Arquivos redução de custos - Auvo - Plataforma de Gestão de Equipes Externas
Está na hora de investir em um software de gestão de equipes externas?

Está na hora de investir em um software de gestão de equipes externas?

Um dos maiores problemas enfrentados por gestores de equipes externas é saber se é a hora ou não de investir em software de gestão de equipes externas.

Vamos tocar em um tema delicado, afinal, todos nós sabemos que falar em investimento nos dias de hoje não é um assunto fácil.

Pensando nisso, resolvi escrever esse artigo especialmente para você, gestor, que ainda está em dúvida se deve ou não investir em um software que te ajude na gestão das suas equipes externas.

Assim, criamos um pequeno guia para você conseguir, de uma vez por todas, identificar as necessidades que possui e decidir se é a hora certa de investir.

Confira abaixo a lista. Vamos lá?

#1 Como você roteiriza sua equipe externa?

Muitas empresas pecam por não criar roteiros para cada membro da equipe externa e acabam tendo um gasto muito grande com combustível e perdem chances de atender possíveis clientes.

Isso acontece na sua empresa? Se sim, esse é o primeiro motivo para investir em um software de gestão de equipes externas.

Com um roteiro bem feito e analisando os clientes de cada região, você consegue direcionar os colaboradores certos para atender cada tipo de cliente.

Com isso você ganha tempo, os colaboradores conseguem passar mais tempo em cada cliente e gastam menos combustível por estarem atendendo uma região só e não clientes espalhados por toda a cidade.

Com um roteiro em mãos e atualizações via GPS, você pode saber quando e quem o seu funcionário está atendendo.

Quando você investe em um aplicativo, como o Auvo, traçar rotas para cada colaborador e acompanhá-las fica muito mais fácil.

Afinal, os gestores conseguem selecionar as melhores rotas para as diferentes equipes, que atendem diferentes pontos ou regiões. Além de ter autonomia para cobrar da sua equipe, caso as visitas, designadas antecipadamente, não aconteçam.

E caso o colaborador tenha terminado todas as suas tarefas, o gestor conseguirá agendar novas tarefas a partir da localização em que ele se encontra. Assim economiza tempo e combustível.

Tudo isso pode ser feito a partir do aplicativo ou do acesso pela web. O gestor pode escolher a forma mais fácil!

#2 Papelada acumulada no seu escritório?

Ser sustentável no mundo de hoje é necessário e a sua empresa não deve ser diferente.

Sabe quando você se dá conta que a maioria dos papéis que estão em sua mesa não são úteis e muitos você nem sabe de onde vieram?

Tudo bem, eu entendo que há documentos que são impossíveis de digitalizar. Mas se você nota que toda essa papelada começa a incomodar e ocupar muito espaço, o que gera custos desnecessários, está na hora de muda.

Tendo um software para gestão de equipes externas, você conseguirá diminuir as papeladas enormes que cada colaborador acaba criando em cada visita que ele faz.

Com uma ferramenta, como o Auvo, você consegue cadastrar as tarefas no aplicativo e acaba com a necessidade de ficar criando várias ordens de serviços em papel a cada visita aos clientes.

Assim você evita a necessidade de imprimir várias vias dos documentos que são necessários.

Menos papel e mais tecnologia! 😉

#3 Como você planeja os atendimentos da sua equipe externa?

Provavelmente você deve colocar tudo no papel ou em uma planilha do excel. E você já sabe que o uso excessivo de papel na sua empresa não é nada legal, não é?

Fazendo o planejamento dessa forma, você acaba perdendo muito tempo procurando quem está atendendo qual cliente e em que dia.

No software você consegue ter uma visão mais abrangente desse planejamento, podendo medir a produtividade de cada colaborador e de cada equipe.

Você pode conferir também se as tarefas foram concluídas e o que falta ser feito no dia, na semana e até no mês.

Se você não possui um software que te ajude com isso, provavelmente, tem que confiar e torcer para que a visita tenha sido realizada e que o atendimento tenha sido bom e efetivo.

E como você saberá se seu técnico está fazendo um bom serviço, se você não possui referências, críticas e opiniões?

Quando você possui um sistema que te permite fazer a pesquisa de satisfação do seu cliente, saber sobre como foi o atendimento prestado fica ainda mais fácil e é muito útil.

Quando o relatório pode ser personalizado pelo gestor, onde ele pode fazer as perguntas da sua preferência, as melhoras podem ser bem maiores.

Com o planejamento mais otimizado você consegue prever, com mais convicção, os custos e os ganhos que você tem com a sua equipe.

A gestão de equipes externas acontece melhor quando você consegue organizar os atendimentos feitos e os que ainda serão concluídos.  

controle de chamados técnicos

#4  Relatórios de custos com dados reais

Muitos gestores de equipes externas sofrem com os gastos de seus colaboradores e não sabem de onde esses gastos estão vindo, tampouco como reduzi-los.

Muitas vezes o que acontece é que o colaborador fala que gastou uma quantia a mais para poder ganhar um reembolso maior.

E, pela falta de controle dos gastos de cada colaborador, a empresa acaba levando prejuízo. E, ainda, sem saber realmente quem o causou.

Mas como isso pode ser resolvido com softwares de gestão de equipes externas?

Neste tipo de software os colaboradores conseguem lançar em tempo real os comprovantes de todos os gastos que teve através de fotos dos comprovantes. Ou seja, aquele gasto é comprovado pelo colaborador que realizou a tarefa.

Os colaboradores podem publicar em tempo real fotos e dados sobre cada atendimento que fizeram durante o dia.

Assim, no final de cada semana ou mês, o gerente da equipe pode emitir um relatório dos gastos de cada colaborador e repassar um reembolso de despesas mais correto.

Além disso, ele pode emitir relatórios dos gastos por equipe ou por tempo (seja por dia, semana ou mês).

Controlar os gatos de equipes externas pode ser bem mais fácil e com mais confiabilidade dessa maneira.

#5 Como saber o tempo que o seu colaborador passa no cliente?

E como você sabe se ele foi em todos os clientes que ele deveria visitar?

Se ainda não tem um software para gerenciar todas essas informações, provavelmente tem que confiar na palavra de cada colaborador.

E é muito mais efetivo você ter um controle em tempo real de cada tarefa realizada e de cada visita. Concorda comigo?

Com o software você consegue controlar em tempo real o início e o final de cada atendimento.  Podendo também definir o preço da hora trabalhada para ter uma ideia do custo de cada funcionário.

Com o relatório de tarefas finalizadas você também terá como saber qual colaborador está sendo mais produtivo e poderá até propor premiações.

Por exemplo, quando você possui um, ou mais colaboradores, que possuem uma produtividade muito boa, ele pode servir de referência.

Quando você dá um incentivo a mais, consegue fazer com que os seus colaboradores trabalhem com mais vontade e dedicação.

#6 Controle mais próximo das atividades dos colaboradores

Uma função bastante interessante dos softwares de gestão de equipes externas é o chat online.

Ele permite que os gestores entrem em contato com seus colaboradores em tempo real, inclusive enquanto estiverem atendendo um cliente.

Essa é uma ótima maneira de aproximar os gestores dos colaboradores e manter um contato mais direto e rápido.

Por exemplo, caso o colaborador esteja demorando a chegar no cliente, o gerente pode questioná-lo sobre o atraso ou o colaborador pode avisá-lo com antecedência.

Se o colaborador tiver uma dúvida sobre o atendimento, por exemplo, pode entrar em contato direto com o gestor. Sem complicações.

Com a funcionalidade do chat online o gestor também consegue conversar e passar novas informações para os seus colaboradores em tempo real, como direcionar novas rotas ou clientes. 

Considerações Finais

Quando você faz a gestão de equipes externas sem um software para auxiliar, é praticamente impossível levantar dados tão precisos e em tempo real das atividades dos seus colaboradores.

Por todos esses motivos (e vários outros que você encontra em materiais no nosso blog), você consegue saber, exatamente, se está na hora de investir em um software de gestão de equipes externas.

Se é de inovação, crescimento previsível e colaboradores engajados e produtivos que a sua empresa necessita, não perca tempo e adote um sistema para te ajudar a crescer ainda mais!

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Como calcular o ROI da sua equipe externa?

Como calcular o ROI da sua equipe externa?

Vou começar esse post com uma pergunta não muito simples: Você sabe o que é ROI, como calculá-lo e onde isso te ajuda com a gestão da sua equipe externa?

Pois é, o ROI pode parecer algo muito complicado na prática, mas como estou aqui para te ajudar, resolvi escrever esse artigo especialmente para você.

O termo ROI é uma sigla inglesa para “Return over Investiment”, ou “Retorno Sobre Investimento”.

Com esse indicador, de forma geral, você consegue saber quanto a sua empresa está ganhando, ou perdendo, com cada investimento realizado.

E para escolher corretamente os investimentos que devem ser feitos por sua empresa, a melhor maneira é entender quais estratégias estão te dando resultados e são capazes aproximá-los das metas.

Mas com tantas táticas, como saber qual a melhor?

A resposta é: Calcular precisamente o ROI e tomar decisões a partir dele. Mas se você quer saber como isso pode ser feito, fique conosco e vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre como calcular o ROI da sua equipe externa!

Afinal, o que é o ROI?

Bom, como você já sabe o básico sobre ROI, ou “Retorno Sobre Investimento”, vou te explicar mais algumas informações necessárias.

Quando eu te falei que você pode identificar o quanto a sua empresa está ganhando, ou perdendo, com investimentos, isso inclui tudo o que foi feito visando lucrar no futuro, como, por exemplo:

  • Investimento em treinamentos
  • Aquisição de novas ferramentas
  • Novas estratégias para retenção de clientes
  • Contratação de novos colaboradores.

Quando se tem a informação sobre quais investimentos estão, realmente, valendo a pena, você consegue prosseguir otimizando aqueles que estão dando certo para gerar mais resultados.

Por que é tão importante calcular o ROI da sua equipe externa?

Porque, se realizado corretamente, nenhum outro indicativo é tão eficaz quanto o ROI.

Além do mais, ele te ajuda a responder algumas perguntas profundas sobre o seu negócios, como:

  • Quais são as maiores fontes de lucro da sua empresa?
  • Todo o processo de vendas da sua equipe está eficiente?
  • O atendimento ao cliente está contribuindo para uma boa fidelização?
  • Os novos colaboradores então gerando o que era esperado?

Com o ROI você consegue uma boa direção para encontrar informações que irão te ajudar a responder essas e outras perguntas.

Agora eu vou te ensinar, de uma forma rápida e simples, como calcular o ROI da sua equipe externa.

Vamos aprender como calcular o ROI?

A maneira mais simples para calcular o ROI é a seguinte: Subtrai-se o lucro pelo investimento inicial e divida novamente pelo investimento inicial. A fórmula ficará dessa maneira:

Essa fórmula pode ser usada tanto para analisar o negócio como um todo, quanto para avaliar uma área ou uma equipe individualmente.

Dessa forma, você consegue identificar se há erros ou algum problema em qualquer parte do negócio.  

Lembrando que o lucro é tudo aquilo que a sua empresa arrecada a partir das vendas. Se você for calcular o ROI de uma área específica, utilize apenas o valor levantado pelo segmento escolhido.

Por exemplo, para calcular o ROI de uma de suas equipes, o valor do lucro deve representar apenas as vendas dessa equipe e não da empresa como um todo.

principais kpis para gestão comercial

Como você avalia os resultados:

Para explicar melhor essa métrica vamos analisar o exemplo que eu te dei ali em cima. Se a sua equipe teve um lucro de R$ 300.000,00 e o seu investimento inicial foi de 100.000,00, o ROI deve ser calculado da seguinte maneira:

ROI= (300.000 – 100.000)/ 100.000= 2

Ou seja, o seu ROI é de R$ 2.00. Isso significa que, para cada R$ 1.00 investido, você recebe R$ 2.00.

Ps: Você pode multiplicar esse resultado por 100 para obter os dados em porcentagem.

Embora o cálculo acima possa parecer a solução para todos as suas perguntas sobre investimento da sua empresa, é importante que você saiba que ele há limitações.

Por exemplo, como você sabe que um ROI de 2% é bom ou ruim?

Bom, isso vai depender de várias situações. Como por exemplo, se esse valor for de um cálculo diário, estará ótimo! Mas se for um investimento de longo prazo, esse investimento já não foi bom.

É por isso que você pode, e deve, calcular o seu retorno de acordo com o que você deseja verificar. Ele pode ser calculado tanto diário, quinzenal ou mensal.

Por fim, ao analisar os resultados é importante entender de onde vieram os números e garantir que todos os cálculos, para todas as suas equipes, utilizem o mesmo padrão.

E como você pode obter todos os dados e números necessários para calcular o ROI da sua equipe externa? É aqui que um aplicativo de gestão de equipes externas, como o Auvo, pode te ajudar.

Vamos saber mais sobre como isso acontece?

Vantagens em utilizar um Software de Gestão de Equipes

Agora você já entendeu o que é ROI, como ele funciona e como é feito o seu cálculo, certo?

Pois bem, agora eu vou te mostrar como um software de gestão de equipes externas pode te ajudar a obter os números que você necessita.

Controle de atividades e desempenho

Vou começar com uma pergunta simples e te explicar o contexto:

Quando você passa as tarefas para os colaboradores, como você sabe se elas estão sendo designadas?

Se você não conta com um software de gestão de equipes, provavelmente, tem que confiar na palavra dos seus colaboradores de que eles, realmente, realizam as tarefas.

Quando você, no fim do mês, analisa o desempenho dos seus colaboradores e quantas tarefas foram realizadas, em relação ao mês que se passou, nota que o rendimento está muito mais baixo que o normal.

E agora? Como você consegue ter os dados numéricos verdadeiros para poder medir o porquê isso está acontecendo e se os seus investimentos na sua equipe estão te dando algum lucro?

E se o que está afetando é a produtividade da sua equipe externa, você também sabe como medir isso?

Com o Auvo você consegue medir a produtividade de cada colaborador, bem como a de cada equipe; acompanhar quais tarefas já foram realizadas e em quanto tempo, por exemplo.

Na imagem abaixo você tem as seguintes informações:

  • Produtividade do mês da equipe
  • Média de tempo em atividade
  • Média de atraso nas visitas
  • Custo médio por tarefa                                                                                                                                                          

Com esses dados em mãos, você consegue calcular o ROI da sua equipe e entender onde estão os pontos que você precisa melhorar.

Custo médio por tarefa

Com um aplicativo de gestão de equipes você consegue medir o custo médio por tarefa, ou seja, quanto o seu colaborador está gastando para que aquela tarefa seja realizada.

Cada vez que uma tarefa é finalizada, os custos são registrados e vão para o relatório.

Assim como podemos observar no exemplo da imagem abaixo, retirada diretamente de um relatório do Auvo:

Isso também acontece com custos adicionais que a sua equipe ou colaborador pode ter na realização das atividades.

Assim, você consegue saber qual o custo médio, e o total, que cada colaborador, realiza e medir se esse custo está te dando algum retorno sobre o que o que você investe neles.

calcular produtividade equipe externa

Como usar o ROI para tomar decisões certas

Okay, agora que você tem esses dados e o valor do ROI, como ele pode te ajudar com a tomada correta de decisões?

  • Ação e reação

O que você fez e o que deixou de fazer para que o resultado tenha sido esse?. Ou então, o que você você não fez que, de alguma maneira, te atrapalhou a chegar nos resultados esperados?

Quando você analisa os dados obtidos você consegue entender quais foram os investimento que você fez na sua equipe ou empresa que te deram resultados.

E em cima desses dados, você também pode tomar a decisão certa do que foi bom ou não para a sua empresa.

Continuando com aquilo que te dá lucro e replicando, e descartando o que não funcionou, ou tentando melhorá-la.  

Assim, você tem uma previsibilidade dos seus negócios. E não há nada melhor do que acertar nos seus negócios e lucrar com isso, não é mesmo? 😉

  • Comprometimento da equipe

Quem é que não gosta de trabalhar em uma empresa que sempre tenha um bom desempenho, em que os projetos criados funcionam bem e os objetivos das equipes são sempre alcançados?

Esse é o justamente o tipo de ambiente que você conseguirá quando começa a trabalhar com o ROI em sua empresa.

Afinal, você conseguirá medir se todo o investimento você dá a sua equipe, bem como os gastos com o serviço, estão sendo bons para você.

Aqui você também consegue saber qual equipe está gerando mais lucro. E assim você consegue replicar tudo aquilo que está sendo feito também para as suas outras equipes.

  • Cortando gastos desnecessários e aumentando o lucro

Quando você analisa o seu retorno sobre seus investimentos e age em cima de todos os dados que foram encontrados, oferece muito mais do que apenas segurança financeira para a sua empresa, sabe por quê?

Essa avaliação mostra algo que também interessa para a sua equipe externa: quais investimentos valerá a pena manter e quais deve se abandonar.

Desse modo, todo o investimento que não está gerando lucro será eliminado a cada contagem do ROI.

Cortar esses gastos já contribui para o aumento do lucro e não para por aí!

Você pode usar o dinheiro da melhor forma possível, aplicando em métodos que deram certo na sua empresa.

Assim você aplica os recursos financeiros da sua empresa em recursos que poderão ser otimizados cada vez mais.

  • Resultados duradouros

Vamos combinar que não faz sentindo a sua empresa ter um boom no crescimento por alguns meses e depois voltar a ser o que era antes, não é mesmo?

Pensando nisso, é importante ter em mente que o ROI deve ser medido constantemente.

Ps: A forma como o ROI será medido varia de empresa, equipe e segmento. Mas, nós da Auvo, não aconselhamos ter um intervalo muito grande entre cada medição.

Para que os seus resultados continuem sempre crescendo, e o lucro aumentando, é necessário manter esse ciclo de acompanhamento e correção das possíveis falhas.

Como o seu objetivo com o cálculo do ROI é ter um lucro sempre constante, uma vez que esse cálculo é feito constante, os seus resultados serão mais duradouros e consistentes.

Diante de toda essa explicação detalhada, fica claro que o calcular o ROI da sua equipe externa tem um profundo impacto sobre a sua empresa, as suas metas, lucro e rentabilidade da equipe.

Por isso, use essas informações de forma consciente e como ponto de partida para tomar as decisões certas e lucrar cada vez mais.

E não se preocupe, a Auvo pode te ajudar a conseguir os dados necessários para o seu cálculo e aumentar o seu ROI da sua equipe externa!

Quer conhecer mais e saber como ela funciona? Faça um teste gratuito de 7 dias!

Gostou do nosso artigo? O que acha de deixar algumas sugestões de conteúdo para enriquecermos nosso blog? Estamos te esperando.

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Retenção de clientes: não perca o seu cliente para a concorrência

Retenção de clientes: não perca o seu cliente para a concorrência

Quando se fala em retenção de clientes, automaticamente, já nos lembramos de Call-Centers e atendimentos do tipo, não é mesmo?

Mas engana-se quem acha que a retenção é importante apenas nesse tipo de prestação de serviço.

A retenção merece um cuidado especial em todas as empresas que desejam crescer e obter sucesso.

 
Você verá nesse post:

  • A retenção é realmente importante?
  • O que pode ter dado errado?
  • Como prever e prevenir?
  • Como alcançar o resultado esperado?

Reter clientes não está ligado diretamente apenas ao cancelamento, mas também na capacidade da empresa em gerar novos negócios (e mais clientes), se manter no mercado e garantir o crescimento financeiro da empresa.

Ps: Manter um cliente sai muito mais barato do que conquistar um novo ou perdê-lo para a concorrência.

Afinal, a conquista de um novo cliente envolve todo um processo de vendas bem estruturado, uma equipe de vendedores bem treinada (e isso nós sabemos que não é uma coisa barata) e ainda o investimento em marketing.

Por isso, a retenção de clientes é a melhor saída para sua empresa reduzir custos e ao mesmo tempo melhorar o faturamento. Vamos lá?

A retenção de clientes é realmente importante?

As empresas estão sempre refinando tudo, desde os seus processos, até novas formas de aumentar a produtividade dos seus times de colaboradores.

Você pode ser previsível e prevenir quais os passos ele vai dar em relação a sua empresa caso esteja pensando em ir para a concorrência.

É aqui que a retenção de clientes entra, e sim, ela é muito importante.Existem empresas que conseguiram reduzir em 20% a taxa de cancelamentos dos clientes.

É comum que você, como gestor, ache mais fácil conseguir um novo cliente, do que manter um cliente que já está conquistado.

Você sabia que o custo para aquisição de um novo cliente é 7 vezes maior do que os valores que são envolvidos na retenção de clientes?

Além disso, uma pesquisa feita pela Marketing Metrics indicou que é 65% reverter um cancelamento com um consumidor já existente, do que tentar conquistar um novo. Quando se coloca os gastos no papel, percebe-se que muito dinheiro acaba sendo desperdiçado.

Assim, a retenção de clientes impacta diretamente com a manutenção do lucro da sua empresa. Mas não é só isso. Afinal, tudo aquilo que você deseja é não perder o seu cliente para a concorrência e continuar conquistando e mantendo ele em sua base, correto?

Mas você já se perguntou se está fazendo algo para que isso aconteça? O que motiva o seu cliente a continuar com a sua empresa vai muito além do que apenas realizar um feedback assim que negócio for fechado, como por exemplo:

A retenção de clientes não é uma tarefa simples, por isso, quando você sabe o motivo do seu cliente querer cancelar com a sua empresa fica mais fácil reconquistá-lo.

E o que leva um cliente a pedir cancelamento?

O que pode ter dado errado?

Primeiramente, você deve estar ciente que os cancelamentos podem acontecer e que a retenção de clientes vai te ajudar antes que isso aconteça.

No mercado atual, quando se tem um processo estruturado, com metas e métricas bem definidas, além de contar com a tecnologia, você consegue ser mais previsível e saber quais clientes estão insatisfeitos e próximos de irem para a concorrência.

Mas antes, saiba o que pode ter acontecido para que o seu cliente queira cancelar o seu serviço.

Isso é prejudicial para a sua empresa como um todo, afinal os seus colaboradores podem ter dificuldades em bater as metas, caso o cliente cancele; e também para a receita recorrente mensal da sua empresa (MRR).

Tudo acontece muito rápido nos dias de hoje e a forma como o seu cliente espera ser atendido não é diferente. Mas alguns pontos são cruciais para que você consiga reter o seu cliente e evitar o cancelamento do serviço:

Atendimento de alta performance

As pessoas não gostam de esperar, isso é um fato. Imagine o quanto o seu cliente se sente insatisfeito quando precisa esperar para que o serviço seja realizado, por exemplo.

Quando a sua equipe técnica possui muitos compromissos em um período curto de tempo, a prestação de serviços para vários clientes pode ser algo que gere atrasos, e isso nunca é bom.

Por isso, você pode contar com uma ferramenta que organize e gerencie as suas tarefas que precisam ser executadas no dia a dia, sendo acompanhadas em tempo real. Essa é uma ótima solução para resolver a questão dos atrasos na sua equipe!

Falta de comunicação

A comunicação é um fator muito importante para todo e qualquer tipo de prestação de serviços. Mas a falta dela também pode ser um fator que faça com que o seu cliente não se sinta satisfeito com os seus serviços.

Vou te dar um exemplo na prática para entender melhor: Imagine que o seu técnico tenha saído para realizar uma tarefa para o cliente, mas no meio do caminho acontece algum imprevisto e ele não consegue chegar ao local e o cliente não é avisado ou a informação chega distorcida.

Como você acha que o cliente vai ficar em relação a sua empresa? Insatisfeito, é claro. Quando ele não é avisado com antecedência ou o aviso não chega nem a acontecer, é bem provável que ele se chateie e acabe querendo cancelar os seus serviços.

Afinal, ele pode sentir a falta de consideração e importância para com o que ele significa na sua empresa. Uma boa comunicação é muito importante para que o seu cliente continue sendo fiel a sua empresa.

Sendo assim, mantenha os seus esforços de comunicação em dias!

Prevenindo que os seus clientes venham a cancelar

Embora, como eu já disse ali em cima, o cancelamento aconteça ocasionalmente, existem maneiras de prevê-lo e tomar decisões estratégicas para melhorar a satisfação dos clientes que estejam próximos de irem para a concorrência.

Ter um cliente satisfeito é uma das principais formas de manter o seu cliente na base e você pode contar com ferramentas para te ajudar.

Quando você sabe o que ele achou do atendimento, se teve algo que não foi feito corretamente ou se voltariam a contar com a sua empresa quando necessário, o cancelamento pode ser prevenido.

Aqui vai algumas dicas de ouro:

Tenha sempre os dados do seu cliente em mãos

É preciso conhecer de verdade quem são os seus clientes. Engana-se quem acha que o conhecimento sobre o seu cliente não deve ser atualizado.

As características, dores, desejos e expectativas dos seus clientes vão mudando e por isso você deve se adequar a eles.

Ps: Toda empresa que visa aumentar a sua taxa de retenção de clientes deve priorizar o conhecimento sobre os seus clientes e utilizar essas informações de forma inteligente. Afinal, você não quer que o seu cliente ache que você não sabe nada dele, não é mesmo?

Aumentar o conhecimento sobre os seus clientes ajudará a oferecer uma experiência mais completa e interessante!

Passe confiança sempre

A retenção de clientes está, também, diretamente ligada à confiança que o seu cliente tem na sua empresa e no serviço que você oferece a ele.

Quando você fica próximo ao seu cliente, um vínculo de confiança é criado. É importante lembrar que você já conseguiu conquistar o seu cliente e que a sua satisfação deve ser contínua.

Essa proximidade e confiança deve ser passado por todos na sua empresa, assim ele entende que todos estão fazendo o melhor para que ele continue com a empresa.

Dessa forma você consegue reter o seu cliente mais facilmente.

Ofereça boas soluções para os seus problemas

Agora que a sua empresa conhece bem o seu cliente e mantém uma boa relação com eles, está na hora de perceber qual a melhor solução para o problema que ele possui, e por isso quer cancelar o serviço.

E isso tem relação direta com a retenção de clientes. O que acontece é que, na maioria das vezes, a empresa tem um bom serviço a ser oferecido, mas não há o conhecimento necessário para oferecê-lo de forma correta e na hora certa ao seu cliente.

Não tenha medo ao oferecer boas soluções aos seus cliente, afinal, é sempre bom lembrar que, um cliente fidelizado e feliz com a empresa é bem melhor do que um insatisfeito que propague informações ruins.

Sendo assim, não meça esforços para reter os seus clientes!

O serviço de campo pode parecer imprevisível às vezes, mas isso não significa que não há nada que você não possa fazer.

Com todas essas dicas e ajudas você consegue evitar que o seu cliente saia da sua empresa e acabe indo para a concorrência.

Agora que você já sabe como a retenção de clientes é crucial na sua empresa, que tal compartilhar conosco as suas dúvidas e experiências? Estamos aqui para te ouvir!

Isadora é redatora da Auvo, responsável por criar conteúdos ricos para ajudar gestores de todo o Brasil a aumentar a produtividade das suas equipes de campo.

Redução de custos com a equipe técnica de manutenção

Redução de custos com a equipe técnica de manutenção

Normalmente enxergamos redução de custos e produtividade como grandezas diretamente proporcionais, ou seja, para aumentar a produtividade de um departamento de manutenção, por exemplo, teríamos que gastar com alguma coisa primeiro.

Bom, por isso resolvi escrever esse artigo, para mostrar que é possível reduzir os gastos com a sua equipe externa e manter ou potencializar sua produtividade ao mesmo tempo.

Existem algumas práticas que grandes gestores de equipes de manutenção usam para isso:

1 – Acompanhar a Produtividade

Você deve ficar atento ao nível de produtividade de cada um dos seus colaboradores. Essa métrica normalmente é sempre o enigma das empresa, e por isso muitas vezes acaba sendo esquecida. Os números mais importantes que complementam essa métrica são:

  • Quantidade de ordens de serviço atendidas;
  • Quantidade de visitas;
  • Tempo médio gasto em cada visita;
  • Quantas visitas são necessárias para resolver um problema;
  • O grau de satisfação do cliente em relação ao colaborador.

2 – Use a tecnologia para potencializar seus resultados

Existem várias formas de utilizar a tecnologia: planilhas, softwares robustos, softwares específicos…. Para escolher uma delas você deve mapear qual o nível de gestão de equipes externas a sua empresa têm e o quanto você quer elevar esse nível.

Em um estágio inicial, no qual a sua empresa está criando uma equipe externa e não tem nenhuma experiência na parte de gestão as planilhas conseguem atender a demanda de forma bastante produtiva, mas sem redução de custos.

Vale ressaltar que elas não acompanham o nível de desenvolvimento da gestão da sua equipe. Por isso, logo você precisará de um software que automatize alguns processos:

  • Agilidade na comunicação;
  • Redução do tempo perdido com a geração e gestão das OS’s;
  • Planejamento de rotas.

expert em vendas externas

3 – Reveja seus processos

  • Abrir chamados;
  • Emitir pedidos;
  • Enviar orçamentos.

Esses são processos comuns de uma equipe técnica de manutenção e por conta deles serem tão comuns, muitos gestores descartam automaticamente a possibilidade de inovar a gestão desses processos.

Atualmente, a maioria das empresas de manutenção que possuem bons resultados procuram implantar um software de gestão de equipes externas para economizar tempo, aumentar a produtividade e redução de custos com a equipe técnica.

4 – Otimize as rotas dos seus colaboradores

Ter o planejamento e o acompanhamento das rotas de seus colaboradores é essencial para saber que você não está perdendo dinheiro.

  • Programe as rotas da sua equipe técnica de forma antecipada e semanalmente;
  • (Se possível) Monitoramento do percurso em tempo real;
  • “Tempo é dinheiro” – Agilize seu processo de gestão e o processo de execução das tarefas da sua equipe de técnicos;

Com um bom planejamento você pode otimizar muitos dos seus resultados e tambémreduzir os custos com o combustível, que é um dos mais altos de toda empresa de manutenção que possui uma equipe técnica externa.

Você deve ter percebido que a redução de custos e otimização de produtividade não é um processo tão simples. Mas pode ter certeza que todas essas dicas listadas acima produzirão um efeito muito positivo nos resultados da sua empresa, além de te ajudar a concluir seu objetivo inicial: “Reduzir custos e aumentar a produtividade”.

A Auvo está aqui para te ajudar em todas as suas dúvidas sobre gestão de equipes técnicas de manutenção, deixe um comentário ou entre em contato conosco!

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.

Vantagens da fidelização de clientes com estratégias de customer success

Vantagens da fidelização de clientes com estratégias de customer success

A fidelização de clientes requer muita paciência dos gestores e colaboradores. Não é um processo rápido e é necessário que a sua empresa ou o lugar onde trabalha sigam alguns requisitos para fazer isso acontecer.

Você deve ir um pouco além de simplesmente atrair e vender para os seus possíveis clientes. No processo de fidelização você tentará conquistar a confiança das pessoas. Após conseguir fazer isso, mostre que seu trabalho de pós-venda é ainda melhor do que o de vendas. Mostre que se preocupa e oferece um suporte que qualquer cliente deve receber.

E a fidelização de clientes vai muito além de ter cartões de fidelidade e pequenos descontos. Você deve criar um vínculo com o cliente para que possa ter ele em sua base e comprando cada vez mais.

Os pontos principais para conseguir fidelizar são: oferecer o produto certo para as pessoas certas, isso deve ser no momento que o cliente precisa de ajuda, com um preço justo para o mercado e através do canal que mais dará sucesso tanto para a sua empresa quanto para o cliente. Agora partiremos para as vantagens.

– Clientes fiéis divulgam sua empresa gratuitamente

As pessoas que gostam da sua empresa, do seu produto e do seu atendimento, sempre farão questão de voltar. Com tantas opções para compra no mercado, você deve fazer diferente e conseguir encantar as pessoas que se encaixam no seu público-alvo.

E além de voltar a comprar da sua empresa, esses clientes normalmente fazem questão de indicá-la para pessoas conhecidas por estarem satisfeitas com o atendimento recebido. Essa é uma forma de propaganda positiva para a sua empresa e totalmente sem custo.

Fidelizar clientes deve fazer parte do seu planejamento de vendas o quanto antes. A dica é que você faça o atendimento aos seus clientes como você gostaria de ser atendido.

– Quanto mais clientes fidelizados maior é a credibilidade

O mercado de vendas está ficando cada vez mais e mais disputado e essa realidade parece que vai continuar nos próximos anos. A credibilidade de sua empresa pode contar na hora da decisão do cliente.

Com tanto acesso a informações pela internet, os seus consumidores fazem extensas pesquisas antes de fechar qualquer negócio. Eles querem saber de quem estão comprando. E estão absolutamente certos. Não dá pra confiar em qualquer site e loja que você entra.

Por isso é tão importante que você fidelize mais clientes e mostre para o público em geral que a sua empresa é de confiança e que eles podem comprar com tranquilidade e sem medo.

– Aumenta o ponto de contato entre a empresa e o cliente

Os clientes que fidelizam com sua empresa normalmente disponibilizam alguns dados pessoais e algumas de suas preferências. Com isso em mãos você pode oferecer com o tempo produtos que se encaixem no perfil deles e promoções e descontos exclusivos.

Essa estratégia de vendas permite que o consumidor se sinta mais valorizado e tenha um tratamento mais personalizado. Você consegue manter um relacionamento mais próximo com ele e o deixa mais à vontade.

– Mantém a sua base de clientes fixos por mais tempo

Uma das coisas mais difíceis de conseguir no mercado de vendas de produtos e serviços é manter uma base de clientes sólida. Surgem novos produtos e essa disputa pode atrair seus clientes para outras empresas. Uma das poucas coisas que pode fazer para frear isso é através da fidelização.

Se conseguir aumentar a taxa de clientes fiéis terá uma grande chance de ter uma base cada vez maior e duradoura. Até porque como vimos acima, os clientes que estão satisfeitos normalmente divulgam sua empresa para outras pessoas, aumentando a possibilidade dessa base aumentar.

– Sucesso do Cliente é um novo modo para conquistar os consumidores

Em conjunto com a fidelização de clientes temos uma outra estratégia que é conhecida como Sucesso do Cliente (Customer Success) e como o nome já diz tem o foco principal em tornar a experiência do cliente o melhor possível quando adquire um produto ou serviço da sua empresa.

Para mostrar que realmente sabemos do que estamos falando, vamos mostrar para vocês algumas atividades do profissional dessa área. Você vai descobrir porque precisa investir nesse tipo de profissional.

– Prepara os clientes para o uso do produto ou serviço

O gestor de sucesso do cliente fica responsável por ligar para o cliente e descobrir se ele está conseguindo usar o produto e se está enfrentando dificuldades para usar todos os diferenciais. De maneira bem simplificada ele vai em busca de ajudar o cliente, porque nem sempre é fácil lidar com uma nova tecnologia ou com um novo produto no mercado

Se o cliente não estiver precisando de ajuda, o gestor mostrará que está disposto a ajudar sempre que ele precisar. Dar essa opção para o consumidor fará com que ele fique mais confiante em relação ao suporte da empresa.

– Faz follow ups e oferece feedbacks

Os follow ups são ligações e/ou envios de email para medir a satisfação dos clientes ou também para oferecer novos produtos e serviços se a oportunidade surgir. Seu gestor de sucesso do cliente pode medir esses dados através de pesquisas rápidas e análise futura dos números e respostas coletadas.

Nesses mesmos contatos você pode oferecer upgrades ou novidades em relação ao que vendeu para o consumidor. Essa não é uma tentativa de venda qualquer, é uma forma de medir o quão interessado o cliente continua em comprar e melhorar sua experiência com o produto que comprou.

Tanto os emails quanto os telefonemas devem ser feitos com alguns intervalos de tempo para que não fique chato e afaste o cliente.

– Avalia os KPI’s e resultados dos clientes

Sua empresa conseguirá medir alguns indicadores chave de performance (KPI’s) do cliente. Mas como fazer isso? Você pode medir alguns dados como o ticket médio, a quantidade de produtos adquiridos por mês, números de acessos no site ou ligações feitas.

Todo e qualquer tipo de dados que tiver sobre o cliente pode te ajudar a entender o comportamento do seu público-alvo e como deve fazer os seus futuros atendimentos para fechar novos negócios. Sabendo o que ele gosta e do que é importante para ele, você já tem alguma vantagem para convencê-lo de que seu produto ou serviço se encaixa bem na vida dele.

– Propõe soluções e novos produtos para o cliente

O gestor de sucesso do cliente deve estar sempre em contato direto com os clientes e por isso mesmo deve saber a hora de oferecer upgrades e soluções para possíveis problemas enfrentados com o produto ou serviço que sua empresa vende.

A ideia aqui não é ficar forçando o cliente a comprar toda hora mas sim ficar satisfeito com aquilo que adquiriu e fidelizá-lo. Manter clientes satisfeitos na sua base pode aumentar o seu ticket médio mensal.

Ofereça somente aquilo que realmente interesse para os seus clientes. Ficar tentando forçar uma venda só vai afastar o cliente e na pior das hipóteses sua empresa pode perdê-lo.

– Recolherá informações e feedbacks dos clientes

Nesse momento o gestor fará o papel de suporte da empresa. Ele ficará responsável por descobrir quais problemas os clientes têm enfrentado ao usar os produtos ou serviços oferecidos.

O próximo passo é oferecer soluções para os problemas e se for o caso oferecer novos produtos ou upgrades para ajudar nesse processo.

Os feedbacks são muito importantes para medir a aceitação dos seus produtos no mercado. Você também ficará sabendo se algum produto ou serviço tem dados muitos problemas e pode pensar em como resolvê-lo o mais rápido possível. Se antecipe ao seu cliente. Não espere ele reclamar.

Não fique esperando as oportunidades caírem do céu. Colocando as estratégias de sucesso do cliente em prática, você pode se antecipar e oferecer soluções que realmente ajudem os seus clientes.

Clientes satisfeitos fidelizam bem mais e fazem questão de levar o nome da sua empresa muito mais além. Trate seu cliente como trataria um amigo. Tenha atitudes assim e o sucesso será só questão de tempo.

Aproveite para fazer o download do nosso Ebook: “Customer Success e Retenção de Clientes”. É só clicar no link abaixo e fazer o seu cadastro.

Se não conseguiu ler todo o conteúdo, faça o download da versão em PDF, para ler mais tarde.

Gabriel é CEO da Auvo e já ajudou mais de 1500 empresas a aumentarem a produtividade da sua equipe de campo. Além disso gerenciou equipes externas durante 7 anos e sabe bem as dores de um gestor.