É segunda feira, 8 horas da manhã e sua equipe começa a chegar no escritório lentamente. Você percebe que a grande maioria das pessoas estão ali somente de corpo e que poucos estão motivados. Entre uma xícara de café e outra as pessoas vão pegando no “tranco”, mas poucos realmente estão engajados em fazer a diferença.

Se a sua empresa passa por essas dificuldades, com certeza existe um problema de motivação. Os gerentes e diretores da empresa sabem que a motivação é parte fundamental e normalmente gastam horas tentando manter o alto astral e comprometimento da equipe. Embora tenha muito a ver com a cultura de cada empresa e o perfil dos funcionários existem algumas técnicas que podem ter efeitos constantes e duradouros. Neste material vamos tentar passar a vocês algumas técnicas utilizadas por empresas no Brasil e fora dele que selecionamos cuidadosamente.

Estabeleça canais de comunicação rápidos e eficientes

Um dos principais motivos de desmotivação de funcionários é a falta de comunicação com a camada superior da empresa. Ninguém quer trabalhar para um chefe e se sentir desconfortável em falar com ele.

Mostre que você se importa com a equipe

Os funcionários sempre possuem dúvidas em relação a empresa, quais os próximos projetos e para onde estamos indo. Além disso muitos deles querem fazer comentários, sugerir mudanças ou até mesmo se expressar. Isso dá a eles confiança de que fazem parte de um projeto maior e que o seu trabalho possui um propósito.

Sempre acompanhe sua equipe

Nunca deixe de acompanhar os resultados de sua equipe e negligenciar as atividades que eles estão fazendo. Isso pode demonstrar que você pouco se importa com o que eles estão fazendo e deixar claro que o trabalho deles é pouco importante.

Não se preocupe apenas com os resultados

Um dos principais motivos de sua equipe continuar trabalhando com você é porque eles acreditam que podem se tornar profissionais melhores. Dedique um tempo em mostrar a eles como melhorar e se tornarem profissionais mais completos. Isso mostrará a eles que você se importa e que eles podem confiar em você.

Crie um ambiente produtivo

Steve Jobs, ex Ceo da Apple costumava dizer que profissionais nível A dificilmente conseguem trabalhar com colaboradores nível B e C. Isso se dá pelo fato deles serem muito mais dedicados e apaixonados pela profissão. Por isso para manter os colaboradores de alta performance produtivos você precisa trata-los de maneira diferente.

Deixe a criatividade rolar

Grandes empresas normalmente possuem uma infinidade de processos para delimitar a área de atuação de cada colaborador. Isso faz sentido e até garante que as coisas aconteçam dentro de uma ordem. Porém se o gestor não ficar atento isso pode acabar com a oportunidade de pessoas na equipe proporem soluções criativas para a resolução de problemas. Isso além de gerar perca financeira para a empresa, gera insatisfação por parte do colaborador.

Deixe sua equipe propor soluções e até mesmo crie um ambiente de inovação na empresa (e isso não precisa ficar delimitado a algumas áreas), incentive novas abordagens e esteja disposto a correr alguns riscos controlados.

 3.Crie metas de comportamento

O objetivo de cada empresa é bater suas metas, sejam elas financeiras, de produto, de marca e etc. A questão é que para bater metas é necessário um mindset vencedor e comportamentos engajados em torno do objetivo.

Neste vídeo abaixo nós temos algumas informações sobre metas de comportamento:

 

 

 

 

Mapeie quais são os comportamentos imprescindíveis para obter os resultados. Por exemplo, se você possui uma equipe de campo, pontualidade, planejamento e otimização de rotas são essenciais para você alcançar os resultados. Sendo assim, os colaboradores que tiverem mais desse comportamento, deverão ser recompensados (não necessariamente com recompensa financeira).

4. Invista na felicidade dos seus funcionários

Britain by the Social Market Foundation colaboradores mais felizes são muito mais produtivos. Ninguém produtivo acorda de manhã para ir até um local em que não se sente bem. Lembre-se sempre, o prédio é apenas um prédio, a empresa é formada por pessoas e para que ela seja bem sucedida as pessoas precisam estarem bem

Respeite o equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Pessoas que possuem alta carga horária de trabalho normalmente possuem uma qualidade de vida ruim, são mais estressadas e mais propensas a desenvolverem doenças como ansiedade e depressão. Muitas pessoas acreditam que para se tornar um profissional de sucesso e respeitado ela precisa abdicar de ter uma vida pessoal saudável, o que na realidade é totalmente o contrário. Se alguém da sua equipe se sente mal ao ter que pedir uma folga para resolver alguma questão pessoal ou se você tem dificuldade em libera-los para resolver questões pessoais, pense melhor.

Resolva conflitos pessoalmente

Um colaborador no Brasil passa de 40 a 44 horas semanais com os colegas de trabalho. Somando tempo de deslocamento e outros fatores é comum que muitos deles fiquem mais tempo na empresa do que com suas famílias. Por isso é mais do que natural que existam conflitos. Você como gestor deve dedicar um tempo em sua agenda para resolve-los pessoalmente. Isso traz segurança para sua sua equipe e confiança em seu trabalho.

5. Utilize ferramentas de produtividade e controle

Acompanhar a produtividade dos colaboradores é a maneira mais transparente de gerir as pessoas. Cada um sabe em que posição está e o que falta para bater suas metas. Existem diversas ferramentas para gestão de pessoas, como Trello para equipes internas e o Auvo para equipes externas.

Acompanhe de perto as atividades realizadas e parabenize-os por boa performance. Isso dá a eles confiança e mostra que você valoriza boa produtividade e afasta conchavos e puxas sacos.

Lembre-se

Colaborador motivado é a chave do seu sucesso.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

Related Post