A manutenção do ar-condicionado é tão importante quanto a de qualquer outro equipamento. Para obter um bom desempenho é necessário realizar alguns tipos de manutenção que abordem a prevenção, a conservação e a correção do aparelho.

Estas manutenções são essenciais não só para corrigir falhas, mas também para manter a qualidade do ar que as pessoas respiram e, por isso, elas precisam ser feitas regularmente.

Neste artigo, vamos abordar de forma prática 3 tipos de manutenção de ar-condicionado que precisam ser feitas para garantir o bom funcionamento do equipamento dos seus clientes.

Tipos de manutenção de ar-condicionado: manutenção regular

A manutenção regular é aquela que precisa ser feita periodicamente para realizar a limpeza do equipamento, ela serve para manter o bom funcionamento e ajuda a prolongar a vida do aparelho de ar-condicionado.

O acúmulo de sujeira nos filtros do ar condicionado pode impedir o ar de circular e isso pode ocasionar problemas maiores para o equipamento, como a queima de fusível por exemplo.

Por isso, é necessário fazer regularmente uma limpeza básica do aparelho de ar-condicionado.

Um equipamento utilizado em ambientes organizacionais, que ficam ligados praticamente durante todo o dia ou horário comercial, precisa ser limpo pelo menos uma vez a cada semana.

Já equipamentos com menor frequência de uso, essa limpeza pode ser feita quinzenalmente ou até mensal. É necessário estar sempre de olho na sujeira, para não ficar acumulada e provocar falhas de funcionamento.

Efetuar a limpeza periódica do aparelho de ar-condicionado propicia a prevenção de demais tipos de manutenção, contribuindo também para a redução de custos ocasionados pela manutenção corretiva.

Além disso, a limpeza regular do aparelho de ar-condicionado ajuda a melhorar a qualidade do ar.

Porém, a limpeza do equipamento não é o único fator que ajuda na prevenção de falhas. Por isso, esteja sempre atento aos outros tipos de manutenção de ares-condicionados que citaremos logo abaixo.

Manutenção preventiva

Na manutenção preventiva do ar-condicionado também é realizada uma limpeza no equipamento, porém de forma especializada e, por isso, é necessário que um técnico execute o serviço.

Para a realização dessa manutenção é necessário que o técnico siga as seguintes etapas.

Verificação inicial

Aqui o técnico precisa verificar se o aparelho está ligado corretamente, ou seja, ele precisa verificar a proteção do circuito, a rede principal do aparelho e todos os dispositivos do equipamento, sejam eles automáticos ou manuais.

As ferramentas como chaves abertas, fusíveis, chave interruptora etc, precisam estar reguladas em posição correta.

Limpeza preventiva

A limpeza preventiva pode ser feita com uma flanela de algodão, sabão e água morna. Dentre os pontos específicos do aparelho que precisam ser limpos nesta fase estão a grelha e os gabinetes.

É extremamente proibido a utilização de substâncias químicas como álcool no aparelho de ar-condicionado, pois esse tipo de substância pode causar danos irreversíveis ao equipamento.

Limpeza periódica de serpentinas

Existem dois tipos de serpentinas, a interna (evaporadora) e externa (condensadora). Nelas passam o gás refrigerante, responsável pela climatização.

A sujeira acumulada nesta ferramenta pode ocasionar a criação de uma colônia de fungos e bactérias, que dão início ao mofo na parte inferior do equipamento, causando o mal cheiro e o mau funcionamento do aparelho.

A limpeza deve ser feita com um jato de água. No entanto, todo cuidado é pouco neste procedimento para que não danifique o equipamento.

Conexões do ar-condicionado

Assim que feito a limpeza adequada das serpentinas o técnico precisa realizar a análise das conexões do aparelho. É importante apertá-las bem para que não ocorra vazamento de água e a mudança indesejada de temperatura.

Peças e Tubulações

Por último, antes da finalização da manutenção preventiva é necessário que o técnico avalie as condições das peças metálicas e das tubulações do aparelho de ar-condicionado.

É necessário conferir os isolamento e a condição de instalação das peças, para que pequenos problemas sejam solucionados com antecedência fomentando a prevenção de falhas.

É muito importante utilizar um checklist com todos os procedimentos que precisam ser realizados na manutenção preventiva, pois algumas partes deste processo são bem complexas.

O uso do checklist garantirá que todos os procedimentos sejam realizados e ajuda a evitar o retrabalho de ter que voltar e recomeçar todo o processo por ter esquecido um dos procedimentos.

Manutenção corretiva

Como o próprio nome já diz a manutenção corretiva é feita para reparar falhas existentes no equipamento de ar-condicionado. Ela é ocasionada muitas vezes pela falta de constância nos dois outros tipos de manutenção que citei anteriormente.

O custo da manutenção corretiva geralmente é bem alto, pois envolve troca de peças defeituosas e uma análise criteriosa. Pode ser ainda que essa manutenção seja feita em duas visitas.

Na primeira visita o técnico faz a avaliação da falha e as causas da mesma, a apresentação da solução com o que deverá ser feito, quais peças precisará trocar e o orçamento do serviço.

tipos-de-manutenção

Na segunda visita é feita a troca das peças que apresentaram defeito e a devida correção das falhas apresentadas.

No entanto, pode ser que a resolução do problema seja feita em uma só visita, quando o técnico já possuir a peça necessária.

Na manutenção corretiva sempre são feitos também os procedimentos dos outros tipos de manutenção, tais como regular e preventiva, e além disso é feita a troca dos filtros de ar do equipamento.

Demais objetivos da manutenção corretiva de ares-condicionados:

  • Prolongar a vida útil do equipamento;
  • Impedir quebras repentinas, garantindo o funcionamento contínuo do equipamento;
  • Evitar a proliferação de fungos e bactérias.

Feito a correção das falhas e cumprindo com os demais objetivos da manutenção corretiva, seu técnico estará fazendo um serviço efetivo e garantindo a melhor funcionalidade do aparelho de ar-condicionado dos seus clientes.

Ao final de todo o processo, é preciso elaborar relatórios de forma eficiente. Todas as anotações das peças são analisadas, os motivos de troca, as causas exatas dos problemas etc.

Assim, você terá informações detalhadas de todo processo que foi feito na manutenção corretiva e, se houver mais solicitações de manutenção para o mesmo equipamento, você poderá identificar problemas maiores através do relatório anterior.

Além disso, um gestor de manutenção precisa destas informações detalhadas para fazer um controle competente das peças que estão saindo do seu estoque para a execução de manutenções.

Portanto se seus técnicos ainda não cumprem com estes procedimentos para realizar manutenções assertivas, não perca mais tempo!

Comece já a praticar estes 3 tipos de manutenção de ar-condicionado, aumente a eficiência do funcionamento dos equipamentos e garanta a satisfação dos seus clientes!

Gostou do conteúdo? Também temos um artigo sobre o “Orçamento de manutenção”, clique se quiser aprender mais!

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

Related Post