para que possa ter ele em sua base e comprando cada vez mais.

Os pontos principais para conseguir fidelizar são: oferecer o produto certo para as pessoas certas, isso deve ser no momento que o cliente precisa de ajuda, com um preço justo para o mercado e através do canal que mais dará sucesso tanto para a sua empresa quanto para o cliente. Agora partiremos para as vantagens.

– Clientes fiéis divulgam sua empresa gratuitamente

As pessoas que gostam da sua empresa, do seu produto e do seu atendimento, sempre farão questão de voltar. Com tantas opções para compra no mercado, você deve fazer diferente e conseguir encantar as pessoas que se encaixam no seu público-alvo.

E além de voltar a comprar da sua empresa, esses clientes normalmente fazem questão de indicá-la para pessoas conhecidas por estarem satisfeitas com o atendimento recebido. Essa é uma forma de propaganda positiva para a sua empresa e totalmente sem custo.

Fidelizar clientes deve fazer parte do seu planejamento de vendas o quanto antes. A dica é que você faça o atendimento aos seus clientes como você gostaria de ser atendido.

– Quanto mais clientes fidelizados maior é a credibilidade

O mercado de vendas está ficando cada vez mais e mais disputado e essa realidade parece que vai continuar nos próximos anos. A credibilidade de sua empresa pode contar na hora da decisão do cliente.

Com tanto acesso a informações pela internet, os seus consumidores fazem extensas pesquisas antes de fechar qualquer negócio. Eles querem saber de quem estão comprando. E estão absolutamente certos. Não dá pra confiar em qualquer site e loja que você entra.

Por isso é tão importante que você fidelize mais clientes e mostre para o público em geral que a sua empresa é de confiança e que eles podem comprar com tranquilidade e sem medo.

– Aumenta o ponto de contato entre a empresa e o cliente

Os clientes que fidelizam com sua empresa normalmente disponibilizam alguns dados pessoais e algumas de suas preferências. Com isso em mãos você pode oferecer com o tempo produtos que se encaixem no perfil deles e promoções e descontos exclusivos.

Essa estratégia de vendas permite que o consumidor se sinta mais valorizado e tenha um tratamento mais personalizado. Você consegue manter um relacionamento mais próximo com ele e o deixa mais à vontade.

– Mantém a sua base de clientes fixos por mais tempo

Uma das coisas mais difíceis de conseguir no mercado de vendas de produtos e serviços é manter uma base de clientes sólida. Surgem novos produtos e essa disputa pode atrair seus clientes para outras empresas. Uma das poucas coisas que pode fazer para frear isso é através da fidelização.

Se conseguir aumentar a taxa de clientes fiéis terá uma grande chance de ter uma base cada vez maior e duradoura. Até porque como vimos acima, os clientes que estão satisfeitos normalmente divulgam sua empresa para outras pessoas, aumentando a possibilidade dessa base aumentar.

– Sucesso do Cliente é um novo modo para conquistar os consumidores

Em conjunto com a fidelização de clientes temos uma outra estratégia que é conhecida como Sucesso do Cliente (Customer Success) e como o nome já diz tem o foco principal em tornar a experiência do cliente o melhor possível quando adquire um produto ou serviço da sua empresa.

Para mostrar que realmente sabemos do que estamos falando, vamos mostrar para vocês algumas atividades do profissional dessa área. Você vai descobrir porque precisa investir nesse tipo de profissional.

– Prepara os clientes para o uso do produto ou serviço

O gestor de sucesso do cliente fica responsável por ligar para o cliente e descobrir se ele está conseguindo usar o produto e se está enfrentando dificuldades para usar todos os diferenciais. De maneira bem simplificada ele vai em busca de ajudar o cliente, porque nem sempre é fácil lidar com uma nova tecnologia ou com um novo produto no mercado

Se o cliente não estiver precisando de ajuda, o gestor mostrará que está disposto a ajudar sempre que ele precisar. Dar essa opção para o consumidor fará com que ele fique mais confiante em relação ao suporte da empresa.

– Faz follow ups e oferece feedbacks

Os follow ups são ligações e/ou envios de email para medir a satisfação dos clientes ou também para oferecer novos produtos e serviços se a oportunidade surgir. Seu gestor de sucesso do cliente pode medir esses dados através de pesquisas rápidas e análise futura dos números e respostas coletadas.

Nesses mesmos contatos você pode oferecer upgrades ou novidades em relação ao que vendeu para o consumidor. Essa não é uma tentativa de venda qualquer, é uma forma de medir o quão interessado o cliente continua em comprar e melhorar sua experiência com o produto que comprou.

Tanto os emails quanto os telefonemas devem ser feitos com alguns intervalos de tempo para que não fique chato e afaste o cliente.

– Avalia os KPI’s e resultados dos clientes

Sua empresa conseguirá medir alguns indicadores chave de performance (KPI’s) do cliente. Mas como fazer isso? Você pode medir alguns dados como o ticket médio, a quantidade de produtos adquiridos por mês, números de acessos no site ou ligações feitas.

Todo e qualquer tipo de dados que tiver sobre o cliente pode te ajudar a entender o comportamento do seu público-alvo e como deve fazer os seus futuros atendimentos para fechar novos negócios. Sabendo o que ele gosta e do que é importante para ele, você já tem alguma vantagem para convencê-lo de que seu produto ou serviço se encaixa bem na vida dele.

– Propõe soluções e novos produtos para o cliente

O gestor de sucesso do cliente deve estar sempre em contato direto com os clientes e por isso mesmo deve saber a hora de oferecer upgrades e soluções para possíveis problemas enfrentados com o produto ou serviço que sua empresa vende.

A ideia aqui não é ficar forçando o cliente a comprar toda hora mas sim ficar satisfeito com aquilo que adquiriu e fidelizá-lo. Manter clientes satisfeitos na sua base pode aumentar o seu ticket médio mensal.

Ofereça somente aquilo que realmente interesse para os seus clientes. Ficar tentando forçar uma venda só vai afastar o cliente e na pior das hipóteses sua empresa pode perdê-lo.

– Recolherá informações e feedbacks dos clientes

Nesse momento o gestor fará o papel de suporte da empresa. Ele ficará responsável por descobrir quais problemas os clientes têm enfrentado ao usar os produtos ou serviços oferecidos.

O próximo passo é oferecer soluções para os problemas e se for o caso oferecer novos produtos ou upgrades para ajudar nesse processo.

Os feedbacks são muito importantes para medir a aceitação dos seus produtos no mercado. Você também ficará sabendo se algum produto ou serviço tem dados muitos problemas e pode pensar em como resolvê-lo o mais rápido possível. Se antecipe ao seu cliente. Não espere ele reclamar.

Não fique esperando as oportunidades caírem do céu. Colocando as estratégias de sucesso do cliente em prática, você pode se antecipar e oferecer soluções que realmente ajudem os seus clientes.

Clientes satisfeitos fidelizam bem mais e fazem questão de levar o nome da sua empresa muito mais além. Trate seu cliente como trataria um amigo. Tenha atitudes assim e o sucesso será só questão de tempo.

Aproveite para fazer o download do nosso Ebook: “Customer Success e Retenção de Clientes”. É só clicar no link abaixo e fazer o seu cadastro.

Se não conseguiu ler todo o conteúdo, faça o download da versão em PDF, para ler mais tarde.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.