A Auvo sempre é procurada, ou indagada, muitas vezes por futuros clientes, se o sistema é um ERP ou CRM e se não é, quais as diferenças.

A tarefa de administrar equipes de campo, consequentemente, vai passar pela adoção de tecnologias que vão dar suporte à gestão. No entanto, com tantas ferramentas ao seu dispor, saber qual é a melhor se torna uma tarefa complicada.

O Auvo é um software de gerenciamento de equipes externas utilizado por empresas que possuem equipes de campo, sendo assim, não se trata de nenhum dos dois sistemas: ERP ou CRM.

Ainda assim, muitos gestores possuem receio que o seu uso seja complexo, que a solução não seja adequada para a sua empresa ou pior, por já possuírem um sistema de ERP ou CRM, acham que se trata dos mesmos.

A empresa que já conta com um sistema de ERP ou CRM, pode até pensar em não integrar esses sistemas com um software de equipes externas. Mas, na verdade, os sistemas desempenham papéis diferentes.

Existe a possibilidade de integrar todos os sistemas, mas, é claro, com algumas ressalvas que serão explicadas no decorrer deste artigo.

Então, primeiramente, é preciso que você saiba:

O que é o sistema da Auvo?

Diferentemente de um CRM, usado para gerenciar contas, leads e oportunidades de vendas, ou um ERP, que integra os diversos departamentos de uma empresa possibilitando a automação e armazenamento de todas as informações de negócios, o Auvo é um software de gerenciamento de equipes externas, como já foi dito.

O que isso significa? É simples, ele é voltado único e exclusivamente para controle e gestão de equipes que realizam as suas atividades em campo, seja ela de serviços, trade marketing, vendas ou outras equipes externas.

Você possui uma equipe externa e está tendo dificuldades na gestão, roteirização, agenda, reembolso de despesas ou, não menos importante, deseja que a equipe seja mais produtiva? Então é nesse momento que o Auvo entra como ferramenta ideal.

Não diria que se trata de uma forma de controlar a equipe, mas sim uma forma de gerir melhor e com mais recursos. Recursos esses que são diferentes de um ERP ou CRM. Por isso a importância desse artigo para você!

É muito relevante que você entenda essa definição antes de prosseguirmos, OK?

ERP ou CRM: qual a diferença com sistema da Auvo?

Como eu disse logo no começo do artigo, os três sistemas possuem funções diferentes, mas por todos serem utilizados em empresas, são confundidos.

A principal diferença entre um software para gestão de equipes externas e um CRM é que, enquanto o CRM é totalmente voltado para o seu cliente, o software de gestão é voltado para o gestor e os colaboradores.

Já um ERP, tem o seu foco nos processos internos da empresa, bem como a integração dos setores, desde o faturamento até o controle interno dos colaboradores, exatamente todo o trabalho administrativo e operacional feito numa empresa.

Quando uma empresa trabalha com equipe externa, mas também, é claro, possui colaboradores internos e já utilizam um ERP ou CRM, entendem que não precisam investir em um software de equipes externas para aqueles que ficam em campo.

O que acaba se tornando uma decisão precipitada.

E por isso, você verá, de forma dinâmica, as principais diferenças entre esses sistemas, confira:

Conhecimento sobre o cliente

Quem lida com cliente sabe que eles estão cada vez mais conectados e exigentes com esse novo mercado. Sendo assim, lidar com clientes exigentes se torna um desafio diário.

E é claro, existem formas de fazer um atendimento personalizado, juntamente com um atendimento de qualidade para fidelizá-los.

Mas, de forma automatizada, como esse conhecimento do cliente, bem como o bom atendimento, acontecem? Confira:

Auvo: o sistema de gestão conta com formas de armazenar dados dos clientes, assim como aplicar a pesquisa de satisfação.

Ao final de cada serviço que o seu colaborador prestou, é enviada para o e-mail do cliente a pesquisa de satisfação e assim que o mesmo responder, o gerente operacional tem acesso às informações.

Assim, a partir de dados, decisões são tomadas. Satisfação elevada? É preciso mantê-la assim. Satisfação baixa? É preciso analisar o que está acontecendo e mudar a estratégia!

CRM: com os dados do cliente armazenados, nas diferentes fases da compra, fica mais fácil e seguro com um CRM fazer uma análise mais clara do tipo de produto que ele mais gosta, o dia que mais gera venda etc.

É preciso saber que um CRM atende empresas que trabalham com todos os tipos de vendas, inside sales e field sales.

ERP: não trabalha diretamente com o cliente, mas sim com a área interna da empresa, ou seja, os colaboradores.

Informações dadas em tempo real

Nos dias atuais, não estar conectado significa não ter informações em tempo real e em todo lugar. Em uma empresa não seria diferente.

Quando se pode ter o controle das equipes e colaboradores dentro da empresa, essas informações em tempo real são mais facilmente obtidas, afinal, estão todos lado a lado. Mas quando se trata de equipes externas, essa já é uma tarefa complicada.

Por isso, confira de que forma essas informações são dadas em um software de gerenciamento, um ERP e um CRM:

Auvo: não ter o controle da equipe de campo em tempo real faz com que os colaboradores façam suas agendas e rotas da forma que os convém. O que não é correto e nem eficiente.

No Auvo, o gestor consegue ter, em tempo real, informações sobre os colaboradores, como, por exemplo, a sua localização no momento; o horário de chegada e saída no cliente através do check-in e check-ou automático e a possibilidade de uma agenda atualizada.

Para entender melhor sobre como esse monitoramento é feito, separamos esse artigo sobre roteirização  para você, basta clicar aqui.

CRM: as informações são organizadas automaticamente assim que inseridas no sistema de CRM. Se precisar atualizar algum registro, com o CRM, os dados serão alterados em tempo real, evitando perda de tempo.

Isso faz com que as informações que são necessárias sobre o cliente sejam acessadas sempre que necessário, focando a sua atenção apenas no serviço a ser realizado.

ERP: informações que são necessárias para o bom funcionamento da organização são facilmente dispostas em sistemas de ERP.

Suponhamos que você trabalhe com o controle de estoque, é preciso ter a informação em tempo real do que entra e sai da sua empresa, certo? Um ERP te dá essas informações atualizadas.

Com a correta operacionalização dos processos básicos, se tem a noção com tranquilidade sobre a quantidade a ser comprada de materiais ou ativos, bem como um maior controle sobre a quantidade de estoque de segurança.

Economia de tempo

Qual gestor não quer economia? É impossível encontrar apenas um que não pense em economizar, em todos os âmbitos, com a sua equipe.

Economizar tempo e automatizar as atividades são ações primordiais para redução dos custos, confira:

Auvo: a economia de tempo pode ser dada na Auvo tanto para o colaborador como para o gestor também.

Em relação ao colaborador, o tempo de deslocamento até o cliente pode ser reduzida quando se usa a ferramenta de roteirização, presente dentro do Auvo. Outra forma é a otimização das agendas, sem a necessidade de perda de tempo em agenda manuais ou feitas de cliente por cliente.

Já o gestor pode dedicar o seu tempo para tomadas de decisões estratégicas, ao invés de se preocupar com a montagem de agendas, verificação das despesas, verificação da satisfação do cliente, localização do colaborador etc.

CRM: com o CRM, essa economia é feita a partir do momento em que as tarefas são automatizadas e os relatórios são disponibilizados dentro do sistema.  

Ou seja, antes mesmo da visita acontecer já se tem as informações precisas, o que economiza tempo de pesquisa.

ERP: um dos maiores objetivos da adoção de um ERP na empresa é a otimização de processos para aumentar a produtividade da equipe.

Quer dizer que os trabalhos manuais e repetitivos são substituídos por processos automatizados e ágeis, muitas vezes desencadeados sem que seja necessária uma ação sequer por parte da sua equipe, como o backup das informações, por exemplo.

As três ferramentas disponibilizam sistemas de redução do tempo gasto, mas de formas diferentes.

Medição de Indicadores de performance (KPIs)

Os Indicadores de Performance, também chamados de Indicadores Chave de Desempenho, são parte fundamental da estratégia de qualquer empresa.

É por meio deles que se pode aferir se os processos estão atendendo às necessidades da empresa e levando ao atingimento de seus objetivos estratégicos.

Veja como acontece a medição desses KPIs:

Auvo: o Auvo te dá a possibilidade de medir indicadores de performance, os famosos KPIs, e ainda há a possibilidade de tomar as decisões de acordo com o que esses indicadores te forneceram.

É importante destacar que o Auvo te dá acesso aos dados para que se calcule os indicadores. Afinal, cada empresa possui indicadores diferentes de serem calculados, bem como a sua forma de calcular.

Os indicadores de performance de uma equipe externa são vários, podem estar separados em indicadores de produtividade, tempo, custo, qualidade, entre outros. Sem contar que ainda existem alguns indicadores de manutenção, que são mais específicos para uma área, mas também são possíveis de medir.

CRM: quando se utiliza um CRM, existem possibilidades de fazer a medição dos indicadores de performance por meio desse sistema, mas de forma diferente de um software de gestão de equipes externas.

Isso porque, os principais indicadores que um CRM dispõe para o gestor são de taxa de conversão, ticket médio, taxa de follow up, churn rate, novos clientes e a de satisfação dos vendedores.

Ou seja, eles são voltados para outras áreas da empresa, não para a equipe externa. Se você trabalha com uma equipe de vendas que além de realizar vendas em campo, realiza as vendas internamente, essa pode ser uma boa opção.

ERP: apresentam indicadores da “economia tradicional“ como quantidade de unidades vendidas ou clientes faturados, ticket médio, análise de gestão, entre outros.

Os ERPs não conseguem responder perguntas simples como: “quantos clientes ativos nós temos esse mês?”. Então, essa é a melhor opção se dados simples são uma realidade na sua empresa.

Automatização das atividades

A automatização consiste em identificar tarefas repetitivas, que poderiam ser realizadas sem a intervenção humana, e substituí-las por softwares, trazendo mais assertividade, eficiência e controle aos processos.

Essa automatização acontece em todos os três sistemas, mas, é claro, cada um com suas particularidades:

Auvo: o Auvo automatiza grande parte das atividades dos colaboradores e dos gestores também.

Essa automação é feita para que você concentre a maior parte do seu tempo em atividades estratégicas, sendo necessário saber como isso ocorre na prática com a ajuda de soluções tecnológicas.

Já pensou em automatizar atividades como as tarefas repetitivas, as rotas que os colaboradores fazem, as agendas que eles utilizam todos os dias e assim, conseguir gerar relatórios na mesma hora para a sua gestão?

Com o Auvo, é possível! Para saber mais como funciona essa automação é feita e aplicada, clique aqui.

CRM: umas das funções primordiais de um CRM é deixar algumas tarefas automáticas, como o envio de e-mails, geração de listas para fazer ligações, direcionamento do cliente para o setor correto etc.

Ou seja, se essa é a sua principal dificuldade na empresa, um CRM é ideal.

ERP: um dos principais objetivos de adotar um ERP é a otimização dos processos, pois assim, se aumenta a produtividade dos funcionários.

Isso acontece porque os trabalhos manuais serão substituídos por processos automatizados, muitas vezes desencadeados sem a interferência da equipe.

Segundo pesquisa realizada pelo Aberdeen Group, estima-se que apenas 27,6% das funcionalidades disponíveis no software ERP são utilizadas. Ou seja, mesmo com a automatização das atividades, é preciso aproveitar melhor os recursos!

É possível integrar Auvo com um ERP ou CRM?

Após todas essas informações, já é possível concluir as diferenças entre esses sistemas. Apesar de tudo, os sistemas podem sim se integrar para melhorar o funcionamento da empresa.

Quando você integra um software de gestão de equipes com um CRM e, eventualmente, um ERP, a sua gestão se torna mais eficiente, assertiva e com objetivos traçados e alcançados.

Além do tempo que pode ser economizado e das informações registradas nos três sistemas, cada um deles é voltado para uma área diferente da organização.

Gestão de equipes externas? É com o Auvo. Gestão interna? É com um sistema ERP. Gestão comercial? Conte com um CRM.

Softwares com soluções integradas para diferentes áreas de uma empresa são o futuro da tecnologia empresarial.

Afinal, eles permitem através do compartilhamento de informações, reduzir os custos, aumentar a produtividade, ter informações em tempo real, economizar tempo e o melhor: automatizar as atividades feitas em planilhas ou manualmente.

Isso quer dizer que, mesmo que você possua um ERP ou CRM implantados na sua empresa, você pode contar com o Auvo, como uma forma de integração para te ajudar ainda mais.

Como você pôde concluir ao final deste artigo, seja um ERP ou CRM, quando integrados a um bom software de equipes externas, você ganha mais uma forma de ajuda na sua gestão. Aproveite e teste o Auvo, é gratuito por 3 dias.  

 

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.