Muitos gestores de manutenção possuem uma dúvida em comum: na escolha entre manutenção preditiva x preventiva, qual é a melhor?

Para responder essa questão, é primordial entender todos os tipos de manutenção, suas funções e objetivos, por isso, recomendo a leitura deste artigo.

Mas se você já está familiarizado com todas elas, aqui falaremos das aplicações desses dois tipos, para que você entenda qual é a melhor para sua empresa e colocá-las em prática o quanto antes.

Analisar as necessidades e objetivos da empresa juntamente das atividades de manutenção é primordial para o bom andamento do PCM! Por isso, continue a leitura!

Preditiva x Preventiva

As funções desses dois tipos de manutenção são muitos semelhantes, porém, elas possuem um diferença básica: a manutenção preditiva é baseada em inspeções, não sendo sistematizada em um cronograma.

a manutenção preventiva, faz parte do planejamento estratégico do PCM, como o próprio nome diz, para prevenir ou amenizar as falhas.

A seguir, algumas das principais funções/objetivos de cada tipo:

Manutenção Preventiva

É efetuada com o objetivo de diminuir a probabilidade de falha de máquinas e equipamentos. Por isso, é preparada e programada antes que as falhas aconteçam.

Sua programação é baseada no histórico de falhas do equipamento. Através desse registro, é possível prever (inclusive com o cálculo de alguns indicadores) a probabilidade de falha do equipamento.

Para facilitar esse registro, é recomendável a utilização de um sistema de gestão de equipes externas, como o Auvo.

O Auvo, além de possuir um agendamento prático e intuitivo, também fornece relatórios das atividades de manutenção em campo, facilitando a elaboração do PCM.

Manutenção Preditiva

A manutenção preditiva indica as condições reais dos equipamentos, por isso, também pode ser comparada a uma inspeção de acompanhamento do estado dos ativos.

Por tratar de conjuntos de peças específicas, esse tipo de manutenção necessita de ferramentas adequadas para o registro de fenômenos, como: vibrações das máquinas, pressão, temperatura, desempenho e aceleração.

Por isso, a manutenção preditiva analisa e identifica as tendências de falhas, de forma mais completa e estrutural. Feito isso, assim como na preventiva, é possível agendar uma corretiva.

Afinal, qual é a melhor?

Não precisa ter dúvida entre preditiva x preventiva, afinal, os dois tipos de manutenções são muito importantes para o setor.

Tanto a manutenção preditiva como a manutenção preventiva são duas estratégias diferentes para reduzir custos das empresas, e por isso, as duas são muito relevantes.

Algumas empresas optam por uma das duas. Mas também existe a possibilidade de utilizar os dois métodos em momentos diferentes, ou revezá-los no PCM.

Se você acredita que para a sua realidade o melhor caminho é definir apenas um dos dois tipos, é preciso considerar a estrutura e as necessidades da sua empresa.

De qualquer maneira, caso opte por manutenções preventivas, é impossível realizá-las sem planejamento prévio, certo?

Porém, a utilização conjunta dos dois tipos de manutenção, proporciona inúmeros benefícios para o setor de manutenção, como veremos a seguir:

Benefícios da aplicação conjunta da preditiva e preventiva

Aumento da confiabilidade

A estratégia de utilizar manutenções preditivas e preventivas diminui de forma drástica o número de manutenções de emergência.

Isso porque a confiabilidade das máquinas e equipamentos aumentará significamente, pois as paradas para manutenção poderão ser melhor administradas e previamente planejadas.

O reparo pode ser melhor programado por causa do nível de análise que esses tipos de manutenções produzem, muito mais do que a correção do sintoma, mas a correção completa, no foco do problema.

Alguns indicadores podem auxiliar na averiguação da confiabilidade dos ativos da sua empresa. Nós produzimos este e-book pode ajudá-lo.

Aumentar a confiabilidade dos equipamentos também reflete diretamente no ciclo de vida do ativo, que terá menos desgaste por causa do constante monitoramento de falhas.

Aumento da produtividade

Nos dois métodos, por garantirem análises prévias da probabilidade de falha, auxiliam também no aumento da produtividade das equipes de manutenção.

As chances de uma equipe precisar se deslocar sem planejamento para uma corretiva de emergência quase desaparecerá com essa ação conjunta.

Assim, o tempo de trabalho das equipes será otimizado, pois, o único dever delas será cumprir o cronograma do PCM como previsto.

Utilizando um sistema de gestão de equipes, como já citado neste artigo, também é possível otimizar a produtividade.

Além de fornecer informações valiosas para a elaboração do PCM, o Auvo pode deixar o trabalho dos técnicos mais ágil, com checklists de manutenção, ordens de serviço digitais e uma roteirização inteligente e econômica.

Redução dos custos

O maior motivo para utilização das manutenções preditivas e preventivas é a redução dos custos de manutenção.

Com elas é possível evitar as manutenções corretivas emergenciais, que são as que possuem maiores custos, pois, geralmente é preciso trocar peças e até sistemas inteiros.

Além disso, com as preditivas e preventivas é possível ter maior controle de orçamento, com gastos menores, e a compra de peças de reposição também reduzirá significativamente.

Utilizando o Auvo como apoio, os custos podem reduzir ainda mais! Esse sistema faz controle de quilômetros rodados, realiza a roteirização para otimizar o tempo de percurso, diminui os gastos e também controla as peças através das palavras-chave.

Quanto maior a produtividade das equipes, menores serão os custos.

Diminuição dos riscos de acidentes

A gestão da manutenção tem dois objetivos básicos, aumentar a confiabilidade e a disponibilidade com uma finalidade: segurança.

De nada adianta otimizar o tempo e deixar as equipes muito produtivas, e ter o menor gasto possível com setor de manutenção, se a segurança dos colaboradores e comunidade em geral não é garantida.

As manutenções preditivas e preventivas também auxiliam na diminuição dos riscos de acidentes.

Por causa do seu constante acompanhamento e reparação de falhas, elas garantem maior tempo de bom funcionamento e consequentemente maior segurança.

Ser uma organização que se preocupa com a segurança é primordial, não só para imagem da empresa, mas também para o bem-estar das pessoas que fazem parte da sua organização.

Concluímos que…

Não há porque ficar na dúvida! Entre preditiva x preventiva, as duas são boas estratégias para empresas de manutenção. Podendo inclusive, ser utilizadas de forma conjunta no PCM.

Essa ação dupla, trará inúmeros benefícios, como: aumento da confiabilidade, disponibilidade, produtividade e da segurança dos colaboradores, equipamentos e máquinas.

Há também a redução dos gastos de manutenção e dos riscos de acidentes de trabalho.

Para otimizar ainda mais o efeito desses dois tipos de manutenção, é recomendável a utilização de um sistema de gerenciamento de equipes externas.

Além de auxiliar a criação do planejamento, ele também aumenta o controle das atividades dos colaboradores, das rotas e do feedback da prestação de serviços.

Quer saber como ele se adapta no seu dia-a-dia? Teste o Auvo por 3 dias gratuitamente.

Lorrayne é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos que ajudem os gestores a formar uma equipe externa de alta performance.

Related Post