Arquivos aumento de produtividade - Auvo - Plataforma de Gestão de Equipes Externas
Meu funcionário externo não aceita ser monitorado. O que devo fazer?

Meu funcionário externo não aceita ser monitorado. O que devo fazer?

Gerenciar pessoas nunca é fácil e a gestão da equipe externas pode ser extremamente complicada e complexa.

Colaboradores que muitas vezes estão em outras cidades e Estados geram despesas, problemas e muitas vezes poucos resultados.

Uma solução bastante procurada por gerentes é o monitoramento do colaborador. Saber onde ele está em tempo real, organizar as atividades e acompanhar a rotina de trabalho é uma das formas encontradas para diminuir os riscos e manter a operação funcionando.

O grande problema é que muitos colaboradores não aceitam ser monitorados. Alegam que isso fere a privacidade deles e que não aceitam usar esse tipo de tecnologia e muitas vezes eles vencem a queda de braço, já que contratar uma nova equipe e treina-la é muito caro e trabalhoso.

Mas será que faz sentido toda essa repulsa a um sistema de monitoramento? Ou muitas das vezes o colaborador não está se dedicando como deveria e quer se manter na zona de conforto?

É bem possível. Por isso pense bem, quanto custa manter um colaborador que não se dedica ao máximo ao longo de um ano?

Por isso vou listar 3 maneiras de você implantar um sistema desse em sua equipe.

1 – Quem não deve não teme

Pode parecer óbvio, mas muita gente não leva isso em conta. Se o seu colaborador não quer ser monitorado algo ele está escondendo.

Pode não ser nada de muito grave, mas a produtividade dele está comprometida.

Por isso tenha uma conversa franca com seus comandados, mostre que você valoriza quem se dedica ao trabalho e que a confiança será estabelecida a partir do momento que todos se dedicarem integralmente ao trabalho.

Isso fará toda a diferença. Mas tome cuidado, eles precisam saber que você valoriza quem se dedica e não tem “medo” de possíveis saídas.

Se o funcionário é comprometido com o trabalho, ele não possui motivos para não aceitar ser monitorado. E acredite a maioria trabalha de forma correta.

2 – O sistema é bom para o próprio colaborador

Trabalhar com um sistema que otimiza o seu trabalho, te dá oportunidade de preencher menos relatórios, organiza sua agenda e seu fluxo de trabalho não pode ser ruim.

Se a sua equipe for comercial o sistema representa para ele muito mais vendas e consequentemente comissões maiores. Se a equipe for técnica, é muito mais fácil para o colaborador mostrar “trabalho” para o gestor e consequentemente ser muito mais valorizado.

Ou seja, o colaborador só ganha com o uso de um sistema de gestão de equipes externas, além disso o monitoramento da mais segurança para colaboradores que estão na rua.

Só observe se o sistema possui dispositivos de segurança, por exemplo se ele garante que você possa configurar o horário que prefere fazer o monitoramento.

Isso previne ações trabalhistas e garante a privacidade do colaborador no horário de descanso.

3 – Facilidade na comunicação

Pro seu colaborador a comunicação com a base é um problema, acredite. Muitas vezes ele pode estar com alguma dúvida ou problema no cliente e não sabe como proceder da melhor maneira. Isso além de gerar stress gera reclamações por parte dos clientes.

Com um sistema de acompanhamento em tempo real o colaborador pode tirar qualquer dúvida in loco e resolver todos os problemas com o auxilio do gestor.

Isso além de trazer mais confiança, diminui os custos.

Conclusão

É essencial que seu colaborador entenda que a ferramenta é um auxílio para o trabalho.

E lembre-se, implante a meritocracia na sua equipe, ela é essencial para qualquer novo projeto que você inicie. Você pode saber mais sobre meritocracia clicando aqui.

O Auvo é um sistema completo de gestão de equipes externas, com ele você sabe em tempo real a localização de seus funcionários, organiza a agenda deles e faz o acompanhamento de cada atividade.

Teste grátis com até 3 colaboradores agora mesmo.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

Como melhorar sua produtividade durante seu dia a dia

Como melhorar sua produtividade durante seu dia a dia

 

Uma questão que sempre gira em torno de qualquer empreendimento, seja por parte de colaboradores ou de donos do próprio negócio é de “como melhorar a produtividade” da sua empresa, visando cumprir o prazo e obtendo um produto/serviço com qualidade.

Existem várias maneiras de alcançar essa produtividade ideal através de métodos e ferramentas que hoje nos são disponível.

Dessa maneira, citamos 06 sugestões que podem ser levadas em consideração para que esse melhoramento na produtividade aconteça.

1. Esquematize suas tarefas

Organização é o princípio de tudo e, por isso, é essencial que você esquematize, sejam numa planilha, algum aplicativo de smartphone, num papel ou qualquer outro lugar que você tenha acesso frequente, todas as suas tarefas e, ainda, em níveis de prioridade.

Assim você terá noção do que merece mais atenção e deve ser feito de imediato, acabando assim com a perda de tempo que muitas vezes geramos por darmos atenção a trabalhos secundários.

Além disso, a dor de cabeça que causamos com preocupações sobre, por exemplo, como vamos resolver essa ou aquela outra função.

2. Internet e redes sociais

Atualmente, é muito difícil encontrar uma pessoa que não passa o dia conectada à internet, seja para trabalho, para lazer ou apenas para se manter conectado à rede.

Mas isso pode causar sérios problemas profissionais de desempenho e gerar problemas estruturais em todo o setor ou até mesmo na empresa em geral.

Policiar o tempo em que se usa a internet a fim de lazer é necessário para melhorar a produtividade.

Algumas vezes é até melhor que desabilite notificações de aplicativos de smartphones ou das redes sociais, especialmente em um projeto que demanda muita concentração e dedicação.

Sugerimos que um tempo seja estipulado por você mesmo para gastar com a internet e redes sociais como lazer. E que esse tempo não atrapalhe os seus projetos, deixando-os de serem realizados.

Não se esqueça: a pressa é inimiga da perfeição. Não deixe que isso tome seu tempo a ponto de tomá-lo quase que por inteiro.

3. Trabalho vs Descanso

Recomenda-se uma média de 15 minutos para cada hora de trabalho ou de 20 minutos a cada hora e meia de serviço.

Então, se você pensa que profissional aplicado ou com alto índice de produtividade é aquele que não faz pausa para nada e ainda leva serviço para casa, está enganado.

Isso abaixa a produtividade da pessoa, traz quedas nos números da empresa (até mesmo coisas piores) ou, o mais importante, pode arrecadar um sério problema de saúde (e você não quer isso).

Faça intervalos, não seja severo com você pensando que terá bons resultados, isso é bobagem. Descanse, elimine o stress e alivie a mente, isso te proporcionará uma cabeça mais leve e uma melhor disposição para melhorar a produtividade no trabalho.

4. Não se cobre demais para melhorar a produtividade

Muitas pessoas buscam o perfeccionismo como resultado final de trabalho e, com isso, acabam tornando isso algo constante e problemático. Afinal, valorizar o inalcançável e, muitas vezes, é motivo de abandono serviços por não considerá-los bons o suficiente.

O problema não está só ai. Quando se cobra muito, você acaba descartando seus próprios materiais apenas porque eles não ficaram como você esperava.

E é ai que você percebe que depois de muitas frustrações etentativas (em vão), que perdeu um tempo enorme (primeiro pelo perfeccionismo, depois pelo descarte) em que poderia ter produzido não só esse determinado material como também outros que viriam a seguir.

Busque a qualidade como algo positivo, saudável e não uma característica que lhe trará problemas. Seu perfeccionismo deve agregar, e não te tornar alguém que fique buscando erros e problemas dentro do seu próprio trabalho.

calculadora de produtividade de equipe externa

5. Faça atividades físicas constantes antes do trabalho

Produtividade não é decorrente apenas do que se faz dentro do trabalho. Fatores externos estão altamente ligados aos resultados obtidos num serviço e de como isso pode influenciar no seu desempenho profissional.

Estudos realizados dizem que atividades matinais feitas antes do trabalho, acompanhadas de uma boa noite de sono (de no mínimo 8 horas bem dormidas) baixará a pressão arterial e, com isso, resultando no aumento da produtividade no trabalho.

É claro que nem todas as pessoas têm esse tempo matinal para as atividades físicas e, por isso, sugerimos que a atividade física faça parte da sua rotina independente do horário.

6. Boa Alimentação

A sua alimentação é reflete diretamente na sua produtividade, ela influencia no seu desempenho diário.

Então se você tem uma alimentação pesada, muito calórica e pouco nutritiva, você terá uma digestão mais lenta e, com isso, passará um bom período sonolento, pois o seu corpo precisa gastas as energias processando toda essa comida.

Comer, então, pensando no desempenho a ser realizado profissionalmente também é importante.

Junte todas essas necessidades e elabore uma dieta que lhe seja agradável e acessível, isso lhe trará melhores resultados profissionais e pessoais. Se necessário, busque um nutricionista.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.