Arquivos equipe externa de trade marketing - Auvo - Plataforma de Gestão de Equipes Externas
Trade marketing: o melhor sistema para gerenciar seus promotores

Trade marketing: o melhor sistema para gerenciar seus promotores

Você saberia responder por que um sistema de automação de trade marketing é tão importante para gerenciar seus promotores?

Onde estão seus promotores de venda agora? O que eles estão fazendo? Como você sabe se o PDV está de acordo com as recomendações? Você gasta dias para confirmar se o valor do relatório de reembolso de combustível está correto?

Essas são algumas das dúvidas que assombram os gestores de trade marketing.

 

Você verá nesse post:

  • Monitoramento em tempo real
  • Roteirização
  • Aumento da produtividade da equipe
  • Análise rápida de resultados
  • Adote uma solução
  • Resultado garantido para sua equipe

Hoje iremos falar sobre automação de trade marketing e seus benefícios!

Quando pensamos em ações e estratégias de Trade Marketing, nosso objetivo final é sempre melhorar o desempenho de vendas dos produtos, certo?

Mas, como saber se você está atingindo os resultados esperados? Tão importante quanto o planejamento e a execução é a necessidade de entender os resultados de todas as ações implementadas (fase de análise da operação).

  • A produtividade do time de campo;
  • Checar se as rotas de lojas visitadas são as mais funcionais possíveis e estão trazendo resultados;
  • O tempo e a qualidade de serviço dos promotores;

Se você ainda não possui um mecanismo para acompanhar as principais KPI’s do seu negócio e da sua equipe de campo está na hora de repensar alguns processos.

Novas tecnologias têm surgido para facilitar o trabalho do profissional de trade marketing.

Boas tecnologias geralmente são compostas de um sistema web (no computador) e um aplicativo mobile (no celular). 

Assim os gestores, que usam o sistema web, podem acompanhar em tempo real o que os promotores, que usam o sistema mobile, fazem, onde estão e como está a qualidade do serviço.

Utilizar um sistema desse tipo permite automatizar diversas atividades de trade marketing e garante muitos benefícios. Veja aqui algumas automatizações que podem ser feitas:

Monitoramento em tempo real

O monitoramento representa ganho em produtividade na validação de informações e checagem da execução. Além de facilitar muito, muito mesmo, a coleta de dados para relatórios, como o de km rodado.

Dashboard

Sem a possibilidade de análise, de forma simplificada, dos dados coletados em campo, um sistema para trade marketing perde o seu valor.

É necessário que o gestor possa analisar os dados principais e fazer comparações dos mesmos parâmetros com outros períodos.

O gestor que conta com um sistema para gerenciar os promotores de venda passa a exercer o seu papel de forma mais assertiva e rentável, já que, não precisa se deslocar ou parar seu trabalho a todo momento para validar as informações do promotor.

Aqui vai algumas informações que o gestor consegue de forma rápida:

  • Indicador de visitas e tarefas realizadas pelo colaborador durante o dia;
  • Porcentagem de produtividade de cada colaborador da equipe;
  • Indicador da localização do promotor em tempo real;
  • Média de atraso nas visitas / média de tempo em atividade;
  • Custo médio de tarefas;
  • Posicionamento, deslocamento e visitas feitas pelo colaborador, indicando o trajeto realizado, os horários de chegada e saída e o status de cada tarefa, através das cores.

O status da tarefa é especificados em cores, vou te mostrar como:

  • Cinza: Tarefa foi concluída sem pendência;
  • Amarela: Finalizado com pendencia;
  • Vermelha: Tarefa em aberto;
  • Verde: Tarefa está em andamento;
  • Azul: Em deslocamento para tarefa.

 

Roteirização da equipe

Esse também é um ponto de muita importância. Através da plataforma, os promotores conseguem fazer o check-in no local de visita e tirar fotos dos produtos na gôndola, tudo feito pelo aplicativo.

Ao finalizar o registro, é possível visualizar a localização da equipe de trade marketing no mapa (dentro do sistema web), e quando foi feito check-out ao sair do local.

A rotina é cumprida, mas os custos para fazê-la sem um planejamento são bem altos. Todos sabemos que o trânsito é o que mais tira tempo da equipe.

Através da roteirização, você consegue escolher uma rota menor para seu promotor de vendas ou um trajeto com menos trânsito. Economizando tempo e diminuindo os custos com combustível.

Opte por um sistema de trade marketing que proporcione visibilidade do roteiro mais adequado. Com um software de roteirização, o gestor tem a oportunidade de ver em tempo real a melhor rota para seu promotor fazer, diminuindo seus custos com combustível e tempo improdutivo.

Aumento da produtividade da equipe

Utilizando um sistema para automação de trade marketing sua equipe ou você não perderá mais tempo criando relatórios e gráficos no Excel ou repassando todas as informações coletadas em campo para o computador, uma por uma.

Tudo isso será feito automaticamente dentro do sistema, poupando um tempo que poderá ser gasto com outras atividades em outros PDV’s.

Análise rápida de resultados

Com o quadro de indicadores e dashboard é possível analisar sua operação em tempo real e monitorar a performance de seus promotores, campanhas, rotas ou locais de venda.

Um bom sistema de gestão de trade marketing te dará a opção de análises, tendo disponível um relatório de km rodado e despesas, dispensando o uso do Excel, como já te mostramos.

Adote uma solução

Pessoas, processos e tecnologia devem andar de mãos dadas. São esses os componentes da fórmula que determina o crescimento das empresas.

Em grande parte das empresas, a adoção do sistema de trade marketing dá autonomia ao time e o faz ficar preparado para superar os desafios da operação com mais confiança.

Vantagens

A tecnologia é indispensável para quem atua nessa área, pois esse recurso ajuda a reduzir os custos, como já falamos, além de coletar informações no ponto de venda  e monitorar as equipes.

Uma outra vantagem ao utilizar um sistema para controle de promotores de venda é que o trabalho dos mesmos ganha agilidade.

Ao chegar ao PDV, ele preenche os formulários das pesquisas pré-definidos pelo gestor e se houver conexão com internet, as informações são imediatamente enviadas para o gestor.

Caso não haja conexão a internet, essas informações serão salvas com segurança no aplicativo, e assim que conectado a Wi-Fi, enviadas. Alguns benefícios podem ser percebidos a partir do momento que você passa a usar uma ferramenta de gestão.

A redução de custo e tempo com deslocamento se sua equipe de campo, possibilidade de pré-definir a agenda de atendimentos a ser realizados pelo promotor e o monitoramento dos promotores.

O gestor consegue participar mais ativamente da rotina do time. Fica muito mais fácil e rápido verificar e garantir que os acordos negociados estão sendo executados.

Eficácia na comunicação

Ruídos de comunicação muitas vezes podem gerar inúmeros prejuízos para uma empresa. Retrabalho, atendimento ineficaz e até perdas podem ser evitadas caso as equipes estejam em sincronia com a gestão do negócio.

Outra vantagem do software de gerenciamento de equipe trade marketing é que a comunicação passa a ser centralizada, e o gestor consegue passar os comandos em tempo real. Os ganhos em eficiência são gigantescos com uma boa comunicação.

Suporte

É fundamental que você seja entendido e tenha suas dúvidas respondidas por quem compreende as particularidades da sua operação, através do suporte da plataforma que você escolher.

Resultado garantido para sua empresa

É claro que, considerando todos os benefícios que mencionamos anteriormente, os resultados do negócio serão otimizados. Afinal, é possível garantir mais produtividade da gestão a operação em campo.

A base para o bom gestor é o conhecimento e, graças à tecnologia, hoje é possível garantir informações de qualidade em tempo real.

Com uma ferramenta de gestão de promotores é possível checar indicadores de campo em tempo real, o que assegura uma análise eficiente do ROI (retorno sobre o investimento).

Por isso, o software de gerenciamento de equipes é indispensável para qualquer empresa.

Quer ver na prática como a automatização de trade marketing aumenta em mais de 25% a produtividade da equipe em campo? Comente aqui e compartilhe conosco suas impressões e experiências!

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Vença a crise com 10 dicas de trade marketing nos pontos de venda

Vença a crise com 10 dicas de trade marketing nos pontos de venda

Que tal começarmos esse post falando sobre o que é o trade marketing?

Ele nada mais é do que um processo onde o fabricante promove um contato mais direto entre a sua marca e o consumidor através de diversos canais de distribuição.

Devemos lembrar que ele não é um substituto para o Marketing da Marca, mas sim um modelo de processo complementar pelo qual os fabricantes facilitam o acesso do consumidor final às suas marcas com a ajuda dos distribuidores.

As estratégias de Trade Marketing são responsáveis também por promover as adaptações de produtos, técnicas de logística e estratégias de marketing para conseguir conquistar o consumidor dentro dos pontos de venda escolhidos pelos fabricantes.

Lembre-se de montar uma equipe externa de trade marketing que conheça todas as vantagens dos produtos fabricados pela sua empresa.

Nos pontos de venda a batalha por um espaço estratégico é sempre acirrada e quanto mais preparada estiver sua equipe, melhor para a sua empresa.

Agora é a hora de começarmos com as dicas de estratégias de trade marketing para você dominar o mercado em que atua e ter resultados e lucros cada vez maiores para vencer a crise que tomou conta do país nos últimos anos.

Dica #1 – Cuide bem do visual da marca:

O primeiro impacto do consumidor com o seu produto é o contato visual. Uma embalagem que não chama a atenção do consumidor não ajuda a vender o produto.

Você deve pensar em novas formas de distribuir os seus produtos na gôndola. Brinque com as cores e com os formatos das embalagens e saia do padrão para atrair o olhar do seu público-alvo e vender mais.

Se coloque no lugar do cliente: você compraria um produto com a embalagem feia e mal exposto nas gôndolas? Acreditamos que não.

Então faça de tudo para montar um gôndola bem bonita e atrativa para os olhos.

Dica #2 – Comunicação de qualidade é sinônimo de atração:

Cartazes, displays e totens (mostruários) chamam bastante a atenção do público e ajudam a incrementar a disposição de seus produtos.

Se conseguir ter displays perto da gôndola melhor ainda, pois pode conseguir realizar vendas por oportunidade (quando os clientes compram por impulso). Procure usar etiquetas mais chamativas para atrair os olhares do público.

Dica #3 – Atenção com a distribuição e localização dos produtos:

Existem alguns pontos que são estratégicos para gerar mais vendas. E para obter sucesso nos pontos de venda você deve conhecer muito bem o perfil e o comportamento do seu público-alvo na loja para saber o melhor local para expor suas mercadorias.

Alinhe os produtos mais importantes no campo de visão das pessoas e os menos importantes nas partes mais baixas da gôndola. Essa técnica de trade marketing é uma das mais básicas e costuma funcionar na maioria das vezes.

Dica #4 – Saia do básico e aposte estratégias diferentes:

Se sua empresa fabrica alimentos ou bebidas, promova degustações dos produtos que são o carro chefe da sua empresa.

As pessoas costumam gostar de experimentar o produto antes de levar para casa. É uma ótima oportunidade de ter um contato mais direto com o público e falar sobre os seus diferenciais.

Displays temáticos também podem atrair a curiosidade das pessoas. Escolha datas comemorativas ou lançamentos de filmes famosos para mostrar os produtos de forma diferente e fazer até promoções para mostrar novas linhas para o mercado.

Dica #5 – Aposte no Cross Merchandising:

O que é isso? É expor produtos que sejam relacionados no mesmo lugar da gôndola para gerar mais compras por impulso. Ex: colocar o macarrão perto do molho de tomate e do queijo ralado.

É responsabilidade das equipes externas de trade marketing buscar esses espaços nos pontos de venda, através de bons relacionamentos com os gerentes desses PDV’s.

Em pesquisa realizada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), foi descoberto que pelo menos 53% dos consumidores brasileiros fizeram uma compra por impulso no segundo semestre de 2016.

Dica #6 – Apresentação dos produtos na gôndola:

Essa é uma tarefa bem específica para a equipe externa de trade marketing. Esses colaboradores devem estar sempre atentos na qualidade dos produtos que estão sendo expostos (se está amassado, quebrado ou em lugares errados).

Uma coisa que não pode deixar de ser sempre revisada por eles é a data de validade dos produtos. Sempre que os produtos passarem da validade, devem ser retirados imediatamente para não chegarem a serem adquiridos.

Esse último ponto deve ser sempre reforçado em reuniões entre as equipes e os gestores.

Dica #7 – Controle eficiente do estoque:

Um dos pontos mais negativos para a sua empresa é quando o cliente final não consegue encontrar o seu produto na gôndola.

O pior desse ponto é saber que a pessoa estava procurando pelo seu produto mas não encontrou. Isso não pode se tornar um hábito. Mas como resolver isso?

O primeiro passo é ter um controle maior do seu estoque. E para isso acontecer é importante que os funcionários de trade marketing tenham sempre dados atualizados da quantidade de produtos expostos nos pontos de venda e repassem para seus gestores saberem quando devem ser enviados novos carregamentos de produtos.

Dica #8 – Leve sua marca e produtos para eventos:

Monte stands de sua marca em feiras e eventos da área em que ela atua. É importante mostrar que possui novos produtos e que são de qualidade.

Ali você terá o seu público-alvo bem presente e poderá avaliar os produtos da concorrência e pode tentar fechar futuras parcerias com outras marcas.

É a chance de ganhar mais visibilidade para seus produtos e para a sua empresa. Quem não aparece acaba sendo esquecido.

Lembre de levar bastante cartões de visita e amostras grátis para ter uma moeda de troca com o público que estará presente.

Dica #9 – Separe os produtos de acordo com o nível de atração:

Os produtos que tem os melhores preços devem ficar em um nível mais alto à altura dos olhos do cliente, para realmente chamar a atenção. Nos níveis intermediários você deve colocar aqueles produtos que os seus clientes já estão acostumados a comprar.

Nos níveis de visualização mais difícil você pode colocar os produtos de maior dimensão como fraldas, papel toalha, entre outros.

Você precisa pensar em como você se comportaria em frente à gôndola para montar uma estratégia efetiva e de qualidade.

Dica#10 – Crie espaços de serviços para os clientes:

Ofereça um mimo para os seus clientes de vez em quando. Por exemplo: em uma loja de calçados, ofereça massagem nos pés ou workshops de como organizar os sapatos no armário; se for uma loja de cosméticos dê cursos grátis de maquiagem.

Para cada tipo de produto você oferece o serviço que mais combina com ele e deixa o cliente muito mais satisfeito e se sentindo bem cuidado. Use esse tipo de estratégia d trade marketing para apresentar novos produtos.

Não deixe seus produtos estagnados na gôndola. Se eles não estão sendo vendidos é porque alguma coisa está errada. Por isso é importante testar, fazer mudanças sempre que puder e em alguns casos realmente correr o risco. Você só vai saber se deu certo se tentar.

Lembre-se que toda e qualquer atitude que for tomar em relação a exposição e demonstração de seus produtos deve ser muito bem planejada para evitar os erros e prejuízos.

Pesquise bastante, analise o que os concorrentes andam fazendo e principalmente tente entender o que o seu público-alvo está procurando.

É bom que você treine os colaboradores de suas equipes externas de trade marketing para eles saberem que tipos de mudanças serão feitas e como colocarão as mesmas em prática. 

Saia do marasmo e faça a diferença no mercado em que atua. Aproveite para fazer o download do nosso Ebook: “Customer Success e Retenção de Clientes”. É só clicar no link abaixo e fazer o seu cadastro.

Se não conseguiu ler todo o conteúdo, faça o download da versão em PDF, para ler mais tarde.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

Saiba como gerenciar de forma mais completa a sua equipe externa de trade marketing

Saiba como gerenciar de forma mais completa a sua equipe externa de trade marketing

Hoje falaremos de dois assuntos diferentes mas com foco em um único tipo colaborador, os de equipe externa de trade marketing.

Eles normalmente são responsáveis por gerenciar as mercadorias no estoque e nas gôndolas, negociar os pontos de maior destaque dentro dos pontos de venda e dar um apoio para os vendedores aumentarem as vendas dos produtos que sua empresa oferece.

São muitas funções para uma pessoa só e muitas vezes gera bastante confusão. Esse é o primeiro problema que iremos tratar aqui e quais as dicas para que sua equipe externa de trade marketing tenha mais eficiência quando estiver nos pontos de venda.

1 – Faça roteiros diários para suas equipes

Sabendo que suas equipes externas lidam com problemas diários no trânsito, cire roteiros para que eles saibam quem vão visitar e quais os endereços de cada um.

Assim eles poderão criar rotas que ajudem a diminuir os gastos com combustível e gaste menos tempo nos trajetos e dando mais tempo para os atendimentos.

2 – Crie uma lista de tarefas para cada um dos colaboradores

Crie checklists para cada atendimento que o promotor fizer. Assim ele saberá todas as tarefas que deve realizar em cada visita que fizer.

Com o preenchimento desses dados, o promotor saberá se o seu trabalho tem dado resultado e se possui falhas, o que pode ser feito para corrigir. É uma maneira de deixar o serviço cada vez mais otimizado.

 

3 – Insira a tecnologia para inovar a rotina da equipe

Mude um pouco como os seus promotores de trade marketing trabalham. Comece a usar softwares para gerenciar suas equipes externas.

Através de tablets e smartphones cada membro da equipe poderá receber os roteiros de visitas, a lista de atividades do dia e os formulários que precisam preencher. Além disso podem cadastrar fotos dos atendimentos e colocar informações pertinentes ao atendimento em tempo real.

A Auvo trabalha com esse formato de atuação e é uma das mais completas do mercado.

Com o tempo os promotores começam a ficar desanimados ou sem inspiração para fecharem novos negócios ou mudarem de forma efetiva os seus atendimentos. Aí ficará a cargo do gestor mudar essa realidade.

Para ter uma gestão de qualidade é preciso seguir algumas regras básicas e falaremos um pouco sobre as dicas de motivação para gerar mais produtividade de suas equipes externas de trade marketing e consequentemente um aumento bem interessante nas vendas.

 

– Estimule sempre as boas idéias

Os gestores devem estar abertos a sugestões e dicas dos promotores para que os atendimentos sejam mais completos e tenham mais sucesso.

Com essa abertura, os colaboradores se sentirão mais à vontade para propor mudanças e diretrizes que possam melhorar suas vendas e fechamentos de novos negócios.

O ambiente de trabalho ficará bem mais produtivo e competitivo.

 

– Agradeça e celebre as conquistas com a equipe

Não existe nada pior do que você trabalhar bastante e não ser reconhecido por isso. E os colaboradores de equipes externas também pensam assim.

Com o tempo se não tiverem seu trabalho reconhecido, eles acabam desanimando e rendendo menos.

Então o gestor deve lembrar de sempre juntar a equipe e celebrar as conquistas para mostrar que é um trabalho feito em equipe e que está dando certo.

O gestor de equipes externas de trade marketing deve agradecer o esforço de seus funcionários e ter uma relação mais próxima para entender quais os problemas que eles enfrentam no dia a dia.

 

– Monte campanhas de incentivo

Colaboradores incentivados costumam render muito mais do que os outros. O gestor deve ficar responsável por criar metas e comissões que sejam alcançáveis e que tragam benefícios para os colaboradores.

A motivação, o reconhecimento e a recompensa são peças imprescindíveis para gerar mais qualidade no serviço dos funcionários. É bom também ter uma recompensa surpresa se algum outra meta for atingida.

Essa bonificação fará com que os promotores se esforcem cada vez mais para alcançar tanto as metas individuais quanto às gerais.

– Use a tecnologia como uma ajuda positiva

Essa é um ponto bem importante na busca de melhorias tanto para os gestores quanto para os colaboradores das equipes de promotores de trade marketing.

Através de softwares como a Auvo, o gerente de cada equipe consegue ter muito mais controle e saberá se as tarefas estão sendo feitas no prazo certo, seguindo as diretrizes da empresa e o custo médio de cada visita para a empresa.

Com dados desse tipo em mãos, os donos das empresas podem tomar decisões mais assertivas em relação aos seus investimentos.

E os colaboradores se sentem mais confiantes se tiverem o apoio de uma tecnologia de primeira linha para facilitar e agilizar o trabalho.

Agora sua equipe externa de trade marketing já vai começar a render bem mais com essas nossas dicas. É preciso ter paciência para que os colaboradores se adaptem a novas tecnologias e diretrizes.

Com o tempo sua empresa começará a ter resultados bem melhores e com um crescimento gradativo de vendas.

Não se esqueça de fazer o download de nosso novo ebook sobre Customer Success (Sucesso do Cliente). É só clicar no link abaixo e fazer o seu cadastro.

Se não conseguiu ler todo o conteúdo, faça o download da versão em PDF, para ler mais tarde.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

Ponta de gôndola: Como ela pode aumentar suas vendas

Ponta de gôndola: Como ela pode aumentar suas vendas

Queremos te ajudar a descobrir o que é uma ponta de gôndola, o que é um ponto extra no ponto de venda e como ter as suas marcas nesses pontos podem ajudar a alavancar suas vendas.

Vamos te explicar o que é cada uma dessas coisas e mostraremos como lucrar em cima de cada uma delas. Vamos lá então.

O ponto de venda é onde você vai expor o produto que fabrica e podem ter variados formatos: supermercado, mercados, mercearias, atacarejos (atacado+varejo), entre outros.

É ali que você mostrará para seus possíveis clientes os seus produtos e os diferenciais de sua marca.

É um território normalmente disputado por muitas indústrias de variados tipos de segmentos (comida, vestuário, bebidas, materiais de limpeza), então é importante que seu produto ganhe espaço no meio de tantas opções diferentes.

Ampliando um pouco mais a conversa vamos falar agora sobre como esses produtos são expostos em cada um destes pontos de venda.

Existem diferentes jeitos de colocar os produtos a mostra. E aqui vão alguns deles:

1 – Ponta de Gôndola:

Essa é uma das partes de mais destaque nos pontos de venda.

E por ficarem nas pontas das gôndolas, os produtos ganham um destaque muito maior do que os que estão posicionados nas outras partes dessa mesma gôndola.

Normalmente é colocado um ou no máximo dois tipos de produtos da mesma marca e são produtos que se complementam na maioria das vezes (ex: pó de café e filtro de cafeteira).

Com seus produtos posicionados na ponta, a chance fica muito maior de ser vendido e aumentar os resultados da sua empresa.

2 – Orelha:

Esse é o ponto extra que complementa a ponta de gôndola e acaba mostrando produtos que podem complementar um ao outro.

Normalmente são dispostos de um dos lados da ponta de gôndola. E detalhe, nenhuma delas pode contar com duas orelhas para não atrapalhar a movimentação das pessoas e de seus carrinhos.

3 – Ilha Promocional:

Essas ilhas promocionais são aqueles quadrados que ficam entre os corredores e os pontos de maior fluxo nos pontos de venda.

Normalmente os produtos são empilhados de forma bem chamativa e em alguns casos pegam carona com datas comemorativas para decorar de forma diferente e prendendo mais ainda a atenção do público.

Esses pontos normalmente são pagos e os produtos quase sempre estão com descontos bem atrativos. Essa é uma opção alternativa à ponta de gôndola.

4 – Check Stand:

Esse é mais conhecido como frente de caixa e é responsável pelas compras por impulso e de última hora.

Ficam entre os caixas e normalmente são cheios de bens de consumo e algumas vezes possuem alguns produtos de bazar.

Normalmente esses produtos ficam em um display pequeno de produtos e ficam ao alcance de todos, inclusive as crianças que são os que mais consomem esses produtos de frente de caixa.

Esse é um ponto extra que raramente está vazio.

5 – Clip Strip:

Esse ponto extra não tem tanto apelo e normalmente são usados para colocar produtos avulsos e em promoção.

Ele nada mais é do que uma faixa pendurada entre os produtos na gôndola e são destacáveis. É aquela faixa que fica pendurada para você ir pegando os produtos um por um.

Eles podem ficar em pontos estratégicos nas gôndolas ou na ponta de gôndola também. Agora o que pouca gente sabe é como conquistar esse espaço em um ponto extra. Só existem duas maneiras disso acontecer.

Ou você paga para expor o seu produto ou dependendo do lugar você pode conseguir por ter um bom relacionamento com o gerente.

É aqui que o promotor de trade marketing tem que “vender o seu peixe” e mostrar quais benefícios os seus produtos podem trazer ao serem expostos na ponta de gôndola ou no check stand.

Invista na gestão do seu trade marketing e conquiste muito mais espaços nos pontos de venda e melhore bastante os resultados de sua empresa.

Aposte na ponta de gôndola para ganhar destaque e mostrar porque seu produto deve ser adquirido. No próximo post falaremos de como gerenciar melhor a sua equipe externa de trade marketing.

Até lá!

fonte: http://www.implantandomarketing.com

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.