Arquivos equipe de campo - Auvo - Plataforma de Gestão de Equipes Externas
Como ser um supervisor de vendas externas de sucesso?

Como ser um supervisor de vendas externas de sucesso?

Se você conseguiu chegar ao cargo de supervisor de vendas externas, saiba que a sua capacidade de enxergar oportunidades, ser produtivo e de ajudar os clientes, foi essencial para que isso acontecesse.

Mas não é apenas isso que mantém um bom supervisor de vendas externas à frente da equipe, tampouco o que faz de você um supervisor de sucessos.

Independente se você é um vendedor recém promovido a supervisor de vendas externas, ou se você já é um supervisor de vendas e quer saber como melhorar a sua atuação, esse artigo é para você.

Pensando nisso, depois de muita pesquisa, separei as melhores dicas para que você se torne um supervisor de vendas externas de sucesso. Vamos lá?

O que realmente faz um supervisor de vendas externas ter sucesso?

O seu papel, a partir de agora, é a liderança. E a sua principal missão é saber lidar com o seu time para administrá-lo da melhor forma possível.

Isso mesmo, você deve oferecer aos seus colaboradores as melhores condições de trabalho para que eles consigam alcançar as metas.

Trabalhar para que a produtividade aumente e para que os custos diminuam não é uma tarefa fácil. Mas também não é impossível.

Quanto mais você der o seu melhor e se concentrar apenas em ajudar a sua equipe, mais fácil essa tarefa ficará e melhor será o seu resultado.

Além disso, é muito importante lembrar que o seu time possui uma meta a ser alcançada e é a sua gestão que vai ajudar para que isso aconteça.

Ufa, é muita coisa não é? Por isso, estou aqui para te ajudar.

O que fazer para que isso aconteça

Vamos agora as dicas para ajudar a sua equipe de vendas externas a bater as metas e para que você seja um supervisor de vendas externas de sucesso.

1- Foque em ser um líder

Mais do que ser apenas um supervisor de vendas externas, foque em ser um líder de sucesso!

Isso significa: identificar os pontos fortes para investir neles, e os fracos também, para mudá-los. Seja da sua equipe ou de cada colaborador específico.

Você precisa ser um líder estratégico e se esforçar para entender a sua equipe como um todo e assim poder investir em mudanças.

Além do mais, é extremamente necessário entender que ter um papel de gestão de equipes não significa que você deve liderar a sua equipe como gostaria de ser liderado.

A realidade está muito longe disso.

Grandes supervisores de vendas externas sabem que cada pessoa da equipe é diferente e, portanto, a liderança acontece de acordo com as necessidades e com o potencial de cada um.

Obs: Quando se tratar da equipe, a liderança deve ser feita em comum com todos os colaboradores. Evitando, assim, algum desentendimento.

2- Saiba, antes de tudo, ouvir

Uma das grandes características de um supervisor de vendas externas de sucesso, é saber ouvir os seus colaboradores.

Mantenha sempre uma boa comunicação com a sua equipe e dê apoio sempre que eles tiverem uma dúvida ou uma sugestão.

Ser um supervisor de vendas externas de sucessos está bem além de apenas gerir. Se trata de ser uma pessoa com quem todos possam confiar.

É sempre bom lembrar que ninguém chega ao topo sozinho. No início da sua carreira, certamente você teve alguém para ajudar e ouvir você.

Não seja diferente agora que é você quem está nessa posição! 🙂

Plano de Aquisição de Clientes

3- Se baseie sempre em processos

Quanto mais objetivo você for, melhor será a capacidade de realizar bem a sua gestão.

Por isso, tenha sempre um processo de vendas bem estruturado. Isso ajuda a sua equipe saber o que deve ser feito e te ajuda a analisar os dados obtidos.

Distribua as atividades de acordo com cada colaborador ou equipe. E para que isso aconteça, separe as características dos vendedores no que faz deles grandes, médios e fracos profissionais.

Em seguida, você consegue montar as atividades certas para cada um e definir as metas a serem batidas.

E, como você já deve saber, quando se fala em vendas, também se fala em processos como base.

Você não conseguirá ser um supervisor de vendas externas de sucesso se não entender como o processo funciona e o que cada vendedor precisa fazer para melhorar o seu desempenho.

4- Inspire a sua equipe

É justamente esse tipo de líder que a sua equipe de vendas externas precisa. Alguém que ouça, ajude e inspire, todos os dias, a bater as metas e chegar aos resultados esperados.

A maioria dos supervisores de vendas externas são selecionados para esse cargo por serem altamente produtivos e rentáveis, no caso de terem sido vendedores antes.

E essa é uma das maneiras de moldar a equipe de vendas externas à imagem de um ótimo vendedor e transformá-los em ótimos vendedores também.

Lembre-se que, mesmo que você seja um supervisor, buscar conhecimento, orientação e treinamentos é de extrema importância.

Quanto mais conhecimento você tiver, mais pode oferecer a sua equipe. Além de contribuir para a melhoria dos processos.

5- Um supervisor de sucesso, possui uma equipe de sucesso

Quando você possui uma equipe de sucesso, a sua supervisão fica mais fácil e você tem mais possibilidades em obter sucesso no que faz.

Por isso, separei algumas dicas preciosas para você, vamos lá?

–  Monte uma equipe com pessoas que possuem experiências diferentes, mas objetivos iguais. Assim, cada colaborador contribui para algo diferente, com o objetivo final de efetuar a venda e bater as metas;

– Desenvolva um processo de vendas eficaz que atenda as expectativas da sua equipe e forneça dados para que decisões precisas sejam tomadas;

– Dê a sua equipe as ferramentas necessárias e adequadas para ajudar os seus clientes na tomada de decisões, como por exemplo, tecnologias que permitam aumentar a produtividade da sua equipe e diminuir os custos da empresa;

– Sempre que possível, invista em treinamentos que irão agregar conhecimento a mais para a sua equipe;

– Planeje com antecedência as atividades da sua equipe e certifique-se que sejam cumpridas no prazo.

E, por fim, entenda que um supervisor de vendas forte sempre busca uma equipe forte para encarar os desafios de vendas que vêm pela frente.

6- Aplique o que você aprendeu

Agora que você já sabe como ser um supervisor de vendas externas de sucesso, basta colocar tudo o que você aprendeu em prática.

Afinal, você tem a oportunidade de transformar a sua equipe em profissionais melhores, contribuindo para o alcance de metas e melhora nos resultados.

Assim nascem líderes de sucesso! 🙂

Agora que você já sabe como ser um supervisor de vendas externas de sucesso, o que acha de deixar algumas sugestões de conteúdo que você gostaria de ver aqui no blog?

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Field Service: 8 hacks para gerenciar a sua equipe e 4 ferramentas para te ajudar nisso

Field Service: 8 hacks para gerenciar a sua equipe e 4 ferramentas para te ajudar nisso

Como todo gestor deve sentir na pele, não é fácil gerenciar uma equipe de Field Service e que os desafios são diários e exaustivos.

Sabemos também que com o avanço da tecnologia, as empresas estão tentando se adaptar a esse mundo mais acelerado e ativo.

Mas a boa notícia é que você pode contar com as ferramentas certas para ajudar você.  

 

O que você vai ver nesse post:

  • Invista em Comunicação
  • Promova a sua empresa
  • Mantenha a organização
  • As ferramentas que você precisa

 

Pensando nisso, resolvi escrever sobre 8 hacks que vão te ajudar a gerenciar melhor a sua equipe de Field Service e 4 ferramentas que você tem em mãos para que isso aconteça da melhor forma.

Então vamos lá!

Invista em Comunicação

1. Consiga um tempo para encontros pessoalmente

Seja semanalmente, quinzenal ou mensalmente, reservar um tempo para sentar com a sua equipe de Field Service se torna uma obrigação quando o assunto é melhorar a gestão.

Afinal, nada substitui totalmente uma conversa em tempo real e face-a-face com os seus colaboradores.

Isso ajudará a entender melhor o trabalho e as perspectivas do seu colaborador.

Além do mais, quando a conversa é feita pessoalmente, o seu colaborador pode tirar dúvidas ou dar opiniões e saber o feedback na mesma hora, o que ajuda com a otimização do tempo.

A pessoa que está sempre por trás de uma tela de computador nem sempre é o substituto perfeito para quem está na sua frente. Pense nisso!

2. Evite a Microgerência

Você sabe o que queremos dizer com “microgerência”? Bom, microgerenciar não é nada mais do que um modelo de gestão em que o gerente controla muito de perto tudo aquilo que o colaborador faz.

Ela pode funcionar em escritórios, mas em uma equipe de Field Service, não aconselhamos esse tipo de gestão.

Afinal, geralmente, você não possui uma visibilidade tão grande da sua equipe.

Por isso, você pode oferecer a sua equipe prazos claros e com flexibilidade de alcançá-los de acordo com a demanda de cada um.

Obs.:Trabalhe sempre com a importância de gerar resultados e como isso pode ser benéfico, ao invés de impor uma maneira muito rígida de cumprir as atividades! 🙂

3. Mantenha um diálogo regular

Verificar regularmente como está a sua equipe de Field Service equivale a uma microgerência.

Você pode verificar, por meio de mensagens, por exemplo, como os seus colaboradores estão se saindo. Algo como “Há algo que você esteja precisando de mim?”.

Quando você passa a usar essa técnica, a sua equipe se sente mais próxima de você, além de se sentirem valorizados pela atenção que você dá a eles, mesmo que seja com perguntas rápidas e curtas.

Além do mais, você também consegue ter uma noção maior do que está acontecendo fora da empresa, podendo, até, resolver alguma dúvida ou problema mais rapidamente.

4. Dê atualizações semanais

Dê uma rápida recapitulação do que aconteceu durante a semana. Isso pode acontecer no começo ou no final da semana.

Por exemplo: Quantas atividades foram concluídas, quanto falta para a meta ser batida, feedbacks sobre colaboradores separadamente ou sobre as equipes de Field Service que a empresa possui etc

Além do gestor ter um controle maior sobre as atividades, os colaboradores também ficam cientes do que está acontecendo na empresa e na sua equipe.

calcular produtividade equipe externa

Promova a sua empresa

5. Represente a empresa

Seus colaboradores gostam de trabalhar na empresa? Mostre isso!

Como a sua equipe de Field Service trabalha em campo e não dentro da empresa, não significa que eles não possam se orgulhar de onde trabalham.

Dê recursos para que eles te representem mesmo longe. Isso fortalecerá o vínculo entre a sua empresa e os seus colaboradores.

Além de aumentar a produtividade e incentivar no trabalho da sua equipe.

Quando você possui funcionários engajados com a empresa, fica muito mais fácil de gerenciá-los. Experimente!

6. Dê oportunidade de treinamentos

Aprender sobre a empresa ou sobre os serviços que os seus colaboradores fazem é muito importante e deve acontecer sempre que possível.

Quando você dá oportunidade de novos treinamentos para os seus colaboradores, eles aprendem mais e ficam mais envolvidos com os propósitos de crescimento da empresa.

7. Conheça a realidade da sua equipe de Field Service

Nada melhor do que conhecer a realidade da sua equipe para saber como ela trabalha e identificar possíveis falhas.

Por isso, te recomendo tirar um dia inteiro, ou uma parte do seu dia, para acompanhar a sua equipe nas atividades e saber como é o dia a dia delas.

Isso pode significar fazer visitas, acompanhá-los em algum chamado técnico ou em qual seja os serviços prestados pelo seu colaborador.

Mantenha a organização

8. Tenha uma rotina organizada

Coerência e credibilidade separam os bons dos melhores.

Quando você trabalha com pessoas em diferentes horários e ambientes de trabalho, é crucial ter continuidade e organização no que está sendo executado.

Por isso, mantenha a rotina de trabalho organizada e tenha um controle melhor das atividades dos seus colaboradores.

Nada pode frustrar mais a sua equipe do que não ter uma rotina ou agenda organizada. Isso gasta muito tempo do gestor, que tem que repassar um por um a agenda diária dos colaboradores.

Pode ser muito difícil de realizar na prática, mas existem softwares de gestão de equipes de campo que podem te ajudar a manter a organização da sua empresa e das suas equipes de Field service.

Finalmente, vamos ver quais são as 4 ferramentas que podem te ajudar com o gerenciamento da sua equipe de Field Service? 

Aqui estão as ferramentas que você precisa  

1. Auvo

O Auvo é um sistema de gestão de equipes que ajuda as equipes de Field Service a trabalhar com mais eficiência e os gestores a  

A ferramenta permite desde a otimização de rotas, cálculo de km rodado, ordem de serviços personalizadas, até o acompanhamento em tempo real das tarefas.

Lembrando que para estar em um mercado competitivo de Field Service é necessário sempre estar um passo à frente dos concorrentes.

Pensando assim, o Auvo vem ajudando vários colaboradores a gerenciar e ter um melhor controle das suas equipes.

2. Trello

O Trello é uma ferramenta muito importante quando se gerencia equipes, ou mesmo para dentro do seu escritório.

Ela é conhecida como uma das melhores ferramentas para gerenciar os seus projetos em listas que são extremamente úteis e versáteis, sendo ajustadas conforme as necessidades da empresa.

Sabe aquele bloco de notas que quase ninguém usa mais? Então, o Trello é uma forma mais atualizada e melhorada dele.

Essa ferramenta te ajuda, por exemplo, dividir as tarefas, marcar como completas e compartilhar com os seus colaboradores.

Você pode criar quadros para a sua equipe ou usá-lo para que você mesmo gerencie as suas atividades.

3. Google Drive ou Dropbox

Hoje em dia, tudo está acontecendo na era digital e os documentos são todos guardados no próprio computador ou em dispositivos externos.

E não há nada melhor do que guardar os seus arquivos na nuvem e organizar o que está sendo enviado e recebido. Há  uma maior segurança em não perder, apagar sem querer ou perder os seus arquivos.

Aplicativos como o Google Drive ou Dropbox permitem que você compartilhe as informações, agendas e documentos com os seus colaboradores e que eles acessem em qualquer lugar, desde que haja internet.

4. Skype

Como eu disse no começo desse post, você pode, e deve, tentar ter reuniões pessoalmente sempre que puder com os seus colaboradores.

Mas nós sabemos que nem sempre isso é “possível”. O Skype pode ajudar você e a sua equipe de Field Service nisso.

É como se eles estivessem com você dentro do escritório, ou na sala de reuniões, sem que eles estejam.

E isso pode te ajudar a economizar tempo e apenas passar feedbacks importantes nas reuniões que acontecerão pessoalmente.

Por isso, quando o assunto é Gerenciar equipes de Field Service, você não precisa controlar tudo muito de perto, mas também não deve deixar os seus colaboradores agirem cada um por si.

Para ter um bom equilíbrio, você pode contar com ferramentas que se encontram a um clique do seu computador, tablet ou smartphone.

Com planejamento, comunicação e boas ferramentas, você se sentirá mais próximo e mais confiante com os seus colaboradores.

Como você pode ver, nunca foi tão fácil estar conectado com a sua equipe de Field Service, não é mesmo? 🙂

Agora que você já sabe como gerenciar melhor a sua equipe de Field Service e quais ferramentas podem te ajudar com isso, o que acha de deixar algumas sugestões de conteúdo que você gostaria de ver aqui no blog?

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Como calcular o ROI da sua equipe externa?

Como calcular o ROI da sua equipe externa?

Vou começar esse post com uma pergunta não muito simples: Você sabe o que é ROI, como calculá-lo e onde isso te ajuda com a gestão da sua equipe externa?

Pois é, o ROI pode parecer algo muito complicado na prática, mas como estou aqui para te ajudar, resolvi escrever esse artigo especialmente para você.

O termo ROI é uma sigla inglesa para “Return over Investiment”, ou “Retorno Sobre Investimento”.

Com esse indicador, de forma geral, você consegue saber quanto a sua empresa está ganhando, ou perdendo, com cada investimento realizado.

E para escolher corretamente os investimentos que devem ser feitos por sua empresa, a melhor maneira é entender quais estratégias estão te dando resultados e são capazes aproximá-los das metas.

Mas com tantas táticas, como saber qual a melhor?

A resposta é: Calcular precisamente o ROI e tomar decisões a partir dele. Mas se você quer saber como isso pode ser feito, fique conosco e vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre como calcular o ROI da sua equipe externa!

Afinal, o que é o ROI?

Bom, como você já sabe o básico sobre ROI, ou “Retorno Sobre Investimento”, vou te explicar mais algumas informações necessárias.

Quando eu te falei que você pode identificar o quanto a sua empresa está ganhando, ou perdendo, com investimentos, isso inclui tudo o que foi feito visando lucrar no futuro, como, por exemplo:

  • Investimento em treinamentos
  • Aquisição de novas ferramentas
  • Novas estratégias para retenção de clientes
  • Contratação de novos colaboradores.

Quando se tem a informação sobre quais investimentos estão, realmente, valendo a pena, você consegue prosseguir otimizando aqueles que estão dando certo para gerar mais resultados.

Por que é tão importante calcular o ROI da sua equipe externa?

Porque, se realizado corretamente, nenhum outro indicativo é tão eficaz quanto o ROI.

Além do mais, ele te ajuda a responder algumas perguntas profundas sobre o seu negócios, como:

  • Quais são as maiores fontes de lucro da sua empresa?
  • Todo o processo de vendas da sua equipe está eficiente?
  • O atendimento ao cliente está contribuindo para uma boa fidelização?
  • Os novos colaboradores então gerando o que era esperado?

Com o ROI você consegue uma boa direção para encontrar informações que irão te ajudar a responder essas e outras perguntas.

Agora eu vou te ensinar, de uma forma rápida e simples, como calcular o ROI da sua equipe externa.

Vamos aprender como calcular o ROI?

A maneira mais simples para calcular o ROI é a seguinte: Subtrai-se o lucro pelo investimento inicial e divida novamente pelo investimento inicial. A fórmula ficará dessa maneira:

Essa fórmula pode ser usada tanto para analisar o negócio como um todo, quanto para avaliar uma área ou uma equipe individualmente.

Dessa forma, você consegue identificar se há erros ou algum problema em qualquer parte do negócio.  

Lembrando que o lucro é tudo aquilo que a sua empresa arrecada a partir das vendas. Se você for calcular o ROI de uma área específica, utilize apenas o valor levantado pelo segmento escolhido.

Por exemplo, para calcular o ROI de uma de suas equipes, o valor do lucro deve representar apenas as vendas dessa equipe e não da empresa como um todo.

principais kpis para gestão comercial

Como você avalia os resultados:

Para explicar melhor essa métrica vamos analisar o exemplo que eu te dei ali em cima. Se a sua equipe teve um lucro de R$ 300.000,00 e o seu investimento inicial foi de 100.000,00, o ROI deve ser calculado da seguinte maneira:

ROI= (300.000 – 100.000)/ 100.000= 2

Ou seja, o seu ROI é de R$ 2.00. Isso significa que, para cada R$ 1.00 investido, você recebe R$ 2.00.

Ps: Você pode multiplicar esse resultado por 100 para obter os dados em porcentagem.

Embora o cálculo acima possa parecer a solução para todos as suas perguntas sobre investimento da sua empresa, é importante que você saiba que ele há limitações.

Por exemplo, como você sabe que um ROI de 2% é bom ou ruim?

Bom, isso vai depender de várias situações. Como por exemplo, se esse valor for de um cálculo diário, estará ótimo! Mas se for um investimento de longo prazo, esse investimento já não foi bom.

É por isso que você pode, e deve, calcular o seu retorno de acordo com o que você deseja verificar. Ele pode ser calculado tanto diário, quinzenal ou mensal.

Por fim, ao analisar os resultados é importante entender de onde vieram os números e garantir que todos os cálculos, para todas as suas equipes, utilizem o mesmo padrão.

E como você pode obter todos os dados e números necessários para calcular o ROI da sua equipe externa? É aqui que um aplicativo de gestão de equipes externas, como o Auvo, pode te ajudar.

Vamos saber mais sobre como isso acontece?

Vantagens em utilizar um Software de Gestão de Equipes

Agora você já entendeu o que é ROI, como ele funciona e como é feito o seu cálculo, certo?

Pois bem, agora eu vou te mostrar como um software de gestão de equipes externas pode te ajudar a obter os números que você necessita.

Controle de atividades e desempenho

Vou começar com uma pergunta simples e te explicar o contexto:

Quando você passa as tarefas para os colaboradores, como você sabe se elas estão sendo designadas?

Se você não conta com um software de gestão de equipes, provavelmente, tem que confiar na palavra dos seus colaboradores de que eles, realmente, realizam as tarefas.

Quando você, no fim do mês, analisa o desempenho dos seus colaboradores e quantas tarefas foram realizadas, em relação ao mês que se passou, nota que o rendimento está muito mais baixo que o normal.

E agora? Como você consegue ter os dados numéricos verdadeiros para poder medir o porquê isso está acontecendo e se os seus investimentos na sua equipe estão te dando algum lucro?

E se o que está afetando é a produtividade da sua equipe externa, você também sabe como medir isso?

Com o Auvo você consegue medir a produtividade de cada colaborador, bem como a de cada equipe; acompanhar quais tarefas já foram realizadas e em quanto tempo, por exemplo.

Na imagem abaixo você tem as seguintes informações:

  • Produtividade do mês da equipe
  • Média de tempo em atividade
  • Média de atraso nas visitas
  • Custo médio por tarefa                                                                                                                                                          

Com esses dados em mãos, você consegue calcular o ROI da sua equipe e entender onde estão os pontos que você precisa melhorar.

Custo médio por tarefa

Com um aplicativo de gestão de equipes você consegue medir o custo médio por tarefa, ou seja, quanto o seu colaborador está gastando para que aquela tarefa seja realizada.

Cada vez que uma tarefa é finalizada, os custos são registrados e vão para o relatório.

Assim como podemos observar no exemplo da imagem abaixo, retirada diretamente de um relatório do Auvo:

Isso também acontece com custos adicionais que a sua equipe ou colaborador pode ter na realização das atividades.

Assim, você consegue saber qual o custo médio, e o total, que cada colaborador, realiza e medir se esse custo está te dando algum retorno sobre o que o que você investe neles.

calcular produtividade equipe externa

Como usar o ROI para tomar decisões certas

Okay, agora que você tem esses dados e o valor do ROI, como ele pode te ajudar com a tomada correta de decisões?

  • Ação e reação

O que você fez e o que deixou de fazer para que o resultado tenha sido esse?. Ou então, o que você você não fez que, de alguma maneira, te atrapalhou a chegar nos resultados esperados?

Quando você analisa os dados obtidos você consegue entender quais foram os investimento que você fez na sua equipe ou empresa que te deram resultados.

E em cima desses dados, você também pode tomar a decisão certa do que foi bom ou não para a sua empresa.

Continuando com aquilo que te dá lucro e replicando, e descartando o que não funcionou, ou tentando melhorá-la.  

Assim, você tem uma previsibilidade dos seus negócios. E não há nada melhor do que acertar nos seus negócios e lucrar com isso, não é mesmo? 😉

  • Comprometimento da equipe

Quem é que não gosta de trabalhar em uma empresa que sempre tenha um bom desempenho, em que os projetos criados funcionam bem e os objetivos das equipes são sempre alcançados?

Esse é o justamente o tipo de ambiente que você conseguirá quando começa a trabalhar com o ROI em sua empresa.

Afinal, você conseguirá medir se todo o investimento você dá a sua equipe, bem como os gastos com o serviço, estão sendo bons para você.

Aqui você também consegue saber qual equipe está gerando mais lucro. E assim você consegue replicar tudo aquilo que está sendo feito também para as suas outras equipes.

  • Cortando gastos desnecessários e aumentando o lucro

Quando você analisa o seu retorno sobre seus investimentos e age em cima de todos os dados que foram encontrados, oferece muito mais do que apenas segurança financeira para a sua empresa, sabe por quê?

Essa avaliação mostra algo que também interessa para a sua equipe externa: quais investimentos valerá a pena manter e quais deve se abandonar.

Desse modo, todo o investimento que não está gerando lucro será eliminado a cada contagem do ROI.

Cortar esses gastos já contribui para o aumento do lucro e não para por aí!

Você pode usar o dinheiro da melhor forma possível, aplicando em métodos que deram certo na sua empresa.

Assim você aplica os recursos financeiros da sua empresa em recursos que poderão ser otimizados cada vez mais.

  • Resultados duradouros

Vamos combinar que não faz sentindo a sua empresa ter um boom no crescimento por alguns meses e depois voltar a ser o que era antes, não é mesmo?

Pensando nisso, é importante ter em mente que o ROI deve ser medido constantemente.

Ps: A forma como o ROI será medido varia de empresa, equipe e segmento. Mas, nós da Auvo, não aconselhamos ter um intervalo muito grande entre cada medição.

Para que os seus resultados continuem sempre crescendo, e o lucro aumentando, é necessário manter esse ciclo de acompanhamento e correção das possíveis falhas.

Como o seu objetivo com o cálculo do ROI é ter um lucro sempre constante, uma vez que esse cálculo é feito constante, os seus resultados serão mais duradouros e consistentes.

Diante de toda essa explicação detalhada, fica claro que o calcular o ROI da sua equipe externa tem um profundo impacto sobre a sua empresa, as suas metas, lucro e rentabilidade da equipe.

Por isso, use essas informações de forma consciente e como ponto de partida para tomar as decisões certas e lucrar cada vez mais.

E não se preocupe, a Auvo pode te ajudar a conseguir os dados necessários para o seu cálculo e aumentar o seu ROI da sua equipe externa!

Quer conhecer mais e saber como ela funciona? Faça um teste gratuito de 7 dias!

Gostou do nosso artigo? O que acha de deixar algumas sugestões de conteúdo para enriquecermos nosso blog? Estamos te esperando.

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Quais os principais indicadores de desempenho de uma equipe externa

Quais os principais indicadores de desempenho de uma equipe externa

Você tem noção da importância dos indicadores de desempenho na sua empresa?

Sabe que eles são necessários para definir qual a melhor estratégia e aplicar isso no sucesso do cliente?

Se a reposta for “não”, então esse material é pra você.

Vem comigo! 

O que você verá neste artigo:

  • Indicadores de produtividade;
  • Indicadores de qualidade;
  • Indicadores de tempo;
  • Indicadores de custo;
  • Por que utilizar indicadores de desempenho?;
  • A importância de utilizá-lo;
  • Devo acompanhar todos os indicadores?

Antes de começar a falar especificamente sobre tipos de indicadores do desempenho, gostaria de esclarecer que existe uma diferença fundamental entre indicadores de processos e indicadores estratégicos, veja:

  • Indicadores de desempenho de processos: também chamados de KPI (do inglês: Key Performance Indicator) estão focados em como a tarefa é realizada, medindo seu desempenho e se estão conseguindo atingir os objetivos determinados. 

Esse indicador deve ser quantificável por meio de um índice, normalmente representado por um número, que determine o andamento do processo como um todo ou em partes.

  1. Indicadores de desempenho estratégico: possuem a função de verificar se a organização está alcançando os objetivos determinados pela gerência, os chamados objetivos estratégicos.

Obs: É uma ferramenta muito usada para auxiliar na determinação desses objetivos é o Balanced Scorecard.

Medir e analisar resultados é a melhor maneira de avaliar o desempenho em qualquer área da sua empresa, por isso surgiu o termo KPI ou indicador chave de performance.

KPI nada mais é do que alguns indicadores que mostram se sua equipe está indo no caminho certo ou se existem pontos a serem melhorados.

Com esses dados você pode avaliar a sua estratégia.

Existem diversos tipos de indicadores de desempenho (KPIs) que fornecem uma série de informações que podem se encaixar em categorias. Dentre alguns deles podemos destacar:

  • Indicadores de produtividade;
  • Indicadores de qualidade;
  • Indicadores estratégicos;
  • Indicadores de tempo;
  • Indicadores de custo.

Indicadores de Produtividade

É a relação entre o trabalho e o tempo em que isso acontece.

Exemplo: Um colaborador consegue fazer cinco visitas em um dia. Já o outro, consegue fazer apenas 3 em um dia, portanto, é menos produtivo que o primeiro.

É aí que você deve investigar o motivo disso estar acontecendo. Podendo ser por falta de treinamento ou dedicação do seu funcionário.

Uma plataforma de gerenciamento, com certeza, te ajudará a monitorar melhor esses desempenhos.

Indicadores de qualidade

Eles andam juntos com os indicadores de produtividade, pois ajudam a entender qualquer desvio ou não conformidade que ocorreu durante a visita.

É importante saber em quantas visitas as atividades técnicas são resolvidas, isso mostra qualidade no serviço.

Na grande maioria dos negócios o ideal é resolver tudo na primeira visita, pois pode gerar problemas e stress em clientes, caso ultrapasse esse número.

E como você pode se informar disso?

Novamente digo, por meio de um aplicativo de gerenciamento, que tenha a funcionalidade de pesquisa de satisfação, assim o seu cliente poderá te informar com detalhes se tudo está saindo como planejado.

Isso te dará uma noção de como sua equipe se comporta e age em campo.

Indicadores de tempo

Medir o tempo que sua equipe gasta para executar as tarefas é essencial para montar a agenda dela de forma otimizada.

Sabendo o horário em que o seu colaborador chegou no cliente, e qual horário ele saiu, através do check-in check-out automático, também de ajudar a medir esse tempo!

expert em vendas externas

Indicadores de custo

Medir o quanto custou cada atividade é a melhor forma de você manter a rentabilidade em seu negócio.

Por isso, meça o valor do material gasto, o custo da hora de trabalho do técnico, o combustível e alguma eventual troca de equipamento.

Isso te dará uma visão se o trabalho está sendo lucrativo ou se precisa de ajustes.

Você também pode calcular isso através do ROI (retorno sobre o investimento), que é um indicador que permite saber quanto dinheiro a empresa perdeu ou ganhou com os investimentos feitos.

Por que utilizar indicadores de desempenho?

  • Disponibiliza a informação que o gestor necessita sobre cada etapa da tarefa;
  • Proporciona maior exatidão na tomada de decisões pelo gestor;
  • Tem por objetivo trazer mais eficiência e eficácia as tarefas;
  • Mais rapidez, melhor compreensão e transparência ao se divulgar resultados;
  • Indicadores de desempenho se tornam a medida da excelência da empresa;
  • Permitem a criação de um dashboard com todas as informações disponíveis de forma panorâmica;

Independente de qual categoria os indicadores se encontram, eles são igualmente importantes, pois são quem fornecem a visão que a empresa necessita para enxergar seus processos e conseguir uma base sólida para alinhá-los aos objetivos traçados.

A importância de utilizá-lo

Indicadores de desempenho são usados para o monitoramento das atividades da empresa.

Isto é: rastrear e seguir o andamento das tarefas, coletando informações relevantes de forma acessível para que os gestores tomem as decisões corretas, consequentemente, trazendo resultados positivos para a empresa. 

Devo acompanhar todos os indicadores?

Para aumentar a eficiência e aprimorar os resultados, não basta saber o que e quais são indicadores de desempenho.

É preciso entender quais são suas funções na empresa e acompanhá-los. Eles precisam estar alinhados com as estratégias do negócio. Caso contrário, ocorre o risco de acompanhar muitos números que não dizem nada e ajudam muito pouco.

Dessa forma, é importante fazer uma análise do momento que a empresa está passando e definir quais são os indicadores de desempenho mais adequados para cada objetivo

Comece logo a medir os KPIs da sua equipe externa e tenha mais controle do que está sendo gasto e do desempenho dos colaboradores.

Tenha gestores mais preparados para cobrar de seus funcionários e também crie premiações para os melhores funcionários. É uma ótima forma de motivar!

Agora que você já sabe quais o principais indicadores de desempenho, o que acha de deixar algumas sugestões de conteúdo que você gostaria de ver aqui no blog?

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Ponto Móvel, como você pode implementar em sua empresa

Ponto Móvel, como você pode implementar em sua empresa

Em tempos de crise econômica no país, se torna essencial economizar e moderar os custos para que a sua empresa tenha sucesso nos negócios. Uma das alternativas para que essa redução aconteça é utilizando o ponto móvel.

 

Você verá nesse post:

  • O que é Ponto Móvel?
  • Como o Ponto Móvel pode ajudar na gestão da sua equipe
  • Vantagens em implementar o Ponto Móvel
  • Controlando o rendimento da equipe
  • Redução de custos físicos
  • Otimizando a rotina de trabalho
  • Obtendo uma gestão de excelência

 

O sistema de ponto já não é mais o mesmo e as empresas não pretendem investir em equipamentos caros, já que a opção do ponto móvel online bateu à nossa porta.

Com ele, é possível minimizar tarefas, reduzir as despesas e otimizar os processos da sua empresa.

Ficou curioso para saber como isso acontece? Então vamos lá!

Afinal, o que é Ponto Móvel?

O ponto móvel funciona como qualquer uma das formas de controle de ponto manual, porém é feito a partir de algum dispositivo digital, seja ela telefone, tablet etc.

O controle de ponto digital é uma importante forma de melhorar a frequência dos seus colaboradores.

A tecnologia utilizada em um ponto móvel substitui o registro de ponto feito manualmente e isso traz mais confiança e eficiência para a sua equipe.

Assim, você consegue, por exemplo, saber exatamente o horário de entrada e saída da sua equipe externa, o tempo gasto em cada tarefa e o tempo para descanso e almoço.

O Ponto Móvel também beneficia os seus colaboradores, afinal eles não perderão mais tempo com o controle de ponto e o seu tempo será usado apenas para as atividades em benefício do cliente.

Como o ponto móvel pode ajudar na sua gestão de equipes

Vou começar te dando um exemplo que deve ser muito comum na sua empresa.

Quando os seus funcionários precisam realizar uma tarefa é necessário que eles passem primeiramente na empresa para bater o ponto, correto?

E quando isso não acontece, como você tem certeza que o seu colaborador chegou no horário correto para fazer o serviço?

O seu colaborador pode perder muito tempo, além dos gastos com transporte ou gasolina, apenas para ir até empresa bater o ponto antes de começar os atendimentos.

Usando um ponto móvel o controle de todas essas questões podem ser resolvidas digitalmente.

Para te ajudar ainda mais, você pode contar com um aplicativo que realize, por exemplo, o chek-in automático assim que o seu colaborador chegar e o check-out automático assim que sair de um atendimento.

Além disso, você consegue aumentar a produtividade do seu colaborador, sabendo, exatamente, quanto tempo foi gasto em cada atendimento ou quantos atendimentos foram, realmente, realizados.

Assim você consegue perceber quais colaboradores estão cumprindo com os prazos de atendimento e batendo as suas metas. E caso a produtividade esteja baixa, você consegue fazer as adequações necessárias.

Vantagens em implementar o Ponto Móvel em sua empresa

O gestor que consegue otimizar e gerenciar os seus processos consegue mais tempo para investir em atividades, realmente, importantes.

Por isso, resolvi listar algumas vantagens na implementação do ponto móvel na sua empresa e como ele pode te ajudar a reduzir custos.

Controlando o rendimento da equipe

Quando o seu colaborador passa a registrar de forma correta o horário e a saída para cada atividade, o gestor consegue medir a produtividade de cada funcionário.

Afinal, esse é um dos aspectos mais importantes do ponto móvel: a possibilidade de acompanhamento em tempo real do seus colaboradores, o que possibilita feedbacks sobre a produtividade no futuro.

Mas, como você deve saber, isso só é possível com a utilização de um bom sistema que possibilite acompanhar os seus colaboradores e que te ajude a identificar se ele ficou ocioso por algum período.

Partindo disso, é possível planejar mais estrategicamente a distribuição do fluxo de trabalho para cada membro da sua equipe.

Com essa ação você conseguirá deixar a equipe mais produtiva e motivada, pronta para os desafios que precisam enfrentar diariamente!

Redução dos custos físicos, com instalação e manutenção

O sistema de ponto antigo já está bastante ultrapassado.

Em substituição a ele existem aplicativos de ponto móvel que promovem tanto a eficiência no controle do ponto, quanto a redução de custos.

Sistemas de ponto antigos geram custos com a instalação e a manutenção dos mesmos, que de uma forma ou outra sempre acabam dando alguma dor de cabeça para a empresa.

Porém, com um ponto móvel, basta o seu colaborador ter o aplicativo instalado no celular e manter o GPS sempre ligado e pronto! Se preocupe apenas com a realização das suas atividades.

Além disso, a sua empresa diminui o gasto com papéis e tintas e armazenamento de documentos e vias de impressão que acabam se desfazendo com o tempo.

Otimizando a rotina de trabalho

A rotina de trabalho, vem sendo, a cada dia que passa, mais desgastante e com prazos curtos.

Já imaginou como deve ser difícil conseguir acompanhar toda a rotina de trabalho do seu colaborador, como ele administra o tempo em serviço e até o tempo de descanso?

Diante de todo o avanço tecnológico, muitas empresas modificam a maneira de facilitar a melhor forma de gerenciar o tempo dos colaboradores.

Nesse sentido, um aplicativo de ponto móvel facilita a gestão desse tempo, dando a oportunidade do gestor poder acompanhar e otimizar a rotina de trabalho dos seus colaboradores, aumentando, assim, a produtividade da sua equipe externa.

Podendo fazer, também, um melhor controle das horas extras e, até mesmo, diminuindo o pagamento da mesma. O que ajuda a estimar melhor as horas gastas na prestação de serviços.

Obtendo uma gestão de excelência

Você sabe que um dos grandes desafios de um bom gestor é apresentar e gerar resultados e estratégias que possam agregar mais valor e aumentar a produtividade da sua equipe externa.

Quando você adota um sistema de ponto móvel, consegue apresentar práticas que são sustentáveis e que possibilitam um maior alcance diferencial no mercado.

Além disso, o ponto móvel também oferece mais segurança.

Empresas que se preocupam em estar sempre um passo a frente com novas tecnologias e inovações, oferecem mais segurança para os seus colaboradores, de forma que as informações ficam salvas e não há perigo de perda.

Como você pode perceber, o ponto móvel traz muitas facilidades, além de reduzir custos, fornece informações mais seguras sobre o seu colaborador.

Isso te oferece um melhor gerenciamento da sua equipe.

Agora que você já sabe como implementar o ponto móvel na sua empresa e os benefícios que eles traz, que tal compartilhar conosco as suas dúvidas e experiências? Estamos aqui para te ouvir! 😉

 

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.