Arquivos gestão de vendas - Auvo - Plataforma de Gestão de Equipes Externas
Como ser um supervisor de vendas externas de sucesso?

Como ser um supervisor de vendas externas de sucesso?

Se você conseguiu chegar ao cargo de supervisor de vendas externas, saiba que a sua capacidade de enxergar oportunidades, ser produtivo e de ajudar os clientes, foi essencial para que isso acontecesse.

Mas não é apenas isso que mantém um bom supervisor de vendas externas à frente da equipe, tampouco o que faz de você um supervisor de sucessos.

Independente se você é um vendedor recém promovido a supervisor de vendas externas, ou se você já é um supervisor de vendas e quer saber como melhorar a sua atuação, esse artigo é para você.

Pensando nisso, depois de muita pesquisa, separei as melhores dicas para que você se torne um supervisor de vendas externas de sucesso. Vamos lá?

O que realmente faz um supervisor de vendas externas ter sucesso?

O seu papel, a partir de agora, é a liderança. E a sua principal missão é saber lidar com o seu time para administrá-lo da melhor forma possível.

Isso mesmo, você deve oferecer aos seus colaboradores as melhores condições de trabalho para que eles consigam alcançar as metas.

Trabalhar para que a produtividade aumente e para que os custos diminuam não é uma tarefa fácil. Mas também não é impossível.

Quanto mais você der o seu melhor e se concentrar apenas em ajudar a sua equipe, mais fácil essa tarefa ficará e melhor será o seu resultado.

Além disso, é muito importante lembrar que o seu time possui uma meta a ser alcançada e é a sua gestão que vai ajudar para que isso aconteça.

Ufa, é muita coisa não é? Por isso, estou aqui para te ajudar.

O que fazer para que isso aconteça

Vamos agora as dicas para ajudar a sua equipe de vendas externas a bater as metas e para que você seja um supervisor de vendas externas de sucesso.

1- Foque em ser um líder

Mais do que ser apenas um supervisor de vendas externas, foque em ser um líder de sucesso!

Isso significa: identificar os pontos fortes para investir neles, e os fracos também, para mudá-los. Seja da sua equipe ou de cada colaborador específico.

Você precisa ser um líder estratégico e se esforçar para entender a sua equipe como um todo e assim poder investir em mudanças.

Além do mais, é extremamente necessário entender que ter um papel de gestão de equipes não significa que você deve liderar a sua equipe como gostaria de ser liderado.

A realidade está muito longe disso.

Grandes supervisores de vendas externas sabem que cada pessoa da equipe é diferente e, portanto, a liderança acontece de acordo com as necessidades e com o potencial de cada um.

Obs: Quando se tratar da equipe, a liderança deve ser feita em comum com todos os colaboradores. Evitando, assim, algum desentendimento.

2- Saiba, antes de tudo, ouvir

Uma das grandes características de um supervisor de vendas externas de sucesso, é saber ouvir os seus colaboradores.

Mantenha sempre uma boa comunicação com a sua equipe e dê apoio sempre que eles tiverem uma dúvida ou uma sugestão.

Ser um supervisor de vendas externas de sucessos está bem além de apenas gerir. Se trata de ser uma pessoa com quem todos possam confiar.

É sempre bom lembrar que ninguém chega ao topo sozinho. No início da sua carreira, certamente você teve alguém para ajudar e ouvir você.

Não seja diferente agora que é você quem está nessa posição! 🙂

Plano de Aquisição de Clientes

3- Se baseie sempre em processos

Quanto mais objetivo você for, melhor será a capacidade de realizar bem a sua gestão.

Por isso, tenha sempre um processo de vendas bem estruturado. Isso ajuda a sua equipe saber o que deve ser feito e te ajuda a analisar os dados obtidos.

Distribua as atividades de acordo com cada colaborador ou equipe. E para que isso aconteça, separe as características dos vendedores no que faz deles grandes, médios e fracos profissionais.

Em seguida, você consegue montar as atividades certas para cada um e definir as metas a serem batidas.

E, como você já deve saber, quando se fala em vendas, também se fala em processos como base.

Você não conseguirá ser um supervisor de vendas externas de sucesso se não entender como o processo funciona e o que cada vendedor precisa fazer para melhorar o seu desempenho.

4- Inspire a sua equipe

É justamente esse tipo de líder que a sua equipe de vendas externas precisa. Alguém que ouça, ajude e inspire, todos os dias, a bater as metas e chegar aos resultados esperados.

A maioria dos supervisores de vendas externas são selecionados para esse cargo por serem altamente produtivos e rentáveis, no caso de terem sido vendedores antes.

E essa é uma das maneiras de moldar a equipe de vendas externas à imagem de um ótimo vendedor e transformá-los em ótimos vendedores também.

Lembre-se que, mesmo que você seja um supervisor, buscar conhecimento, orientação e treinamentos é de extrema importância.

Quanto mais conhecimento você tiver, mais pode oferecer a sua equipe. Além de contribuir para a melhoria dos processos.

5- Um supervisor de sucesso, possui uma equipe de sucesso

Quando você possui uma equipe de sucesso, a sua supervisão fica mais fácil e você tem mais possibilidades em obter sucesso no que faz.

Por isso, separei algumas dicas preciosas para você, vamos lá?

–  Monte uma equipe com pessoas que possuem experiências diferentes, mas objetivos iguais. Assim, cada colaborador contribui para algo diferente, com o objetivo final de efetuar a venda e bater as metas;

– Desenvolva um processo de vendas eficaz que atenda as expectativas da sua equipe e forneça dados para que decisões precisas sejam tomadas;

– Dê a sua equipe as ferramentas necessárias e adequadas para ajudar os seus clientes na tomada de decisões, como por exemplo, tecnologias que permitam aumentar a produtividade da sua equipe e diminuir os custos da empresa;

– Sempre que possível, invista em treinamentos que irão agregar conhecimento a mais para a sua equipe;

– Planeje com antecedência as atividades da sua equipe e certifique-se que sejam cumpridas no prazo.

E, por fim, entenda que um supervisor de vendas forte sempre busca uma equipe forte para encarar os desafios de vendas que vêm pela frente.

6- Aplique o que você aprendeu

Agora que você já sabe como ser um supervisor de vendas externas de sucesso, basta colocar tudo o que você aprendeu em prática.

Afinal, você tem a oportunidade de transformar a sua equipe em profissionais melhores, contribuindo para o alcance de metas e melhora nos resultados.

Assim nascem líderes de sucesso! 🙂

Agora que você já sabe como ser um supervisor de vendas externas de sucesso, o que acha de deixar algumas sugestões de conteúdo que você gostaria de ver aqui no blog?

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Cliente Insatisfeito: Como reverter isso e aumentar a fidelização

Cliente Insatisfeito: Como reverter isso e aumentar a fidelização

No artigo de hoje eu vou começar com uma pergunta direta… Você sabe o que realmente deixa um cliente insatisfeito? Com toda certeza você já deve ter se perguntado como está a reputação da sua empresa em relação ao serviço prestado. Ou não?

Você verá nesse post:

  • Os clientes insatisfeitos sempre tem reclamações. Esteja ciente delas!
  • Antes que a insatisfação aconteça…
  • Faça o seu cliente se sentir ouvido
  • Fidelização = Serviço de qualidade = Indicações 
  • Resolva o problema de forma rápida e indolor.
  • Aproveite as críticas para evoluir!

Pois bem, não existe algo que afete mais a reputação do que a insatisfação de um cliente e você deve saber disso!

A qualidade do serviço que é oferecido ao seu cliente sempre foi uma parte muito importante para a fidelização da empresa.

Ao invés de esperar que não existam reclamações você deve, como um bom gestor, aceitar que elas sempre irão existir. Porém, para que ela não te prejudique é preciso promover melhorias para reverter a insatisfação do seu cliente.

Devido a internet está cada dia mais fácil para os clientes prestarem a sua satisfação (ou pior, a sua insatisfação) para com a empresa, por meio de canais e redes de comunicação, como o reclame aqui.

Você já olhou se a sua empresa está no reclame aqui?

Justamente por isso que o gestor precisa cada vez mais de ferramentas que o ajudem a acompanhar os serviços prestados pela equipe, mesmo que ele não possa ir em todos os clientes.

E quando o atendimento já foi concluído e o seu cliente está insatisfeito com alguma coisa? Já pensou em alguma estratégia para prevenir ou reverter esse tipo de situação?

O cliente insatisfeito sempre tem reclamações. Esteja ciente delas!

 

É muito importante estar atento a todas as reclamações, afinal, muitas críticas podem ser construtivas e você só conseguirá diminuir os clientes insatisfeitos, se achar soluções para esses problemas (críticas).

Aqui vão dicas importantes:

#1 Ouça o seu cliente

A primeira coisa que você faz quando há um problema a ser resolvido é ouvir e entender o que está acontecendo a partir de outra perspectiva, não é mesmo?

Aqui não vai ser diferente, ouça as críticas e tente entender o ponto de vista do seu cliente.

PS: Lembre-se, sempre, de ter o máximo de profissionalismo possível e não leve nada para o lado pessoal.

Em seguida, pergunte ao seu cliente o que lhe faria feliz diante dessa situação. Assim você tem a chance de de reverter a insatisfação do cliente.

#2 Dê a atenção necessária

Quando você possui um cliente insatisfeito, um ponto que pode causar irritação é tratá-lo com descaso.

Por isso, na medida do possível, dê aos seus clientes uma atenção personalizada.

Faça sua equipe mostrar, durante todo o atendimento, que se preocupa com a experiência que o cliente tem com aquele momento.

Afinal, lembre-se que um excelente serviço pode transformar clientes insatisfeitos em defensores da sua empresa e disseminadores dos seus serviços.

#3 Se desculpe

 

A partir do momento em que você passa a reconhecer a insatisfação do seu cliente, um pedido de desculpas não seria nada mau.

Por isso, peça desculpas e procure argumentar, se possível, alguma forma de mudança que ele deseja ver.

Dessa forma você mostra que, realmente, entendeu o que aconteceu, reconheceu o erro e está disposto a mudanças. E assim, consequentemente, o cliente insatisfeito se sentirá a parte mais importante do seu negócio, o que não é uma mentira.

Bom, como você deve ter percebido, reverter a insatisfação do cliente não é algo simples ou fácil, por isso vamos focar por um momento na prevenção.

Antes que a insatisfação aconteça…

Antigamente, quando alguém não era bem atendido, eles contavam para as pessoas mais próxima sobre a experiência que tiveram e tudo acabava ali.

Hoje não é mais assim, graças a internet, smartphones e redes sociais.

Agora um cliente insatisfeito pode atingir milhares de pessoas com a sua crítica, além do mais existem sites especializadas apenas em registrar as queixas dos clientes.

Por isso, certifique-se de que a sua empresa não esteja presente com reclamações. Você consegue prevenir a insatisfação do cliente antes mesmo do serviço ser finalizado, sabe como? Evitando o retrabalho. Vou te explicar como!

O retrabalho nada mais é do que refazer algum parte do serviço, ou ele todo, por conta de algum erro que poderia ter sido evitado.

Para evitá-lo, independente do segmento da sua empresa, você pode fazer coisas simples como:

  • Planejar antecipadamente tudo aquilo que ser feito e repassar isso com o seu colaborador.
  • Mantenha uma boa comunicação com toda a sua equipe, saiba das suas dificuldades e procure, sempre, manter as suas Ordens de Serviço organizadas. (Dessa forma o seu colaborador não se perde no que deve ser feito).
  • Ter um time bem capacitado para atender os seus clientes também é muito importante, por isso designe as tarefas corretas para os colaboradores corretos, e invista em treinamentos.

Faça o seu cliente se sentir ouvido

Agora imagine que o seu colaborar saiu para realizar um serviço externo e ao voltar não sabe te informar se o cliente ficou, realmente, satisfeito com o que foi feito. E agora?

Se você está se perguntando como fazer isso e entender a insatisfação do seu cliente, e assim, fidelizá-lo de vez, eu te dou uma dica: se prontifique a realizar uma pesquisa de satisfação do cliente.

É aqui que você pode utilizar a pesquisa de satisfação do cliente para medir a eficiência e a satisfação do serviço realizado. Além disso, essa pesquisa te dá métricas, a partir de números reais, sobre a satisfação do seu cliente.

PS: A pesquisa ajuda sim pequenas empresas com a fidelização e o aumento da satisfação do cliente, mas com uma demanda maior, o melhor a se fazer é utilizar dos recursos de um sistema de gestão eficiente.

Você sabia que se responder um cliente insatisfeito tentando reverter o problema a qualquer custo, possivelmente ele ficará mais chateado? Sendo assim, se a insatisfação do cliente é algo que você pode evitar, não perca tempo e comece agora mesmo!

Fidelização = Serviço de qualidade = Indicações

Apesar dos seus melhores esforços, ainda assim os erros acontecem quando se trata de clientes? Não se preocupe tanto assim, afinal até as maiores companhias sofrem com a insatisfação do cliente.

A grande diferença é que eles fidelizam os clientes e revertem essa situação. A melhor forma de fazer isso é ter uma boa qualidade na prestação de serviços da sua empresa. Vem comigo e veja algumas formas de fidelizar seu cliente insatisfeito:

Resolva o problema de forma rápida e indolor.

É uma boa opção para manter o contato com seus clientes após fechar uma venda, por exemplo, assim você encoraja eles a falarem sobre o problema ao invés de desistirem do seu produto.

Outra maneira poderosa de fidelizar os clientes é realizando revisões regulares com eles.

Dessa forma você tem a liberdade para fazer as perguntas e tem a oportunidade se certificar que o seu cliente não esteja insatisfeito com a sua empresa.

Prove o valor que o seu produto possui para o cliente, para que, ele perceba a necessidade do mesmo para a empresa.

Fazendo isso você agrega valor naquilo que oferece, o seu cliente percebe isso e a situação de insatisfação pode ser revertida.

Aproveite as críticas para evoluir!

 

Mesmo depois de concluir todas as etapas e aproveitar as dicas de fidelização do seu cliente o trabalho ainda não acabou.

Lembre-se que os clientes insatisfeitos são uma ótima forma de fornecimento de informações honestas sobre a sua empresa para você melhorar cada vez mais!

Após cada reclamação individual que você atende, as chances de reduzir os potenciais problemas aumenta. Você pode tomar alguma providência antes mesmo que o problema venha a acontecer ou piore.

Problemas comuns de clientes podem revelar onde a sua empresa precisa trabalhar para melhorar e dar um norte para que você possa continuar desenvolvendo um bom serviço.

Muito bom, não é mesmo?

Ao ouvir verdadeiramente os seus clientes insatisfeitos, você pode gerar o resultado mais agradável.

Ah,  e melhor ainda, você pode transformar uma experiência negativa em uma oportunidade de gerar mudanças e fazer a sua empresa crescer.

Agora que você já sabe como reverter a insatisfação de um cliente, aproveite as dicas e compartilhe conosco as suas impressões e experiências conosco!

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Descubra os perfis ideais para montar uma equipe externa de vendas campeã

Descubra os perfis ideais para montar uma equipe externa de vendas campeã

Montar uma equipe externa de vendas não é uma tarefa nada fácil. Encontrar pessoas que se encaixam no perfil da sua empresa e que estão dispostas a seguirem as diretrizes da empresa.

E mesmo encontrando colaboradores com qualidade você pode enfrentar problemas ao mandar essas equipes pra rua e eles não conseguirem fechar novos negócios.

Isso acontece porque nem sempre as empresas têm funções definidas para cada colaborador dessa equipe.

O que vamos propor é que você monte uma equipe externa de vendas com perfis definidos e cada um com funções específicas para ajudar a bombar as vendas e melhorar de vez os resultados da empresa.

E aí estão prontos? Então vamos lá. Confira quais os tipos de colaboradores você deve ter:

– O Caçador de Leads:

Esse colaborador sabe como caçar os contatos certos para consumirem os produtos da sua empresa.

É um profissional que tem um bom networking e que não perde tempo com contatos que não são o público-alvo exato da empresa.

Esse tipo de profissional normalmente é muito bom de conversa e está sempre buscando conhecer novas pessoas relacionadas ao mercado que ele trabalha e sabe identificar quem tem o poder de decisão nos clientes que visita e já vai em busca de um contato direto com ele.

É o colaborador que levará o lead para a sua empresa.

 

– O Qualificador de Leads:

O caçador leva os leads que ele encontra na rua de volta para a sua empresa. É para o qualificador que ele passa esses dados.

Esse segundo profissional pega esses leads e qualifica quais são possíveis fechamentos de novos negócios e quais possivelmente só gastarão o tempo da equipe e não se tornarão clientes da empresa.

Mas como ele sabe qualificar esses leads? O qualificador vai em busca de informações externas através de visitas em possíveis clientes e através de questionários e pesquisas para identificar o público-alvo ideal para a sua empresa.

 

O Fechador:

Essa é a peça-chave da equipe externa de vendas. É nele que o dono da empresa confia na hora de realmente fechar negócio e assinar os contratos.

Ele normalmente é o colaborador que mais conhece o produto que a sua empresa oferece e tem um poder de persuasão  bem maior que o deu seus colegas.

Ele está sempre em contato com o qualificador para poder analisar quais os clientes mais prováveis de fechar e quais vão demandar mais tempo e mais conversas para concluir o negócio.

Ele é o braço direito do gestor e está sempre na rua visitando os melhores prospects.

 

– O Cuidador:

Esse é o colaborador responsável por dar os feedbacks e o suporte para os novos clientes. Ele fica por conta de ouvir e solucionar os problemas que os clientes podem vir a ter com seus produtos.

Ele também é o colaborador que ajuda a solucionar as dúvidas que os clientes em negociação normalmente apresentam antes de fechar negócio.

O cuidador normalmente entende muito bem as dores dos clientes e ajuda na atualização dos produtos vendidos na empresa, inclusive pontuando o que deve ser melhorado.

– O Apoiador:

Ele normalmente não se envolve muito na parte prática das vendas. Ele fica mais no backstage e costuma criar materiais para auxiliar na venda com dados como: os diferenciais dos produtos, as qualidades e os argumentos para os vendedores tentarem fechar novos negócios.

Ele conhece muito sobre o produto e normalmente nutre os clientes de informações sobre os produtos que a sua empresa vende.

Agora que você já sabe quais os perfis que deve buscar para montar uma equipe externa de vendas ideal, é só começar a caçar os colaboradores.

Comece a fazer a diferença em suas vendas e promova um crescimento bem legal nos resultados!

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

Porque você deve se preocupar com a produtividade de sua equipe externa

Porque você deve se preocupar com a produtividade de sua equipe externa

Gestores de vendedores externos e técnicos sabem o quanto é difícil gerenciar pessoas que estão muitas vezes em outras cidades e estados.

Os desafios são grandes e a os resultados podem diminuir a qualquer eventual crise, interna ou externa.

Montar uma equipe externa em sua empresa precisa de muita atenção, primeiramente porque não é barato.

Os custos são elevados e caso o investimento não seja feito com planejamento a chance de você perder dinheiro é muito grande. Os resultados também são lentos, ou seja, o retorno sobre o investimento pode levar um longo tempo.

Outro ponto importante é que pode ser um departamento extremamente estressante para a empresa.

Afinal, é muito mais difícil inserir esse colaborador externo na cultura da empresa. Portanto se você está planejando montar uma equipe externa, leve em conta dos esses fatores, pois o gerenciamento definitivamente não é fácil.

O grande problema é que pouquíssimos gestores se atentam em medir a produtividade e focar seus esforços em aumenta-la no Brasil.

Apesar de ser um assunto que está na boca dos CEO’s e CFO’s, poucas empresas adotaram essa prática no dia a dia.

Para equipes externas então o cenário é pior. Abaixo vou listar algumas ações que você pode implantar em sua equipe externa, para medir e aumentar a produtividade.

Se você não sabe onde estão seus colaboradores, o gerenciamento fica comprometido

Se o gestor não sabe onde estão os funcionários externos, como ele pode medir a produtividade? Como ele pode evitar atrito com os colaboradores?

A confiança fica estremecida e a gestão comprometida. Por isso o primeiro passo é ter a localização da sua equipe em tempo real.

Isso evita conflitos entre gerencia e funcionários, otimiza o trabalho e organiza a equipe por áreas (se for o caso do seu negócio).

Quem executa mais atividades?

Se você não sabe quem é o colaborador que mais executa atividades com certeza os resultados estão abaixo do que podem ser.

É natural que a equipe externa seja heterogênea e possua colaboradores em níveis diferentes.

Mas se você não sabe exatamente quem são os mais produtivos (em dados estatísticos) dificilmente você irá conseguir aumentar o rendimento dos outros.

Isso se dá pelo fato de que treinar sua equipe não necessariamente tem a ver com conhecimentos unicamente técnicos.

Ou seja, meça a produtividade e veja o que pode ser feito para sua equipe se tornar homogênea e que traga muito mais resultados no médio e longo prazo.

calculadora de produtividade de equipe externa

Invista em tecnologia

Hoje a tecnologia faz parte do nosso dia a dia. Ela traz milhares de benefícios para nós, porque não utiliza-la em sua empresa? Você já parou para pensar com ela deixa sua vida pessoal mais produtiva?

Vamos utilizar um exemplo: a 20 anos atrás era muito mais difícil chegar a um endereço novo. Você tinha que pedir referências, ajuda e orientação.

Hoje basta ligar o Waze ou o Google Maps e pronto, ele te leva até a porta do local desejado. Você como um gestor empreendedor não pode deixar de usar ferramentas poderosas para a gestão da sua equipe.

Com elas você poderá medir produtividade, diminuir o tempo de decisão e ter dados eficientes sobre sua equipe.

Treine-os

A produtividade de uma equipe externa está intrinsicamente ligada ao nível de dedicação e conhecimento dos funcionários.

Por isso sempre mantenha-os atualizados sobre novidades e faça avaliações constantes de conhecimento.

Motive-os

Como já disse, colaboradores externos não ficam na empresa na maior parte do tempo, o que dificulta integra-los a cultura e motiva-los.

Por isso dedique um tempo para entender o ser humano. Você como gestor deve estar preocupado com os resultados, mas o que acontece na vida pessoal do funcionário impacta diretamente sua produtividade.

Neste vídeo falamos um pouco sobre como você pode não perder bons colaboradores.

A produtividade de sua equipe externa é essencial para a o sucesso de sua empresa. E o Auvo pode ser essencial nesse processo.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

Como reduzir o estresse de sua equipe externa

Como reduzir o estresse de sua equipe externa

 

A produtividade das equipes tem subido exponencialmente nos últimos anos graças a novas técnicas de gestão e a tecnologia. Porém, tem crescido também o estresse da equipe.

Contudo trabalhar na rua visitando clientes, dando manutenção em equipamentos ou até mesmo entregando mercadorias não é um trabalho fácil.

A pressão por resultados é alta e o ritmo de trabalho muito estressante. Por isso vale a pena você investir em técnicas para deixar sua equipe mais à vontade com o trabalho e consequentemente aumentar ainda mais a produtividade.

Abaixo nós da Auvo vamos listar 3 dicas para você reduzir a pressão sobre seu time.

1 – Reconheça o que seu time tem feito

O reconhecimento do líder sobre o trabalho realizado ou a responsabilidade assumida é algo que todos os seus colaboradores esperam.

Existem dezenas de modelos de premiação que você pode fazer com sua equipe. Nem sempre a melhor maneira é oferecer dinheiro, arrisco-me a dizer que ela não está nem entre os 10 melhores.

Mas o mais importante é você mostrar a eles que os valoriza e que todo o esforço que eles estão fazendo será bem recompensado.

Procure sempre saber como está o andamento de cada atividade, se eles precisam de algum tipo de orientação ou até mesmo de ajuda.

Isso fará com que os colaboradores confiem mais em você e te ajudem em momentos de crise. O que, consequentemente, reduz o estresse da equipe.

2 – Conheça cada membro da equipe

Muitos gestores não querem nem saber sobre a vida pessoal dos seus colaboradores, alguns argumentam que isso pode atrapalha-los na tomada de decisões.

Porém é importante levar em conta que a vida pessoal do colaborador influência diretamente em sua produtividade.

Se você quer ter uma gestão de vendas efetiva ou um controle de manutenção você precisa saber o que seu colaborador está passando.

Você não precisa ser amigo dele, mas precisa ter consciência que é seu trabalho sempre motivá-lo mesmo em momentos difíceis da vida dele.

Equipes de campo são mais complexas, mas sempre que for possível chame-o para uma conversa, para evitar o estresse da equipe.

Isso fará com que você se posicione ao lado de seu colaborador e que ganhe o respeito e a confiança dele. Você pode saber mais sobre o assunto com Robert Wong.

3 – Estabeleça canais de comunicação

Uma das grandes dificuldades dos gestores é estabelecer canais de comunicação efetivos com sua equipe externa.

A falta deles faz com que a comunicação não seja efetiva e consequentemente os resultados sejam falhos.

Defina por onde todas as metas, objetivos e feedbacks serão repassados a equipe. Isso trará mais credibilidade e consequentemente mais resultados.

Conheça o Auvo a melhor ferramenta para controle de equipes externas, com ele você consegue localizar sua equipe, organizar a agenda de cada um deles e aumentar em até 35% a produtividade. O estresse da equipe é quase nulo com um trabalho tão organizado e produtivo.

Tenha um gerenciador de tarefas para equipes externas grátis. Teste agora.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.