Arquivos gestão de pessoas - Auvo - Plataforma de Gestão de Equipes Externas
Como o controle da equipe de campo pode mudar o seu negócio para melhor

Como o controle da equipe de campo pode mudar o seu negócio para melhor

Um dos maiores desafios do controle de equipe de campo é aumentar a produtividade.

O gestor normalmente tem poucas informações sobre o que está acontecendo e dessa maneira ele não consegue saber onde cada colaborador precisa melhorar.

Outro ponto é que o gestor de uma equipe externa quase sempre trabalha remediando problemas ao invés de evitá-los.

Normalmente a produtividade de um colaborador externo é 30% menor do que a produtividade de um colaborador interno e uma das missões da

Auvo é resolver este problema.

Outra questão que a empresa precisa monitorar é a quantidade de dinheiro gasto com a operação. Monitorar a rentabilidade é crucial pro seu negócio andar.

O que nós propomos para resolver este problema que aflige milhões de empresas no mundo todo?

Neste artigo vamos mostrar 5 maneiras de aumentar a produtividade da sua equipe de campo.

1. Defina os principais indicadores de desempenho

Como diz o óbvio você não pode melhorar o que não pode medir. Para medir é necessário que você defina quais são os principais indicadores de desempenho. Para cada tipo de equipe são indicadores diferentes. Neste link você encontra os principais indicadores para uma equipe comercial e aqui para uma equipe de manutenção.

Defina metas em cima dos indicadores e tenha meios de medi-los. Uma ferramenta de gestão é essencial para te ajudar a acompanhar os kpí’s. Além disso neste link você encontra uma planilha para gestão das principais KPI’s de equipes de campo.

2. Saiba em tempo real onde está sua equipe externa

Um dos principais pontos da gestão de uma equipe de campo é saber a localização em tempo real deles. O principal motivo é evitar que as pessoas executem atividades paralelas em horário de trabalho. Infelizmente o percentual de colaboradores que adotam essa prática ainda é muito alta no Brasil e isso é prejudicial aos resultados da empresa.

A grande problema é que os colaboradores detestam ser monitorados e muitas das vezes alegam a falta de “confiança” da empresa em seu trabalho. No entanto um bom profissional que quer se destacar sabe que isso não é um problema e rende ainda mais.

Outro fator muito importante é a distribuição de atividades. Sabendo onde está cada membro da equipe você consegue sempre direcionar as novas tarefas para quem está mais perto, dando dinamicidade para o trabalho, rapidez para o cliente e economia para a empresa.

Controle de equipe de campo?

Lembre-se que o rastreio de colaboradores não pode ser feito sem estabelecer certas regras. Elas garantem a privacidade do funcionário e evitam que a empresa tome processos trabalhistas.

 – Não se pode rastrear apenas uma “parte” da equipe

É bastante comum que a empresa queira rastrear apenas os funcionários mais problemáticos. No entanto isso é proibido. Para a lei você deve rastrear todos de uma mesma equipe. É tudo ou nada.

 – Se o rastreio for via aplicativo, forneça o smartphone ou pacote de dados para o colaborador

Se você instalar um aplicativo como o Auvo no celular do colaborador, certifique-se de fornecer o celular ou um pacote de dados. Lembre-se que para usar o smartphone do funcionário você precisa fazer um contrato de aluguel do telefone.

– Você só pode rastrear colaboradores CLT

Se você tem uma equipe terceirizada, nem pensar em rastrea-los.

– Os colaboradores precisam estar cientes de que estão sendo rastreados

Você não pode monitorar a localização da equipe de forma escondida.

– Somente em horário de trabalho

Não pense em rastrear sua equipe fora do horário de trabalho.

3. Estabeleça uma cultura de meritocracia em sua equipe

Hoje todo mundo quer aplicar a cultura de meritocracia em sua equipe, só que os gestores têm muitas dificuldades em entender e estruturar um processo que motive a equipe. Basicamente a empresa premiará os colaboradores externos que obtiverem mais resultados. Mas como estruturar um programa efetivo sobre isso?

https://www.youtube.com/watch?v=kyUBOBpudd0&t=4sDe forma bem compacta você pode fazer isso de 2 maneiras:

A) Resultados referentes aos indicadores de desempenho

Depois de ter definido os principais indicadores de desempenho, defina premiações por bons resultados alcançados. Lembre-se, premiações em dinheiro são importantes, mas foque em oferecer lembranças que valorize seu colaborador (e economize). Parabenização em público, lembranças e agradecimentos funcionam muito bem.

Isso vai mostrar que a empresa valoriza os colaboradores com melhores resultados e mais comprometidos com o projeto.

B) Comunique com sua equipe de forma clara e objetiva

É comum que as equipes de campo tenham uma comunicação com ruídos. Pelo fato deles ficarem a maior parte do tempo visitando clientes a empresa dedica pouco tempo a eles. Por isso é muito importante que você estabeleça canais de comunicação regulares com os colaboradores. Reuniões de acompanhamento de resultados e discussões sobre os indicadores de performance devem fazer parte do dia a dia da gestão.

Outro ponto muito importante é fazer uma avaliação de desempenho. Isso vai mostrar para o colaborador os pontos fortes e os pontos fracos para melhoria. Você pode baixar o nosso modelo de avaliação de desempenho clicando aqui.

E trabalhe como um líder, isso vai fazer sua equipe confiar em você e trabalhar com muito mais motivação. Se você tem dúvidas sobre como melhorar como gestor nós preparamos um material com 18 atitudes de pessoas que não são bons líderes. Acesse aqui.

4. Otimize a rota da sua equipe

Um dos maiores vilões na hora de aumentar a produtividade da equipe externa é lidar com o trânsito. Ele faz com que seu colaborador fique mais tempo na rua do que em clientes. Uma boa maneira de resolver isso é roteirizar as atividades da equipe por região. Você pode usar um software para fazer isso ou via planilha de Excel, mas não deixe que sua equipe trabalhe sem orientação e fique dando voltas na cidade. Além do custo ficar alto a produtividade e a motivação da equipe vai lá no chão.

A melhor maneira de otimizar a rota da equipe é com um roteirizador automático, que pega as visitas e calcula a melhor rota entre elas levando em conta o horário, o grau de prioridade e o trânsito. Isso faz com que seu colaborador consiga fazer muito mais visitas por dia e aumente a rentabilidade do negócio.

5. Não descuide do custo

Uma equipe externa é muito mais cara do que uma equipe interna, já que existem custos com viagens, combustível, pedágios e outros. Isso faz com que a rentabilidade do seu negócio possa ficar ameaçada caso você descuide dos custos. Algumas estratégias são importantes para não ficar no vermelho com a equipe:

  • Controle da rota feita por cada funcionário;
  • Acompanhar as atividades desenvolvidas;
  • Tenha planejamentos diários, semanais e mensais;
  • Tenha maior controle dos gastos da equipe.

Esses são cinco pontos estratégicos para você obter uma boa gestão da sua equipe externa. Claro, não basta apenas isso para  ter sucesso, mas seguindo essas dicas você já terá um tremendo avanço em direção ao crescimento da sua empresa.

Fique atento, logo a Auvo estará lançando novos posts!

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

As vantagens e dicas para oferecer um atendimento de qualidade para seus clientes

As vantagens e dicas para oferecer um atendimento de qualidade para seus clientes

Algumas fatores costumam fazer a diferença na hora da decisão de compra e o atendimento de qualidade é uma delas.

Com um mercado cada vez mais disputado e cheio de novas opções fica difícil conquistar e fidelizar os clientes.

Um bom acompanhamento do cliente pode deixá-lo muito mais confortável e confiante na hora de fazer a compra.

Agora temos uma pergunta para fazer: a sua empresa tem oferecido um atendimento de qualidade aos seus clientes?

Essa é uma pergunta difícil, mas você deve questioná-la sempre que puder!

Mude as táticas e, se precisar, mude a equipe para conseguir oferecer apoio e ajuda para quem quer comprar de você.

Como queremos sempre ajudar você a administrar da melhor forma a empresa em que trabalha, vamos falar sobre algumas vantagens de ter um atendimento de qualidade e daremos algumas dicas de como fazer isso na prática.

Vantagens do atendimento de qualidade

1. Fidelização e retenção de clientes

O cliente que é bem atendido se sente muito mais à vontade para voltar a comprar da sua empresa. Quando você atende bem, mostra que se preocupa com as vontades e com os problemas de seus clientes.

Esse bom atendimento não deve acontecer somente no momento da compra, mas também na pré-venda e no pós-venda.

Se for preciso ofereça treinamentos de gestão de pessoas para os seus colaboradores e cobre dos gestores a melhoria de seus comandados.

2. Aumento da credibilidade e da confiança

Empresas que oferecem atendimentos de qualidade ao cliente acabam ganhando credibilidade no mercado.

Isso acontece porque pessoas que são bem atendidas fazem questão de divulgar para outras pessoas e acaba gerando uma rede de confiança entre a empresa e seu público-alvo.

Empresas que vendem pela internet precisam se preocupar mais ainda, pois sites como o reclameaqui.com.br dá espaço e voz para as pessoas analisarem os atendimentos realizados por diversos tipos de empresas.

3. Aumento do Ticket Médio e do Valor do Tempo de Vida do Cliente

Clientes bem atendidos tendem a se fidelizar com o passar do tempo. E quando eles fidelizam, normalmente, começam a confiar mais na empresa e compram mais e com mais frequência.

Aumentando o número de vendas frequentes você consegue aumentar o ticket médio da sua empresa e melhora os resultados.

Pessoas bem atendidas costumam fazer recomendaçãoes da sua empresa. Dessa maneira, aumentam o valor do tempo de vida do cliente para a empresa, trazendo um retorno financeiro maior e melhor.

4. Redução do Custo de Aquisição de Novos Clientes (CAC)

Se sua empresa tem clientes fidelizados, engajados e que fazem compras constantemente, você pode reduzir bastante o investimento em marketing para buscar novos clientes.

Fidelizar novos clientes acaba saindo muito mais caro e sendo muito mais difícil do que manter os que você já tem satisfeitos. É claro que você deve continuar procurando novos clientes e novas vendas, mas pode fazer isso de uma maneira mais moderada.

Dicas de como fazer um bom atendimento

#1 Poucos contatos, mas com qualidade

Faça poucos contatos, mas tente sempre resolver a venda, ou a resolução dos problemas, na primeira ligação ou na primeira visita.

Nossas vidas estão muito corridas e qualquer tempo perdido pode ser a causa de algum tipo de prejuízo.

Para que seus colaboradores consigam atingir esse nível de qualidade é preciso que treinem bastante e que façam workshops e cursos oferecidos pela própria empresa em que trabalham.

Invista na qualidade de seu atendimento e terá profissionais muito mais habilitados para fechar novas vendas em muito menos tempo.

#2 Diferencie o atendimento com novas técnicas:

Falar as mesmas frases padrões de vendas ou colocar aquelas músicas clássicas e deixar seu cliente esperando no telefone já deviam fazer parte do passado.

Algumas empresas ainda insistem em fazer isso e não conseguem ver que estão perdendo cada vez mais clientes.

Faça diferente, tente parecer o mais natural possível quando for fazer uma ligação ou quando for visitar o cliente.

Não decore um texto e repita para todos, em todas as ligações. Cada cliente deve ter um atendimento persinalizado. Dessa forma, eles se sentem mais próximos da sua empresa.

Além disso, é importante entender as dores dos seus clientes e descubrir o que pode fazer para resolver.

Procure oferecer seus serviços como se você mesmo fosse o cliente, pense sempre em como gostaria de ser atendido quando estivesse interessado em fechar uma compra.

#3 Crie cheklists e questionários de atendimento:

Para ajudar o seu colaborador a fazer um atendimento de qualidade basta criar um questionário para ele usar durante a ligação ou visita.

Dessa maneira, ele não vai esquecer de perguntar nada e terá informações válidas sobre quem anda comprando de você.

Crie checklists para o seu atendente marcar conforme for concluindo suas tarefas e fazer um trabalho bem feito.

#4 Conheça os diferenciais de seu produto e do concorrente também

Não basta somente sabero que o seu produto tem de diferencial da concorrência.

Você precisa saber também o que os seus concorrentes costumam apresentar como diferenciais.

Muitos clientes gostam de fazer comparações entre produtos de diferentes marcas para ver qual tem o melhor custo-benefício.

Tenha na ponta da língua o que faz do seu produto algo único no mercado e reforce esse argumento com dados e cases de sucesso de cliente que compraram o seu produto e conseguiram ficar satisfeitos com eles. Mostre que o investimento em sua empresa não será em vão.

#5 Pesquise e identifique objeções dos clientes

Faça uma pesquisa em sites como o Reclame Aqui para descobrir quais são as reclamações que o seu cliente têm feito em relação ao tipo de produto ou serviço que você vende.

Qual a vantagem que terá com isso? Você saberá de antemão o que não deve fazer e o que pode incluir como diferenciais em seus produtos.

Caso as suas mercadorias estejam enfrentando problemas parecidos com os que os clientes têm reclamado, faça as alterações de forma antecipada.

Assim você ganha tempo e economiza dinheiro com trocas e defeitos de produtos.

Saber o comportamento de seu cliente te dá vantagens inimagináveis, não perca essa oportunidade!

O que podemos afirmar é que fazer um atendimento de qualidade vai depender muito do seu ramo de trabalho, do seu tipo de cliente e da capacidade de seus colaboradores.

Com as dicas que te dei, você pode fazer o atendimento da melhor forma.

Tente sempre melhorar o atendimento de suas equipes e com certeza terá clientes muito mais satisfeitos.

Se não conseguiu ler todo o conteúdo, faça o download da nossa versão em PDF, para ler mais tarde.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

6 Dicas de liderança para fazer uma ótima gestão de equipes externas

6 Dicas de liderança para fazer uma ótima gestão de equipes externas

Uma grande parte do sucesso da gestão de pessoas se deve a capacidade dos gestores de liderar. E realmente essa é uma tarefa bem difícil e requer muita força de vontade para aprender e muita paciência para lidar com diferentes tipos de pessoas e dificuldades que surgem com o tempo.

Como ser um bom líder? Um dos pontos fortes dessa função é conseguir passar de forma bem assertiva as funções para os seus subordinados. Ele precisa entender os pontos fortes de cada colaborador para definir quem deve fazer cada tarefa e em quanto tempo ela deve ser entregue.

Essa dica também vale para a gestão de equipes externas e é muito importante que acompanhe esses colaboradores bem de perto, muito porque eles passam muito tempo na rua e o tempo acaba sendo bem preciosos para esses colaboradores.

O líder normalmente é aquele profissional que já ocupou vários cargos na empresa e conhece a fundo todos os procedimentos realizados na mesma. Normalmente esse profissional acaba puxando as responsabilidades para si e não tem medo de arriscar e nem de errar. Ele é muitas vezes uma pessoa de confiança dos donos das empresas.

Para reforçar a importância dos líderes na empresa iremos publicar dados de algumas pesquisas realizadas recentemente.

Pesquisa da Delloite:

Foi feita a seguinte pergunta aos colaboradores: “Quais são os fatores mais críticos para o sucesso da empresa? (Foi permitido responder apontando mais de uma alternativa). E o resultado foi o seguinte: 76% acreditam que era o desenvolvimento de lideranças; 72% acreditam que é o gerenciamento de talentos e 72% acreditam que é a criação de uma cultura que visa a alta performance.

Pesquisa da KPMG:

Nessa outra empresa alguns outros dados surgiram. Não fica claro quais foram as perguntas feitas aos colaboradores, mas conseguimos descobrir que 91% dos funcionários acreditam que os líderes não atuam o tempo todo usando os valores e a visão da empresa para realizar o seu trabalho. E uma outra coisa mais grave ainda foi descoberta: 70% acreditam que poucos líderes são vistos como justos e inspiradores para os seus colaboradores.

Pesquisa Pricewaterhouse Coopers

Essa pesquisa analisou quais seriam as competências mais importantes que um executivo deve exercer:

88% devem ter flexibilidade para aplicar mudanças

88% devem liderar e ajudar no desenvolvimento de pessoas

87% devem ter espírito colaborativo e ajudar seus subordinados

85% devem ter criatividade e inovação para aplicação de novos métodos

85% devem antecipar e administrar riscos e erros cometidos pelas equipes

Cada empresa tem uma realidade diferente e o papel de líder também vai variar bastante de um lugar para outro. Mas existem alguns pontos que devem ser analisados e se possível seguidos à risca. O que vamos falar aqui não é a verdade absoluta, mas sim um pequeno guia de quais atitudes um líder de verdade deve ter.

1 – Esteja antenado com as mudanças constantes no mercado:

Pesquise bastante para descobrir o que há de novo, o que você pode fazer de diferente para melhorar os resultados da sua empresa e o rendimento de seus colaboradores. Pesquise principalmente os concorrentes porque eles querem atingir o mesmo público que vocês e podem ter saído na frente na descoberta de um novo diferencial.

Repasse essas novidades para as suas equipes externas o mais rápido possível, para que eles possam ir se familiarizando e se for preciso até passar por novos treinamentos.

2 – Não deixe para fazer planos em cima da hora

Um líder despreparado provavelmente vai resultar em uma equipe também sem preparo. Planos devem ser feitos em conjunto e envolver tanto o gestor quanto os colaboradores. E planejamento é feito exatamente para que nada seja feito em cima da hora na correria.

Realizar tarefas com pressa costuma resultar em nervosismo e fracasso. Como líder você deve definir quais serão suas tarefas e as de seus comandado e em quanto tempo elas devem ser cumpridas.

3 – Conseguir colocar os colaboradores para executarem seus planos:

Um dos quesitos para uma boa liderança é conseguir fazer com que seus comandados te obedeçam e façam exatamente aquilo que precisam. Para isso acontecer você precisa ganhar a confiança deles e mostrar que está disposto a ajudar também.

Fazer a gestão de equipes externas é um pouco mais complicado por conta da dificuldade de controlar essas pessoas por estarem na maior parte do tempo trabalhando na rua. Há uma solução para ajudar nesse controle que é investir em softwares de gerenciamento com controle de informações dos colaboradores em tempo real. Você terá bem mais controle de seus colaboradores.

4 – Criar estímulos e incentivos para o trabalho ser feito em equipe:

Conseguir juntar pessoas de vários tipos diferentes em uma única equipe é algo bem difícil de fazer. E fazer com que elas trabalhem com um time é ainda mais complicado. Então invista em novas formas de atraí-los e fazer com que trabalhem em conjunto.

Aposte em incentivos e premiações por equipes para deixá-los mais animados e com o compromisso de bater tanto as metas pessoais quanto as coletivas. Estimular seus colaboradores a crescer é somente um dos papéis de um bom líder de equipes.

5 – Buscar treinamentos e especializações para os colaboradores

Essa é uma das dicas de liderança mais eficazes que têm. Poucas empresas prezam pela busca de conhecimento de seus colaboradores e os apoiam investindo em cursos e treinamentos. Investir na especialização de seus colaboradores é apostar no sucesso e no crescimento das vendas, porque profissionais mais preparados terão mais chance de fechar novos negócios.

É importante lembrar que novas tecnologias e técnicas de vendas e atendimento surgem todos os dias e é preciso estar sempre antenado e atualizado para não perder espaço no mercado em que atua. Seja um líder de equipes mais atuante e mostre que se preocupa com seus comandados.

6 – Avaliar esporadicamente os colaboradores (medir a qualidade do serviço prestado)

Ser um líder de equipes externas requer jogo de cintura e paciência. Cada grupo de colaboradores se comporta e executa suas tarefas de um jeito diferente. E há um jeito de medir quais dessas atitudes têm dado mais resultado para a empresa. Você precisa avaliar de forma individual e coletiva também.

Coloque em uma tabela alguns dados como: duração dos atendimentos, número de reclamações dos clientes, número de negócios fechados e custo operacional (gasolina, alimentação, manutenção) de cada equipe.

Faça os cálculos que precisar e meça quais equipes têm rendido mais e qual está começando a dar prejuízo. Junte os colaboradores desta última equipe e comece a cobrar melhorias. Se no próximo mês esse rendimento não melhorar comece a procurar por novos colaboradores para compor um novo time.

Já com as equipes de resultados positivos e crescentes a atitude deve ser diferente. Para eles é interessante elogiar e promover premiações para os colaboradores com melhor rendimento e para a melhor equipe.

Agora você já começou a entender como ser um bom líder. A tarefa de assumir esse papel é realmente difícil, mas com bastante força de vontade e insistência você vai conseguir controlar e fazer um gerenciamento de equipes com foco em gerar resultados positivos para a empresa em que trabalha.

Aproveite para fazer o download do nosso Ebook: “Seja um expert em equipes externas” para melhorar ainda mais a sua gestão. É só clicar no link abaixo e fazer o seu cadastro.

Se não conseguiu ler todo o conteúdo, faça o download da versão em PDF, para ler mais tarde.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

Como melhorar sua produtividade durante seu dia a dia

Como melhorar sua produtividade durante seu dia a dia

 

Uma questão que sempre gira em torno de qualquer empreendimento, seja por parte de colaboradores ou de donos do próprio negócio é de “como melhorar a produtividade” da sua empresa, visando cumprir o prazo e obtendo um produto/serviço com qualidade.

Existem várias maneiras de alcançar essa produtividade ideal através de métodos e ferramentas que hoje nos são disponível.

Dessa maneira, citamos 06 sugestões que podem ser levadas em consideração para que esse melhoramento na produtividade aconteça.

1. Esquematize suas tarefas

Organização é o princípio de tudo e, por isso, é essencial que você esquematize, sejam numa planilha, algum aplicativo de smartphone, num papel ou qualquer outro lugar que você tenha acesso frequente, todas as suas tarefas e, ainda, em níveis de prioridade.

Assim você terá noção do que merece mais atenção e deve ser feito de imediato, acabando assim com a perda de tempo que muitas vezes geramos por darmos atenção a trabalhos secundários.

Além disso, a dor de cabeça que causamos com preocupações sobre, por exemplo, como vamos resolver essa ou aquela outra função.

2. Internet e redes sociais

Atualmente, é muito difícil encontrar uma pessoa que não passa o dia conectada à internet, seja para trabalho, para lazer ou apenas para se manter conectado à rede.

Mas isso pode causar sérios problemas profissionais de desempenho e gerar problemas estruturais em todo o setor ou até mesmo na empresa em geral.

Policiar o tempo em que se usa a internet a fim de lazer é necessário para melhorar a produtividade.

Algumas vezes é até melhor que desabilite notificações de aplicativos de smartphones ou das redes sociais, especialmente em um projeto que demanda muita concentração e dedicação.

Sugerimos que um tempo seja estipulado por você mesmo para gastar com a internet e redes sociais como lazer. E que esse tempo não atrapalhe os seus projetos, deixando-os de serem realizados.

Não se esqueça: a pressa é inimiga da perfeição. Não deixe que isso tome seu tempo a ponto de tomá-lo quase que por inteiro.

3. Trabalho vs Descanso

Recomenda-se uma média de 15 minutos para cada hora de trabalho ou de 20 minutos a cada hora e meia de serviço.

Então, se você pensa que profissional aplicado ou com alto índice de produtividade é aquele que não faz pausa para nada e ainda leva serviço para casa, está enganado.

Isso abaixa a produtividade da pessoa, traz quedas nos números da empresa (até mesmo coisas piores) ou, o mais importante, pode arrecadar um sério problema de saúde (e você não quer isso).

Faça intervalos, não seja severo com você pensando que terá bons resultados, isso é bobagem. Descanse, elimine o stress e alivie a mente, isso te proporcionará uma cabeça mais leve e uma melhor disposição para melhorar a produtividade no trabalho.

4. Não se cobre demais para melhorar a produtividade

Muitas pessoas buscam o perfeccionismo como resultado final de trabalho e, com isso, acabam tornando isso algo constante e problemático. Afinal, valorizar o inalcançável e, muitas vezes, é motivo de abandono serviços por não considerá-los bons o suficiente.

O problema não está só ai. Quando se cobra muito, você acaba descartando seus próprios materiais apenas porque eles não ficaram como você esperava.

E é ai que você percebe que depois de muitas frustrações etentativas (em vão), que perdeu um tempo enorme (primeiro pelo perfeccionismo, depois pelo descarte) em que poderia ter produzido não só esse determinado material como também outros que viriam a seguir.

Busque a qualidade como algo positivo, saudável e não uma característica que lhe trará problemas. Seu perfeccionismo deve agregar, e não te tornar alguém que fique buscando erros e problemas dentro do seu próprio trabalho.

calculadora de produtividade de equipe externa

5. Faça atividades físicas constantes antes do trabalho

Produtividade não é decorrente apenas do que se faz dentro do trabalho. Fatores externos estão altamente ligados aos resultados obtidos num serviço e de como isso pode influenciar no seu desempenho profissional.

Estudos realizados dizem que atividades matinais feitas antes do trabalho, acompanhadas de uma boa noite de sono (de no mínimo 8 horas bem dormidas) baixará a pressão arterial e, com isso, resultando no aumento da produtividade no trabalho.

É claro que nem todas as pessoas têm esse tempo matinal para as atividades físicas e, por isso, sugerimos que a atividade física faça parte da sua rotina independente do horário.

6. Boa Alimentação

A sua alimentação é reflete diretamente na sua produtividade, ela influencia no seu desempenho diário.

Então se você tem uma alimentação pesada, muito calórica e pouco nutritiva, você terá uma digestão mais lenta e, com isso, passará um bom período sonolento, pois o seu corpo precisa gastas as energias processando toda essa comida.

Comer, então, pensando no desempenho a ser realizado profissionalmente também é importante.

Junte todas essas necessidades e elabore uma dieta que lhe seja agradável e acessível, isso lhe trará melhores resultados profissionais e pessoais. Se necessário, busque um nutricionista.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

04 problemas encontrados na gestão de equipes externas

04 problemas encontrados na gestão de equipes externas

 

É comum encontrarmos problemas na gestão de equipes diariamente.

Não é possível determinar todos pois, além dos problemas generalizados, toda empresa acaba tendo seus problemas particulares.

Citamos quatro exemplos de grande escala que podem ser encontrados em muitas empresas e, além disso, dicas de como resolver tais problemas.

Cronograma incoerente

Por questão de descaso, o cronograma de uma equipe externa muitas vezes deixa a desejar.

Não por falta de tempo para isso (apenas), mas por simplesmente não o levarem a sério.

A preocupação no retorno e nos números são tão grandes, que muitas vezes as equipes externas são mandadas para cumprir tarefas de maneira aleatória com o objetivo apenas de que tudo seja cumprido.

Pode não parecer importante, mas um cronograma bem planejado e de forma antecipada acarretará não só uma lista de tarefa organizacional exemplar como também trará vantagens nos outros pontos citados aqui no artigo, como ganhar tempo e aumentar a produtividade.

A recomendação é que o gestor esteja sempre um passo a frente dos seus serviços, com cronogramas adiantados e que trarão tais benefícios.

Baixa produtividade

Esse fator, na maioria dos casos, é decorrente de todos os outros pontos também citados no artigo, fora os muitos outros que existem e que não foram ditos.

A falha na comunicação, a falta de foco no serviço (tanto por parte dos gestores quanto dos colaboradores), o sistema organizacional despreparado e uma roteirização que deixa a desejar, têm como conseqüência a baixa produtividade ou coisas piores.

Então, para melhorar esse aspecto da gestão de equipes externas, o ideal não é focar nisso, mas sim nos outros pontos que estão deixando a desejar para o melhor desempenho das tarefas e da empresa em geral.

Roteirização mal planejada

Muitas vezes a roteirização acaba sendo mal planejada não somente por conta do gestor ou dos colaboradores, mas fatores externos fazem grande diferença hoje em dia.

O maior exemplo disso é o trânsito. O maior desafio de um colaborador para a entrega de uma tarefa no tempo programado de acordo com o cronograma é a rua.

Por muitos fatores, as ruas têm se tornado pequenos labirintos onde carros, motos e pessoas se amontoam para seguir seu destino e, a cada dia que passa, mais pessoas, carro e motos têm aparecido.

Outro problema é também a falta de reconhecimento de determinado endereço, pode ser que o colaborador não conheça determinada região e, somado ao trânsito, tudo se torna um pesadelo.

O ideal é que os gestores utilizem de quaisquer ferramentas que possam disponibilizar um melhor desempenho tanto no trânsito quanto no reconhecimento de mapas.

Hoje existem diversas ferramentas virtuais, por exemplo, que facilitam e dão suporte para tal problema.

Trabalho sem foco

Um grande desafio para os gestores é a dificuldade em controlar seus colaboradores. Não apenas no sentido de comunicação, mas sim de ter o conhecimento do que realmente está sendo feito.

Por exemplo, você sabe se ele desviou de ser serviço para fazer outras atividades, até mesmo particulares? Ou melhor: eles te informam sobre mudanças de roteiros antes de cumprirem suas tarefas exigidas por você?

Esse é um grande problema enfrentado por muitos gestores de equipes externa.

A melhor alternativa é monitorá-los de longa distância. E a melhor ferramenta são os aplicativos criados hoje através de smartphones.

Neles, o gestor saberá exatamente em tempo real onde os colaboradores estão localizados e se estão seguindo a roteirização ideal.

Além disso, esses aplicativos têm ferramentas que ajudaram também na melhor roteirização caso sejam compatíveis com GPS, que indicaram as melhores vias a serem transitadas.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.