Arquivos redução de custos de equipes externas - Auvo - Plataforma de Gestão de Equipes Externas
Como reduzir de uma vez por todas os custos das suas equipes externas

Como reduzir de uma vez por todas os custos das suas equipes externas

 

Um dos maiores problemas enfrentados pelas equipes externas é o alto custo para mantê-las. Mas o que acontece muitas vezes é que não há planejamento na hora de gerenciar e há muitas falhas na hora de fiscalizar os gastos.

E esse é um problema recorrente em várias áreas de atuação, isso porque os gestores não conseguem controlar os gastos de seus colaboradores e muitas das vezes confiam na palavra deles.

Mas como mudar essa realidade?

A gente vai ajudar vocês a entenderem como melhorar e organizar os gastos de suas equipes externas. Confira abaixo quais são nossas dicas:

1 – Definir Metas por Regiões:

Cada região tem uma realidade diferente da outra e por isso mesmo devem ter metas diferentes.

Não adianta colocar uma meta fixa de atendimentos se cada pedaço da cidade ou do estado têm diferentes números de possíveis clientes.

As metas devem ser realistas para que cada colaborador consiga fazer seus atendimentos com tempo hábil para fechar novos negócios.

E com isso você evita um gasto excessivo em combustível e manutenção dos automóveis.

2 – Planejamento de Rotas Diárias:

Porque isso é importante? Porque se você tem metas para cada dia, você permite que os colaboradores façam as visitas certas nos lugares que podem se tornar futuros clientes e não percam tempo com visitas desnecessárias.

Com essas metas você também pode planejar os gastos dos colaboradores, pois saberá mais ou menos quantos quilômetros eles percorrerão e quanto devem gastar com alimentação e outros gastos fixos.

Assim você saberá quanto custará cada dia de trabalho de suas equipes externas. E com softwares de gestão dessas equipes, você poderá ter acesso em tempo real às rotas de cada colaborador, se eles fizeram ou não as visitas que estavam marcadas e quanto tempo duraram em cada atendimento. Muito mais controle e muito menos erros nos cálculos de custos operacionais.

3 – Reuniões periódicas entre todas as equipes:

Essa é a melhor maneira de descobrir quais são as maiores dificuldades e quais os pontos positivos que podem ser aproveitados.

Mas como assim? Diferentes equipes enfrentam diferentes problemas. Então as reuniões periódicas entre as equipes externas, pode promover uma interatividade maior e o problema de alguns podem ser solucionados com dicas de outras equipes ou com soluções que essas mesmas equipes conseguiram.

Permite que os colaboradores se ajudem e possam solucionar problemas com gastos excessivos. Até porque se a empresa está com prejuízo, os colaboradores sofrerão com isso também.

Agora se a empresa reduz seus custos e aumenta seus ganhos, os colaboradores acabam se beneficiando muito mais.

4 – Gerenciar o tempo de forma efetiva:

Esse é um dos pontos mais preciosos dessas dicas. Isso porque a maior parte das equipes externas perde muito tempo, seja no trânsito ou com visitas que não trarão novos clientes.

Então uma das melhores saídas é contar com softwares de gestão de equipes externas. Além de permitir que os gestores tenham acesso em tempo real das rotas e dos trajetos percorridos por cada colaborador, esses softwares permitem que haja um controle mais efetivo dos gastos e do custo de cada profissional para a empresa.

E o gestor consegue medir qual colaborador está sendo mais efetivo e qual é mais rentável para a empresa.

Então comecem já a acompanhar mais de perto os seus colaboradores.

Façam planejamentos diários, semanais e mensais para conseguirem ter mais controle sobre os gastos de cada colaborador e de cada equipe externa.

Façam reuniões para que todos se ajudem e tentem juntos vencer a crise e alcançar melhores resultados no ano que está por vir! Boas vendas e boa semana para todo mundo!

Se não conseguiu ler todo o conteúdo, faça o download da versão em PDF, para ler mais tarde.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.